Guerrieri volta ao topo no WTCR

G

RIO DE JANEIRO – Num fim de semana muito complicado em Suzuka, o argentino Estebán Guerrieri volta a respirar aliviado em busca do título do WTCR, a Copa do Mundo de Carros de Turismo. O piloto da Münnich Motorsport venceu uma das baterias e somou pontos importantes para suplantar o rival Norbert Michelisz, da Hyundai.

Além da chuva, que atrapalhou a definição das posições de largada, choveram penalizações aos pilotos de uma maneira raramente vista na temporada. E pelos mais variados motivos – o que seria um complicador para as pretensões dos pilotos, principalmente porque optou-se por fazer as três baterias na variante Norte de Suzuka, com pouco mais de 2,3 km de extensão.

Largar à frente era fundamental e Estebán Guerrieri, guindado à condição de pole na prova #1 sabia disso, tanto que buscou o triunfo após superar o holandês Niels Langeveld – um dos poucos nomes que ainda não havia subido no pódio neste campeonato. O piloto da Comtoyou conseguiu a 2ª posição, seguido por Tiago Monteiro (o pole original da prova #1), Thed Björk e Johan Kristofferson.

Michelisz chegou apenas em 13º, fez três pontos e ainda aguardava pelo domingo para ver se sua sorte melhorava: pelo menos na prova #2, o magiar se saiu bem. Foi o pole com a inversão dos dez primeiros do Q2 e Norbi precisou jogar muito pesado contra Rob Huff, levando até bandeira de advertência, para somar mais 25 pontos importantes no campeonato.

Guerrieri chegou apenas em 10º e voltou a perder a liderança para o adversário com esse resultado. O veterano Gabriele Tarquini travou uma duríssima batalha com Kevin Ceccon – aliás, um dos pontos altos do fim de semana – pelo último lugar no pódio. O italiano da Alfa antecedeu Björk no top 5 da prova.

E na última bateria, novamente o pole position saiu-se muito bem. A primazia coube a Johan Kristofferson, que fez uma apresentação sem erros para chegar ao segundo triunfo no WTCR. Por uma ordem de equipe, Estebán Guerrieri ficou em 2º trocando com Tiago Monteiro – e estranhamente o português tirou demais o pé na última volta (a corrida terminou com Safety Car), perdendo o pódio para Ceccon.

Norbert Michelisz chegou apenas em oitavo e, assim, restando seis provas e duas rodadas, Guerrieri soma 289 pontos contra 282 do húngaro e 248 de Thed Björk, enquanto Yvan Muller – que não foi bem no Japão – tem 241 e ainda respira.

Augusto Farfus tinha como meta terminar nos pontos, mas suas posições de largada ajudaram muito pouco. Na prova #1 ainda conseguiu o 15º lugar porque Nicky Catsburg tirou Andy Priaulx da disputa num toque duvidoso e foi punido. Nas demais disputas, foi 21º e 22º, respectivamente. Com isso, caiu para 13º na classificação com 142 pontos.

Aliás, Farfus não disputará a próxima etapa em Macau. Na antiga possessão portuguesa, o brasileiro terá como prioridade o FIA GT World Cup, do qual é campeão com a BMW. Luca Engstler será seu substituto.

Em Suzuka, foram 29 os inscritos – mas para Macau havia a promessa de seis wild-cards. Caso seja cumprida, teremos o recorde de participantes, a menos que a FIA não aplique (o que duvido) a regra dos 110% da pole position no WTCR.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames