MENU

13 de outubro de 2019 - 01:07IMSA

Mais uma Petit Le Mans histórica

Muita festa de Eric Curran, Felipe Nasr e Pipo Derani (de capacete): o título da temporada 2019 não veio, mas a trinca venceu uma sensacional Petit Le Mans e levou a taça de campeã do Michelin Endurance Cup

RIO DE JANEIRO – Desde já peço desculpas se faltar alguma coisa nesse post. É que no embalo do final apoteótico da Petit Le Mans – aliás, já perdi a conta de quantas provas espetaculares tivemos no encerramento da série IMSA nos últimos anos – o raciocínio pode não ser o mais correto e também nem sempre muito justo. Mas tentaremos.

Pra começar, parabéns à dupla Dane Cameron/Juan Pablo Montoya. O Acura Team Penske faz a equipe do “Capitão” Roger reencontrar o caminho das conquistas nas provas de longa duração. A escuderia de maior excelência dos EUA brilhou nesta temporada, o colombiano – mesmo tendo passado dos 40 anos – mostrou que ainda é do ramo e Cameron é um excelente piloto,

Excelente também foi a performance dos vencedores, numa corrida cheia de alternâncias e alternativas, definida em detalhes que foram fundamentais. Uma última bandeira amarela com pouco mais de meia hora para o término da disputa e o estouro de um disco de freio num dos rivais foram decisivos para Eric Curran e os brasileiros Felipe Nasr e Pipo Derani.

Fazendo o que mais gosta e no dia de seu aniversário de 26 anos, Pipo deu show no final, com a competência de sempre, pondo pressão nos adversários e depois mantendo uma sólida liderança para conquistar o título do IMSA Michelin Endurance Cup. O título na geral não veio – mas a vitória numa das mais importantes corridas da série estadunidense sim, coroando um belo trabalho e a confiança num ano ainda melhor em 2020.

Gigantesca vitória da trinca campeã das 24h de Le Mans este ano na LMGTE-PRO, desta vez a serviço da tradicional Risi Competizione. E Daniel Serra, hein? Até onde esse moço pode chegar?

Também vimos a gigantesca vitória da trinca campeã das 24h de Le Mans, desta vez a serviço da sempre competente Risi Competizione. Corridaça-aça-aça de James Calado/Ale Pier Guidi/Daniel Serra. O bicampeão da Stock Car manda mais uma para a conta. Já são duas Petit Le Mans no currículo. E eu pergunto: há limites para Daniel Serra em sua carreira?

A Ford valorizou a vitória da trinca vermelha em Road Atlanta como pôde. Merecia igualmente chegar no topo do pódio na despedida do time de fábrica, mas na Endurance só ganha um carro e uma trinca – ou dupla, dependendo da corrida. Também assistimos o canto do cisne do Chevrolet Corvette C7.R, que deixará muitas saudades nos aficionados.

Enfim, na batalha de Porsche versus Porsche, levou o #912 de Earl Bamber e Laurens Vanthoor, no sufoco: no fechamento da penúltima volta, a dupla e mais o francês Mathieu Jaminet quase se envolveram num entrevero com ninguém menos que Pipo Derani. Um puta susto! O 5º lugar, porém, bastou. Título mais do que merecido.

Sem muitas filigranas, deu dó ver Felipe Fraga e os companheiros Ben Keating e Jeroen Bleekemolen, à beira de uma grande vitória, perderem o triunfo na última volta. Muito doído. Mas certamente o Fraga, como o grande piloto que é, vai tirar grandes lições dessa derrota.

Bill Power: aos 51 anos, o também aniversariante Bill Auberlen ganhou de presente com o abandono do #33 de Felipe Fraga, na última volta, a vitória na classe GTD

Tristeza de uns, sorte de outros. Especialmente da Turner Motorsport, que não fez tempo de classificação e tinha um ótimo carro para dar a vitória ao outro aniversariante do dia – Bill Auberlen – junto a Robby Foley e Dillon Machavern. Sorte também da dupla Mario Farnbacher e Trent Hindman, pois mesmo com uma quebra, os dois pilotos levaram o campeonato, sem outros sustos mais além deste.

Bom… pelo menos a trinca do Mercedes-AMG #33 conseguiu o título do IMEC, o que serve de consolo – mas não muito.

Para completar, Hélio Castroneves ainda fecha o campeonato com um bom pódio ao lado de Ricky Taylor e Graham Rahal entre os DPi, faltando mesmo só a Bia Figueiredo para poder ter uma Petit Le Mans à altura das expectativas infelizmente não correspondidas, por conta da total falta de ritmo da dinamarquesa Christina Nielsen – que inclusive pediu pra não ser escalada nos stints noturnos no Acura.

Menos mal: a marca levou o título da GTD e a Meyer Shank Racing faturou entre as equipes.

E o que foi a LMP2, hein?

Uma vergonha.

Como disse o meu amigo Pedro Migão nas redes sociais, um “flop”. Os dois carros que largaram não chegaram ao final. Matthew McMurry, o campeão entre os pilotos, não deve ter ficado feliz em chegar ao título desta forma.

Mais um campeonato termina. E eu já conto os dias para chegar Daytona.

Que venha 2020!

Compartilhar

18 comentários

  1. Antonio Vidal disse:

    PORSCHE: Campeã Mundial FIA WEC/2019

    PORSCHE: Campeã IMSA/2019

  2. Claudio disse:

    Ótima corrida. Pena pelo Fraga, mas na volta final ele deu aquela bela amarelada no melhor estilo do esportista brasileiro.

  3. Antonio seabra disse:

    Foi um corridaço !!! Pena que eu só assisti as ultimas 4,5/5h. Parabéns, mais uma vez, pela transmissão.

  4. Helerson disse:

    Ótima corrida!
    Brasileiros deram uma verdadeira aula de pilotagem.
    Sou fã da BMW mas a torcida era pra AMG do Fraga. Mostrou competência e garra no final segurando um adver6muito mais rápido. Ele aproveitou o melhor equilíbrio da AMG em curvas mantendo a distância da BMW.
    Pena a equipe ter errado nos cálculos do combustível.
    Aguardemos as 24h de Daytona.

    • douglas disse:

      E ele ia conseguir segurar, mas infelizmente houve esse erro de calculo do combustível, assim como ocorreu em Le Mans q ele foi desclassificado pelo abastecimento à mais. Mas ele já mostrou q é um grande piloto

  5. JORGE ALBERTO MACHADO disse:

    Caro Amigo Rodrigo Mattar.
    Parabéns mesmo pela expert narração, vcs são demais, além de excelentes profissionais conhecedores dessa categoria de Endurance, fizeram um trabalho brilhante. Sou piloto de Endurance e apaixonado por esse tipo de competição. Espero em breve estar correndo aí nestas provas. Um grande abraço.

    • Rodrigo Mattar disse:

      Grato pelo comentário, Jorge! De fato, a paixão pelo Endurance me fez mais e mais fã e conhecedor desse tipo de competição. A convivência com a turma do Brasileiro é ótima e fazer as corridas longas pelo Fox Sports é uma delícia. Abraço e obrigado pela participação!

  6. Alvaro Ferreira disse:

    Corrida sensacional! Seus comentários, como sempre, uma injeção de informação. Além da atenção para com os aficcionados. A gente ganha demais com os conhecimentos que você compartilha. Parabéns e obrigado, meu caro!

  7. Ricardo Azambuja disse:

    Gostei da transmissão de endurance, comentários pontuais, os pilotos brasileiros demonstraram que, para ser um campeão, tem que contar com o ingrediente, sorte!! São lutadores, bravos, técnicos e merecem todo incentivo, assim como qualquer atleta!!

  8. Fernando Silva disse:

    Cara…há uns anos a Petit Le Mans vem trazendo corridas espetaculares e essa prova só evidencia mais o que já sabemos: Apesar do automobilismo brasileiro estar na berlinda (ha anos…) os pilotos brasileiros estão em excelente fase…tem caras aqui que nada devem aos grandes pilotos internacionais…Pipo e Nasr são realidade e seríssimos candidatos ao título da próxima temporada…Serra e Fraga, como venho dizendo já não cabem mais no cockpit da Stock Car (se é que me entendem…), são pilotos para disputar títulos mundiais nas maiores provas e categorias do mundo, que me perdoe a Stock Car Brasil.
    Na GTLM, pudemos apreciar novamente talvez a melhor trinca de pilotos de GT da atualidade (Bruni pode ser o melhor individualmente…). James Calado, Ale Pier Guidi e Daniel Serra, juntando-se a uma Ferrari F488GTE é uma combinação quase perfeita como poucas vezes se viu…os três vestem o carro como ninguém. Além da Rizi Competizione…um time simpático e já virou icônico, capaz de fazer até mesmo quem nunca foi fã de Ferrari (meu caso…) torcer desesperadamente para a vitória do rosso…
    Enfim, como disse na hashtag da transmissão do Fox Sports, já estou com saudades…que venha logo o último dim de semana de janeiro.

  9. romulo dias disse:

    Pipo Derani é um gigante no Endurance!
    Que venha o merecido título na próxima temporada!

  10. Linda corrida, pela transmissão pela Fox Sports, parabéns, caro Mattar! Aproveito e colo o link de uma notícia bem significativa, vários fabricantes estão conversando com o ACO para a adoção da DPi 2022, e não essa péssima ideia chamada Hypercars: https://sportscar365.com/lemans/wec/aco-continuing-dialogue-on-potential-dpi-2022-adoption/

  11. Paulo disse:

    O que aconteceu com o carro do Fraga? fiquei boiando…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *