Para quem não viu: Nascar Whelen Euro Series, rodada de Zolder

P

RIO DE JANEIRO – Acabou no último fim de semana a temporada 2019 da Nascar Whelen Euro Series – a versão europeia da Stock Car, que teve 13 corridas em sete circuitos diferentes neste ano.

Ao contrário da categoria que a inspirou, a Euro Nascar tem mais eventos em mistos que em ovais – no caso, somente a pista de Venray, na Holanda, recebeu os pilotos e carros das classes Elite 1 e Elite 2 para duas baterias.

A decisão do campeonato foi num fim de semana de tempo instável em Zolder, na Bélgica. Thomas Ferrando ganhou a prova #1 da divisão principal (Elite 1) como prêmio de consolação em um ano abaixo das expectativas iniciais. Ele só teve três pódios e foi 7º no campeonato.

Sem conseguir alcançar o favorito Loris Hezemans, o belga Stienes Longin venceu a última etapa disputada com pista molhada e o holandês da equipe Hendriks (sem confusões com a Hendrick Motorsport, por favor) abiscoitou com muitos méritos o título da categoria, somando 569 pontos – 551 com descartes – e quatro vitórias, todas em sequência.

Longin foi o vice, superando o italiano Niccolò Rocca, com o israelense Alon Day, que buscava o tricampeonato seguido, em quarto na classificação final. O falastrão Jacques Villeneuve, campeão mundial de Fórmula 1 em 1997, foi apenas o oitavo classificado, com três terceiros lugares em Franciacorta e Venray como melhores resultados.

Na Elite 2, Giorgio Maggi era o favorito, já que também corre na mesma equipe de Loris Hezemans. Só que ele não contava com a virada espetacular do dinamarquês Lasse Sørensen, que mesmo com duas provas a menos que o adversário, ganhou ambas as corridas em Zolder e – sem descontar nada – chegou a 573 pontos líquidos contra 564 de Maggi após os descartes.

Acompanhe todas as corridas da decisão do campeonato nos vídeos abaixo.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames