MENU

31 de outubro de 2019 - 16:52Endurance Brasil

Sábado é dia de Endurance em Santa Cruz do Sul

Negócios de família: Nílson e Beto Ribeiro vêm em grande fase e estão em busca de mais uma vitória em Santa Cruz do Sul; a dupla sul-matogrossense de pai e filho quer os títulos da classe P1 de Protótipos e da Força Livre (Foto: Bruno Terena/Divulgação)

RIO DE JANEIRO (Um dia eu vou!) – Faltam alguns autódromos brasileiros para o blogueiro aqui conhecer e pisar o solo. E o de Santa Cruz do Sul é um deles: o traçado gaúcho de 3,530 km de extensão recebe novamente uma etapa do Império Endurance Brasil neste fim de semana.

A sétima prova do campeonato será neste sábado às 13h30, com três horas de duração. Resta, além desta corrida, a última etapa, marcada para 21 de dezembro e transferida para Curitiba como já é do conhecimento de todos. À qual – infelizmente – por motivos de trabalho, não vou poder acompanhar in loco como era planejado.

Os pilotos e as equipes, além do acerto dos carros e dos ajustes nos treinos, precisam agora ter a boa e velha calculadora na mão: é tempo de fazer contas. Haverá descartes e, como a pontuação do certame é progressiva, será necessária cautela antes de fazer qualquer prognóstico para a decisão.

Certo é que, com três vitórias na geral, Nílson e Beto Ribeiro agora são os líderes da classificação geral (Força Livre), acumulando 20 pontos a mais do que Xandy e Xandinho Negrão, que comandavam as ações há várias corridas. Uma autêntica batalha de pais e filhos se desenha no horizonte.

Na classe P1, Pedro Queirolo/David Muffato não têm sossego. Os sul-matogrossenses pedem passagem e a diferença entre líderes e vice-líderes na classificação da principal classe de protótipos é de somente cinco pontos (590 a 585).

Os Negrão têm boa vantagem no comando do campeonato entre os GT3: são 70 pontos de frente para Marcel Visconde/Ricardo Maurício, enquanto Chico Longo – que volta a ter a companhia de Daniel Serra – está em 3º na tabela.

Mauro Kern Jr./Paulo Sousa seguem sólidos no comando da classificação entre os P2 e a vantagem para a dupla Ney Faustini/Neyzinho Faustini já está em 240 pontos.  Outra dupla de pai e filho, formada por Carlos e Yuri Antunes, desponta com chances de título na P3.

E por falar em campeonato, Mário Marcondes/Ricardo Haag já liquidaram a fatura entre os P4 e podem não ficar sozinhos em Santa Cruz do Sul: Renan Guerra pode levar o caneco antecipado entre os pilotos da GT4, já que sua vantagem é bastante grande em relação aos vice-líderes Leandro Romera/Alexandre Auler.

Nas divisões Light, Ricardo Mendes/Tom Filho lideram, mas Sérgio e Guilherme Ribas (outra dupla de pai e filho) são ameaça na GT3 Light. Júnior Victorette/Marcelo Karam estreiam o Audi RS 3 LMS TCR adquirido de Henry Visconde e, com ele, podem levar o título para a equipe Impa Motors Racing.

Os treinos que definirão o grid de largada acontecem amanhã, a partir de 15h30.

O blog vai replicar o vídeo com a transmissão na íntegra da 7ª etapa do Império Endurance Brasil neste sábado. Assistam!

Compartilhar

3 comentários

  1. rodrigo botana disse:

    mattar se vai estar en loco nessa prova?

  2. Inegável que a questão desta prova é – quem bate o 65. Fazia um tempo que não se via alguém andar tão constantemente na frente, com mais um pouco de sorte que veio de presente.

    Isso é mais um pouco destaca um ponto que melhorou muito desde a “transição” do Endurance RS, os carros estão mais consistentes, caso contrário brigar com a leva dos specs internacionais seria bem complicado, vide temporada 2017.

    Partindo para a área virtual, o fórum da Reiza Studios está com uma imagem do Automobilista 2 onde estão o AJR acompanhado da Mercedes AMG GT3 e um MetalMoro MRX. Por mais oficioso que venha a ser, o Automobilista 2 parece que terá mais a cara da Endurance Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *