MENU

11 de novembro de 2019 - 23:33Stock Car

De surpresa

Corollão: a Toyota se junta à Chevrolet para dar uma nova cara para a Stock Car a partir de 2020, com um carro mais curto e com mais lata na estrutura ao invés de um maciço emprego de fibra

RIO DE JANEIRO – Já não era tão segredo: a Stock Car trabalhava para ter mais uma marca no grid em 2020, além da Chevrolet. Mas antes que a Vicar pensasse em anunciar qualquer coisa, a Toyota aproveitou e deu uma rasteira em todo mundo – confirmando que haverá o modelo Corolla para se defrontar com o Cruze.

Surpresa geral.

O anúncio foi feito em Buenos Aires, na Argentina. Lá, tivemos ontem os 200 km do Super TC2000 (estarão em breve no blog, na íntegra) e também uma ação promocional da marca japonesa visando o Rali Dakar 2020, do qual participará o mais ilustre contratado da Toyota – Fernando Alonso.

E ele deixou no ar uma possível participação numa corrida da categoria brasileira.

“Consideraria sim correr na Stock Car porque não fecho as portas para nada. Posso conversar com (Rubens) Barrichello e (Nelsinho) Piquet, por que não? Tentarei me informar melhor e vou avaliar”, garante o bicampeão da Fórmula 1 e das 24h de Le Mans, atual campeão do FIA WEC.

A Toyota informou que haverá oito dos carros representando a marca no primeiro campeonato. A Vicar já confirmou que existem tratativas para que um terceiro fabricante se junte à categoria, talvez em 2021.

Com a entrada da nova montadora, a Stock Car também se apressou em informar que haverá uma mudança de conceito. Os carros terão menos fibra e mais lata em sua construção. Além de terem o entre-eixos mais curto. Haverá também uma tentativa de tornar mais equânime a competitividade entre Cruze e Corolla.

Os testes já vinham sendo feitos com o piloto Vitor Genz, que hoje está fora da Stock Car, para que houvesse um parâmetro.

Dos oito pilotos, um já foi oficialmente confirmado: é Ricardo Zonta, que representou a Toyota na Fórmula 1 e estará com a Shell na estrutura de Rosinei Campos. Extra-oficialmente, este que vos escreve já sabe de outro nome – mas não recebi autorização dele para anunciar nada.

Para um automobilismo há muito combalido como o brasileiro, não deixa de ser um sopro de esperança a chegada de uma marca tão tradicional e tão ligada ao esporte a motor à Stock quanto a Toyota.

Que venham outras!

Compartilhar

13 comentários

  1. Gustavo disse:

    Rodrigo,

    A chegada da Toyota é, sim, uma boa notícia. Mas continua a história de grandes montadoras, e grandes cifras, numa categoria do automobilismo.

    Tenho hoje muito mais admiração, e esperanças de continuidade, no modelo adotado pela Endurance Brasil. E não dá para discutir a diversidade e competitividade da Endurance frente a outras categorias.

  2. Akio disse:

    Rodrigo, pelos relatos a nova carroceria/mecânica da Stock Car são semelhantes aos carros da TC2000 argentina?

  3. Marcos Abreu Ferreira disse:

    Akio, seria um sonho se tivéssemos um carroceria/mecânica igual a TC2000 e quem sabe termos 3 campeonatos. O Brasileiro, o Argentino e um em comum, onde teríamos algumas provas valendo para um SulAmericano.

    Mas o entendimento entre argentino e brasileiros sempre foi complicado, mas não se paga imposto ainda em sonhar.

  4. Akio disse:

    Concordo plenamente Marcos!
    Com carros de caracteristicas semelhantes, sonhar em um CrossOver entre a TC2000 e a StockCar(por que nao,um campeonato Sul-Americano?)…seria um avanço sensacional para o Automobilismo Sul-americano.

  5. Matheus disse:

    Mattar, sabe se esse carro da foto já é o definitivo?

    Porque a ideia era fazer carros mais próximos dos de rua, para uma maior identificação do produto. Não me parece razoável a Toyota botar pra correr no ano que vem o Corolla da geração anterior, sendo que há poucas semanas foi lançada justamente a nova.

  6. Diogo disse:

    Na Argentina falam da vinda do Matias Rossi (piloto contratado da Toyota e um dos melhores nomes do automobilismo argentino) para a Stock Car. Seria este o outro nome extra-oficial?

  7. Fernando disse:

    Little Piquet e Alonso dividindo um carro numa corrida de duplas seria a maior ironia possível.

    A terceira marca deve ser a Honda.

  8. Robertom disse:

    O carro continuará a possuir o mesmo chassi tubular, porém ao invés de uma bolha de fibra de vidro, passará a ser vestido por partes do monobloco original de cada carro, teto colunas e laterais traseiras serão de chapa, não sei se os componentes como portas (que abrirão como os carros de rua) capô, para-lamas e painel frontal também serão de chapa. A JL modificou os braços da suspensão para diminuir para 2700 mm o entre eixos, que é o exatamente o mesmo entre Cruze e Corolla.

  9. Adriano disse:

    Essa casca é do Corolla antigo. Espero que seja o novo.

  10. Fernando Matias disse:

    Li ontem que o V8 será aposentado dando lugar a uma unidade mais moderna e com downsizing.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *