MENU

9 de novembro de 2019 - 01:44Mundial de Endurance

Koba e Toyota restabelecem a lei em Xangai

Com Kobayashi a bordo, a Toyota pôs um segundo inteiro de vantagem no resto antes da definição do grid para as 4h de Xangai

RIO DE JANEIRO – Eis que quando todo mundo já dava a Toyota como favas contadas para o fim de semana de Xangai, acontece o que se temia: pelo menos um dos TS050 Hybrid restabelece a lei às vésperas da qualificação, marcada para 3h da manhã (horário de Brasília).

Kamui Kobayashi foi o mais rápido nesta manhã de sábado lá na China, cravando a melhor volta do fim de semana em 1’47″184, nove décimos melhor que a marca de Charlie Robertson ao fim da sexta-feira e um segundo inteiro à frente do Ginetta de Egor Orudzhev, que levou o carro #5 ao segundo posto no FP3.

Bruno Senna e parceiros do Rebellion #1 ficaram em quarto a mais de dois segundos do melhor tempo da sessão – e o brasileiro se envolveria na bandeira vermelha que interrompeu e encerrou o treino antes do previsto. Bruno se enroscou com a Ferrari de Francesco Castellacci, da classe LMGTE-AM. Os dois carros tiveram danos e encheram a pista de detritos. A direção de prova acabou não reiniciando a sessão, já que o incidente aconteceu restando menos de 3 minutos para o final dos treinos.

Nyck de Vries estabeleceu a volta mais rápida dos LMP2 no fim de semana, apenas um décimo melhor que Will Stevens: o holandês marcou 1’49″637, mostrando credenciais. Os carros com pneus Goodyear estão bem na China, já que Stevens foi segundo e Antônio Félix da Costa, terceiro.

A Signatech Alpine Elf experimentou melhoras em relação ao primeiro dia. André Negrão e parceiros ficaram com 1’50″465, graças a uma volta bem razoável de Thomas Laurent. Mas a diferença de mais de oito décimos entre dois equipamentos muito semelhantes preocupa…

Em duas voltas apenas, Michael Christensen pôs a Porsche no topo entre os LMGTE-PRO

Na LMGTE-PRO, Michael Christensen não precisou de mais do que duas voltas para fazer um tempo que não mais seria superado: o dinamarquês da Porsche (atual campeão mundial junto a Kévin Estre) fez 1’58″786 e meteu oito décimos na Ferrari da AF Corse guiada por James Calado. Marco Sørensen pelo menos deixou o top 3 com três marcas diferentes – já que o nórdico defende a Aston Martin Racing.

De todos os 12 pilotos da divisão inscritos, dez fizeram seus melhores tempos no FP3. Somente Richard Lietz e Miguel Molina, o mais rápido da véspera, não melhoraram suas voltas em relação à sexta-feira.

E a LMGTE-AM, por enquanto, é a única categoria a ter sua marca quebrada em relação às últimas visitas do WEC em Xangai. Matteo Cairoli fez uma senhora volta em 2’00″109 – novo recorde da categoria para o circuito de 5,451 km, eclipsando em quatro décimos o tempo do Aston Martin #98 com Ross Gunn.

Thomas Preining foi o terceiro mais veloz desta manhã, seguido por Charlie Eastwood (TF Sport Aston Martin), Ben Barker (Gulf Racing Porsche) e Nicklas Nielsen (AF Corse Ferrari).

O treino oficial pode ser assistido no site ou aplicativo oficial do WEC em qualquer smartphone – só que é preciso pagar pelo serviço. O Fox Sports 2 exibe um compacto das 4h de Xangai às 22h de domingo.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *