Pole da Tom’s na última do Super GT

P
A dupla formada por Yuhi Sekiguchi/Kazuki Nakajima levou a melhor em Twin Ring Motegi e fez a pole para a decisão do Super GT

RIO DE JANEIRO – Nesta madrugada de sábado para domingo, teremos no Japão a decisão da temporada 2019 do Super GT em Twin Ring Motegi. Prova de apenas 250 km de percurso – tiro curto e muita urgência, principalmente para quem disputa o título.

Além de tudo haverá o desafio de uma pista engarrafada com o tráfego, pois serão 44 carros pelos 4,801 km do circuito misto – de propriedade da Honda.

Que não só não tem nenhum carro na briga pelo título da GT500 como viu outro Lexus conquistar a pole, na despedida desse modelo das pistas.

O carro #36 do au Team Tom’s, guiado por Yuhi Sekiguchi e Kazuki Nakajima assegurou o melhor tempo do Q2 com 1’35″964, somente 0″033 melhor que o #6 dos líderes do campeonato Kazuya Oshima/Kenta Yamashita.

A definição do grid tirou de esquadro a tripulação que ainda tinha chances retóricas de ir para a decisão: o Nissan #23 de Ronnie Quintarelli/Tsugio Matsuda, único com Michelin a avançar na briga pela pole, precisava do ponto extra para se manter com alguma chance – desde que os rivais à frente na batalha quebrassem na disputa, é claro.

Não deu: a dupla da Motul Autech Nismo larga da P3 no grid, ao lado de Ryo Hirakawa/Nick Cassidy, os rivais diretos de Oshima/Yamashita em Twin Ring Motegi.

O melhor Honda do grid é o de Koudai Tsukakoshi/Bertrand Baguette, com o 5º tempo, enquanto Jenson Button – que não avançou para o Q2, classificou-se com o 11º lugar em sua prova de despedida da categoria e do número #1 que passará a outro competidor em 2020.

Na GT300, o McLaren 720S da equipe McLaren Customer Racing Japan levou a primeira pole de um modelo do construtor britânico em muitos anos: Álex Palou/Seiji Ara vão liderar o enorme pelotão de 29 carros, com o novo recorde da pista para a categoria – 1’45″907.

A dupla Kazuki Hiramine/Sacha Fenestraz obteve o segundo posto com o Nissan da equipe Realize Advan Kondo, seguidos por Naoya Gamou/Togo Suganami (Leon Pyamid Mercedes-AMG) e Katsuyuki Hiranaka/Hironobu Yasuda (Gainer Tanax Nissan).

Líderes do campeonato, Nirei Fukuzumi/Shinich Takagi largam do quinto lugar com o Honda NSX-GT3 EVO da escuderia ARTA, do antigo piloto de Fórmula 1 Aguri Suzuki. A dupla rival da K-Tunes LM Corsa, formada por Sena Sakaguchi/Morio Nitta larga apenas da décima-sétima posição.

O Aston Martin da D’Station Racing infelizmente não avançou para o Q2, ficando no meio do caminho com Tomonobu Fujii alcançando apenas o 20º tempo de sua classe.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames