MENU

10 de janeiro de 2020 - 10:48Asian Le Mans Series

“All blacks” partem na frente em Tailem Bend

RIO DE JANEIRO – O Ligier JS P217 Gibson “All Black” da Eurasia Motorsport, em alusão à Nova Zelândia, foi o mais veloz na abertura dos trabalhos para as 4h de Tailem Bend, 2ª etapa do Asian Le Mans Series que se disputa neste fim de semana numa pista de 35 curvas e 7,77 km de extensão.

O carro com o dorsal #1 foi por 1″717 mais rápido do que qualquer outro da classe LMP2. Shane Van Gisbergen, escalado para reforçar a tripulação no exigente traçado australiano, marcou 2’36″496 contra 2’38″213 do Dallara P217 Gibson da Carlin Thunderhead, guiado por Ben Barnicoat.

O russo Roman Rusinov ficou em terceiro no treino livre a somente 0″013 de Barnicoat, com o Aurus 01 vencedor na etapa inaugural da temporada 2019/20, disputada em Xangai. A Eurasia ainda teve seu segundo protótipo em quarto, enquanto a Inter Europol nem pagou placé.

Entre os LMP2-AM, Arjun Maini fez o melhor tempo em 2’46″312, enquanto Cody Ware conseguiu uma boa volta em 2’46″722.  Nessa prova, o piloto da Nascar divide os trabalhos com o lituano Gustas Grinbergas – de apenas 16 anos, registre-se.

David Fumanelli, outro reforço anunciado para Tailem Bend, só que pela ACE1 Villorba Corse, marcou o melhor tempo da LMP3 no treino livre de sexta-feira com 2’52″431, quase três segundos melhor que Garth Walden, piloto local que foi convocado para guiar o segundo Ligier da Inter Europol Competition junto a Peter Paddon e Austin McCusker, atual campeão do IMSA Prototype Challenge.

Na classe dos Grã-Turismo, André Couto foi o único a baixar de 3 minutos em Tailem Bend, marcando 2’59″913 com seu Lamborghini Huracán GT3 EVO da JLOC. Ross Gunn foi o segundo no Aston Martin da D’Station Racing e Davide Rigon foi o terceiro, com 3’02″855.

Em sua primeira experiência no traçado australiano, Marcos Gomes fez suas observações sobre a pista. “É a mais difícil em que guiei na vida. É insana, 35 curvas… o nosso carro está bom, rápido e com um bom acerto. GT é complicado porque muita gente esconde o jogo com medo de mudarem o BoP. Estamos no caminho certo”, comentou.

A Spirit of Race ficou em 5º lugar entre oito carros inscritos na categoria. Oswaldo Negri rodou em 3’03″958 na sua melhor passagem. O tempo de Alessandro Pier Guidi foi 3’02″389.

Às 9h30 locais de sábado (20h de Brasília), os pilotos voltam ao The Bend Motorsport Park para mais uma sessão de treinos livres, visando a definição do grid. O treino oficial será a partir de 13h30 locais (meia-noite de Brasília), com transmissão ao vivo aqui no blog.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *