MENU

11 de janeiro de 2020 - 12:03Asian Le Mans Series

Carlin é pole position para as 4h de Tailem Bend

O Dallara #45 comandará o pelotão que larga para as 4h de Tailem Bend às 23h30 de Brasília. O blog terá o streaming ao vivo

RIO DE JANEIRO – A Thunderhead Carlin Racing conquistou neste sábado a pole position para as 4h de Tailem Bend, que serão disputadas na Austrália – na primeira prova do Asian Le Mans Series naquele país.

O britânico Ben Barnicoat deu ao chassis Dallara P217 a honra da primeira pole para o modelo italiano em quase três anos desse regulamento da classe LMP2, com uma volta em 2’35″698 para os 7,77 km do traçado que tem 35 curvas.

A sessão classificatória acabaria interrompida a nove minutos do seu término por conta de uma rodada do Aurus 01 Gibson vencedor das 4h de Xangai, na abertura do campeonato. Com isso, ninguém conseguiu melhorar o tempo de Barnicoat.

Nick Cassidy fez uma boa volta – mas não o bastante para superar o rival da Carlin, marcando um tempo apenas 0″172 mais lento. Já o russo Roman Rusinov, antes da rodada, pelo menos superou o suíço Mathias Beche e, por um segundo inteiro de diferença para a pole, ficou em 3º no grid.

Na divisão LMP2-AM, a dos protótipos enquadrados no regulamento antigo, Arjun Maini conquistou as honras do melhor tempo com o Oreca 05 Nissan da RLR MSport, marcando 2’43″235, sete décimos melhor que o australiano Garnett Patterson, escalado para classificar o carro #4 da ARC Bratislava.

A Rick Ware Racing ficou com as posições seguintes: o #52 de Cody Ware e Gustas Grinbergas se assegurou na quarta fila do grid e o #25 de Guy Cosmo/Anthony Lazzaro/Philippe Mulacek fechou o top 10 geral.

Colin Noble levou a pole da LMP3 com o Norma M30 da Nielsen Racing, num treino em que o melhor e o pior aconteceram à equipe. O melhor, claro, foi a volta voadora em 2’50″802, um segundo inteiro abaixo do carro da ACE1 Villorba Corse.

Já o #3, com Garrett Grist a bordo, teve problemas e gerou uma bandeira vermelha na curva #9 do The Bend Motorsport Park, o que obrigará a ele e seus parceiros Rob Hodes e Charles Crews a partir da 25ª e última colocação.

Na GT, pole para a equipe de Marcos Gomes, graças a Davide Rigon a bordo da Ferrari 488 GT3. Oswaldo Negri guiará o #51 da Spirit of Race

Entre os GT, onde três dos carros tiveram voltas canceladas por abuso de Track Limits, Davide Rigon fez o suficiente para superar o tempo de Côme Ledogar e levar a pole com o carro #27 da HubAuto Corsa, que terá também o brasileiro Marcos Gomes.

Rigon marcou 2’56″109 e foi oito décimos mais rápido que o francês da CarGuy – que já julgava ser bom o bastante o seu tempo na primeira volta rápida. Ledogar fatalmente não contava com isso…

Jens Klingmann quebrou a sequência de Ferrari no grid e colocou sua BMW da Astro Veloce Motorsports com a terceira marca da divisão, seguido pelo #75 da T2 Racing e o #51 da Spirit of Race, que terá na prova a pilotagem de Oswaldo Negri.

Vencedor em Xangai, o Aston Martin da D’Station Racing não foi além do sétimo tempo entre os oito inscritos da classe – mas corrida, meus caros, é sempre outra história.

E a corrida vocês poderão assistir aqui no blog, ao vivo, a partir de 23h de Brasília. A largada propriamente dita para as 4h de Tailem Bend será às 23h30.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *