MotoGP: deu ruim

M

RIO DE JANEIRO – A notícia eu já sabia por terceiros, mas é claro que não seria leviano da minha parte soltar aquela que é a bomba da semana pra caçar cliques aqui e nas redes sociais. Eu não vivo disso. Não preciso disso.

A MotoGP está fora da grade do SporTV em 2020.

Logo aquele que é hoje, fácil, o melhor evento do esporte a motor do mundo em termos de absolutamente tudo – gráficos, produção visual, espetáculo e disputas. E o telespectador brasileiro ficará privado disso ano que vem.

O GRANDE PRÊMIO apurou que o canal a cabo do Grupo Globo não seguirá com o produto – o que significa a dispensa dos serviços do Fausto Macieira depois de 23 anos na casa. Ele fazia as transmissões da MotoGP e outros eventos de duas rodas desde 1996.

Guto Nejaim, que era o narrador das provas da MotoGP há alguns anos, sucedeu Sergio Mauricio, com quem (minha opinião) existia uma química maior com o Fausto. Foi pegando a manha, aprendeu, teve ótimos momentos mas também não fica na emissora. A informação que tenho é que ele vai para Portugal.

Como entusiasta do esporte a motor, eu só posso lamentar. E também como quem milita no meio há quase duas décadas e meia na televisão, fico triste que o SporTV descarte um de seus grandes produtos em termos de emoção e espetáculo.

E pensar que a própria Globo surpreendeu todo mundo quando lá num distante 1987, na volta do Esporte Espetacular, colocou um “Melhores Momentos” com 18 minutos de duração do GP do Japão – ao qual assisti em êxtase, quase de joelhos na frente da minha TV Sharp de 14 polegadas. Nenhuma emissora do país tratara a ‘categoria rainha’ 500cc daquele jeito. Lembro que até a Band passou o Mundial de Motovelocidade, mas não com o mesmo impacto.

Mas é aquela história que infelizmente vocês conhecem: aqui é o país do futebol. A ditadura do violento esporte bretão é cruel. Prefere-se passar um VT mequetrefe de um Oeste x Sertãozinho (sei que o confronto não existe, é só uma figura de linguagem) em detrimento de um evento que é sensacional.

No Fox Sports, remamos contra a maré e fizemos do automobilismo o segundo esporte com mais horas de transmissão – seja ao vivo ou em VT – dos mais diversos produtos do nosso portfólio. Foi um trabalho de formiguinha. Às vezes fazemos com que os frutos sejam colhidos. Mas nem sempre é possível.

Sinceramente não entendo onde o Grupo Globo quer chegar, mandando embora num espaço de um ano gente competente como Lito Cavalcanti, Roby Porto, Reginaldo Leme e agora Fausto Macieira e Guto Nejaim. Se eles sabem o que estão fazendo, eu não sei.

Mas que o negócio tá feio, ah… isso tá, viu.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

20 Comentários

  • A Globo só confirma o que já se sabe. Uma emissora que não respeita o público e que tem interesses que só são atendidos quando o chorrilho de verbas oficiais funciona. Está mais para Venus Oxigenada do que Platinada. Daqui a pouco vai se especializar em filmes da Marvel, novelas, ‘fake news” e Big Brother.
    Ninguem se mantèm na liderança desta maneira.
    Sugiro que comecem a mandar e-mails para o Bispo Macedo sugerindo que assuma a moto velocidade e a Formula Indy. Ou quem sabe o Silvio Santos?
    Eu sempre comentei que o fato de não citar o nome de uma equipe (red bull) e colocar uma sopa de letras no lugar (RBR) só demonstra o carater de quem dirige a empresa.

  • A notícia surpreende num primeiro momento, a MotoGP tinha uma divulgação excelente no SporTV, treinos e corridas das 3 categorias aí vivo, mais de 8 horas de transmissão ao vivo por fim de semana. Acredito que aconteceu algum impasse ($$$) no novo acordo de transmissão e isso foi um dos pesos contra na renovação. Somado a isso a certa monotonia no campeonato, um samba de uma nota só aonde Marc Marquez reina absoluto, é chato, apesar de termos corridas em geral excelentes, é de se pensar que a audiência não seja muito grande, uma pelo público mais novo não se engajar na cobertura e tbm pelo público mais antigo e fã do Rossi perder o interesse por ele não mais conseguir vitórias. Pena pelo Guto Nejaim, é um cara que casava muito bem com o esporte, dos poucos bons narradores de esporte a motor que temos no país. Torço para que a DAZN pegue o evento, aconteceu o mesmo ano passado quando a ESPN largou o WSBK

  • E a tendência é piorar ainda mais pois não será surpresa a F1 deixar de ser transmitida no Brasil e acontecendo isso será o tiro de misericórdia no esporte a motor no Brasil.

    É de chorar isso, jamais imaginei ver um pesadelo desses se materializando dessa forma.

  • Eu acredito que a renovação do acordo da Globo para transmissão da F1 será bem difícil, principalmente para a tv aberta. Provável que vá para a tv fechada ou no pior dos casos, o streaming

  • Infelizmente o grupo globo mata tudo que é de esporte motor…não acredito na emissora que no início dos anos 80, tirou da Band o Hot Cars…depois disso a categoria acabou…
    Eu não gosto de futebol…neste “país sem cultura” que só pensa em campeonatos fracos…de torcidas que matam adversários…
    Muito triste…

  • Me desculpe, mas piada a Record ou SBT passar esporte a motor, uma vai querer dízimo de tudo…a outra…com todo respeito ele faz o que quer rasgando contratos…pegaram a indy durante jm ano e foi um fiasco

  • É triste.
    Perde-se uma transmissão que conquistou o publico e que se concretizou como um dos mais emocionantes eventos esportivos da TV.
    Perde-se uma dupla de narrador-comentarista das mais afiadas da TV.
    Muito bom e completo seu comentário, Rodrigo.
    É muita gente boa dispensada em muito pouco tempo.

    Bom. eu não vou deixar de assistir a Moto GP:vou assinar o site oficial e pronto. Aliás, eu já era assinante, só não renovei ano passado porque preferia assistir com o Fausto e o Guto;

    :

  • Prezado Rodrigo, excelentes seus comentários. Só tenho uma dúvida e esperança: a FoxSport pode vir a transmitir a Moto GP ? Obrigado e grande abraço. Francisco Muniz

  • Esse é o grupo globo ,continua gastando com Faustão Ana Maria Braga e outros ícones sem futuro com seus programas mais sem futuro ainda ,infelizmente o que da audiência são essas coisas sem cultura ,graças a Deus que tem 7 anos que aqui em casa não pega a Globo e não faço questão nenhuma o SporTV já estava meio fraco sem programação só vt todos esperando a nova temporada da MotoGP me vem eles com essa palhaçada bem que a Fox podia transmitir e afundar de vez com esses canais que só tem programas que comentam futebol ,há e os comentários são os mesmos de manhã a tarde a noite de madrugada só mudam os comentaristas o assunto e o mesmo parabéns pro SporTV começou o ano bem mais bem mal .

  • Só uma correção
    Já tivemos vários jogos de Oeste x Sertãozinho. o ùltimo foi em 18
    03.2018 e foi 1 x 0 para o Oeste.na série A2 do campeonato paulista.

  • Cruel, país do “f^*k é cultura” não surpreende uma dessas. Comecei a acompanhar motogp em 2012 só posso dizer que nesses 7 anos acordava domingo de manhã feliz da vida porque ia ver o balé mais bonito da face da terra, mas brazuca gosta mesmo é de va***unda rebolando.
    _banalidade – 10 quaidade – 0._

  • Até minha mãe que não gosta de motos – Ama MotoGP ela liga a TV cedinho para assitir Moto3 – Moto2 – MotoGp e depis vai fazer o almoço de Domingo – “Globo sua Louca” cheirou Dorgas kkkk quem tá dirigindo a Sportv o aprendiz de “Bolsonaro ou de Trump” só tem doido nesse mundo…

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames