Carlin vence, G-Drive é campeã do Asian Le Mans; Nielsen e HubAuto ganham as demais vagas para La Sarthe

C
Faltou pouco: a Carlin venceu mais uma com seu Dallara mas a G-Drive Racing w/APR é a campeã do Asian Le Mans Series na classe LMP2

RIO DE JANEIRO – A temporada 2019/20 do Asian Le Mans Series chegou ao fim com a realização das 4h de Buriram, definindo os demais campeões da série e as últimas vagas automáticas para a edição deste ano das 24h de Le Mans.

E apesar de todos os esforços, a Carlin Thunderhead Racing chegou à segunda vitória no campeonato e não foi o bastante para reverter a vantagem da G-Drive Racing w/APR, que chegou à Tailândia como líder do campeonato. O #26 de Roman Rusinov/Leonard Hoogenboom/James French levou o título e conquistou a vaga automática na classe LMP2 – resta saber se essa vaga será da G-Drive ou mesmo da Algarve Pro Racing, que emprestou sua estrutura para a disputa do campeonato. A ver…

A trinca Jack Manchester/Harry Tincknell/Ben Barnicoat completou 157 voltas no total, liderando em revezamento com a rival mas dominando a maioria do período, após largar da pole position. Não foi o bastante para tirar os nove pontos de diferença que os separavam dos ponteiros da classificação, que levaram o título por apenas um – 83 a 82.

O pódio foi completado pela K2 Uchino Racing em seu melhor resultado na série, porém a duas voltas dos vencedores e à frente dos dois Ligier da Eurasia Motorsport. A Inter Europol teve mais uma vez uma corrida atribulada: o #34 acabou em 15º na geral e com 15 voltas de atraso. O #33 ficou num distante sexto lugar a cinco voltas.

Já campeã, a Rick Ware Racing cumpriu tabela na LMP2-AM. Cody Ware sacramentou o campeonato entre os pilotos, mesmo terminando apenas em último entre os 19 que completaram a disputa. A trinca Philippe Mulacek/Guy Cosmo/Anthony Lazzaro teve como prêmio de consolação o triunfo na competição particular do time estadunidense, tendo fechado a prova em 7º na geral.

Taça nas mãos da Nielsen Racing na classe LMP3

A trinca formada por Andreas Laskaratos/David Fumanelli/Alessandro Bressan deu à ACE1 by Villorba Corse a vitória na última no ano, mas o 2º lugar foi o suficiente para Colin Noble/Tony Wells assegurarem o caneco e a vaga direta para a Nielsen Racing nas 24h de Le Mans.

Os favoritos Nigel Moore/Martin Hippe, que chegaram líderes, abandonaram a prova com 54 voltas completadas. Tinham três pontos de vantagem antes da decisão e, zerados, sequer ficaram com o vice-campeonato.

A Graff Racing viu a trinca vitoriosa em Sepang também ficar pelo caminho, mas a dupla Matthias Kaiser/Neale Muston levou o último lugar do pódio.

Com a ausência de Davide Rigon por conta da participação do italiano no WEC, Marcos Gomes levou o título sozinho na classe GT e a HubAuto, com a vitória, assegurou a vaga automática para as 24h de Le Mans

Já na GT, o brasileiro Marcos Gomes conquistou junto a Liam Talbot e Tim Slade a vitória que deu a ele o título da temporada de forma isolada entre os pilotos e uma vaga inédita à HubAuto Corsa. O time de Taiwan derrotou a atual campeã CarGuy e fechou a corrida com duas voltas de vantagem.

Daniel Serra e Ozz Negri, mais Francesco Piovanetti, levaram o 3º lugar com a Spirit of Race, à frente da JLOC, que chegara à Tailândia com a liderança debaixo do braço. Pole nos treinos, a T2 Motorsports ficou apenas com o quinto posto e a D’Station desistiu por conta de uma falha de câmbio em seu Aston Martin.

A temporada 2020/21 vai começar no Japão com a disputa das 4h de Suzuka, no dia 29 de novembro.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames