Porsche é pole em Mount Panorama; grid cai para 35 carros

P

RIO DE JANEIRO – Matt Campbell e a Porsche conquistaram nesse sábado a pole position para a edição 2020 das 12h de Bathurst, que serão disputadas a partir de 16h45 pelo horário de Brasília (5h45 da manhã de domingo, na Austrália).

O piloto da casa pôs o #911 da Absolute Racing na frente da concorrência no Top 10 Shootout com o tempo de 2’03″555, numa volta que nem de longe foi considerada a real pelo próprio Campbell.

“Cometi alguns errinhos de avaliação durante a volta rápida”, disse o australiano. “O carro estava muito ‘nervoso’. Não foi o tempo perfeito. Tive essa percepção de dentro do cockpit”, avaliou, consciente.

“Mas trabalhamos muito no acerto e descobrimos algo que gostamos. É especial largar na pole pela primeira vez aqui na estreia da nova geração do GT3-R nessa pista”, finalizou Campbell.

Álvaro Parente mostrou seus dotes de velocista e o McLaren 720S da 59 Racing/EMA Racing conquistou um lugar na primeira fila, a 0″224 da pole position, superando carros de dois brasileiros – aliás, o grid terá quatro marcas diferentes nas quatro primeiras posições.

O Mercedes da GruppeM (equipe de Felipe Fraga), cuja volta de qualificação ficou a cargo de Raffaele Marciello, foi superado pelo Porsche por 0″266, enquanto João Paulo de Oliveira cravou um tempo 0″385 acima da pole com o sobrevivente Nissan da KCMG.

Campeã da corrida em 2019, a Earl Bamber Motorsport ficou com o 5º tempo com Laurens Vanthoor, enquanto Maro Engel fecha a terceira fila do grid.

Outras três marcas ficaram no top 10 do Pole Shootout, com a Audi em 7º graças a Kelvin Van der Linde e as estreantes no IGTC Lamborghini na nona posição e Aston Martin em décimo, com, respectivamente, Marco Mapelli e Jake Dennis.

Os treinos desse sábado provocaram um autêntico “carmaggedon” no grid das 12h de Bathurst. Além do Nissan #35 que fez forfait na sexta, mais quatro bólidos vão desfalcar o grid – que assim será reduzido a 35 carros.

No quinto e último treino livre, a Ferrari da HubAuto Corsa foi mais uma a dar adeus à disputa. Com Daniel Serra a bordo, o carro #27 bateu numa das curvas mais rápidas do traçado de Mount Panorama, a mais de 210 km/h. Com danos extensos, o carro que ele e o compatriota guiariam, além do australiano Tim Slade, não pôde ser reparado e a trinca está fora.

Pior aconteceu a um dos Aston Martin da R-Motorsport: um capote tremendo do alemão Marvin Kirchöfer demoliu o carro da equipe de Dr. Florian Kamelger e a trinca formada por ele, Luca Ghiotto e Oli Caldwell também não estará na largada neste domingo.

Vejam a porrada no vídeo abaixo.

Outro carro que está fora de combate com danos insolúveis é o Mercedes-AMG #777 da equipe local The Bend Motorsport Park, que alinharia os irmãos Yasser e Sam Shahin, além de Nick Foster e Anton De Pasquale; também o MARC II #92 de James Kaye/Tyler Everingham/Hadrian Morrall foi igualmente destruído noutra panca de respeito em Bathurst. Só que este carro teve condições de reparo e Morrall foi confirmado na largada.

Outros dois carros danificados em acidentes isolados vão para a corrida: o Bentley #8 de Oliver Jarvis/Seb Morris/Alex Buncombe, também destruído no FP5, será recuperado – assim como o Lamborghini #29 da Trofeo Motorsport, que parou em cima de uma pilha de pneus com o piloto Dean Canto a bordo.

A equipe Walkenhorst Motorsport, do brasileiro Augusto Farfus, vai largar da 15ª posição após as duas sessões de treinos – no primeiro, o carro #34 ficou com o quinto posto.

O blog terá o streaming com as 12h de Bathurst AO VIVO neste sábado a partir de 15h20 pelo horário de Brasília.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

1 Comentário

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames