Para quem não viu: 24h Series, 12h de Monza

P

RIO DE JANEIRO – A terceira prova das séries Creventic de longa duração foi disputada em território europeu pela segunda vez em 2020: desmembrada em duas partes, sexta e sábado da última semana, as 12h de Monza foram a 2ª etapa da divisão 24h Series Europe, com a participação de 23 carros divididos nas subclasses GT3, GT4, GTX, 991, TCR e TCX.

A Herberth Motorsport alinhou três Porsche 911 GT3-R e monopolizou o pódio geral final e de sua categoria. Mas foi surpreendida pela Reiter Engineering na primeira parte da disputa, com um veloz KTM Concept GTX dotado de motor 5 litros de cinco cilindros, que chegou a liderar.

Ao cabo de 285 voltas percorridas pelos 5,793 km do lendário circuito italiano, o triunfo sorriu para Jürgen Häring/Taki Konstantinou/Alfred Renauer, com vantagem de pouco mais de 28 segundos para Steffen Görig/Klaus Bachler/Steffen Aust.

A ARC Bratislava, com o sexto posto geral, venceu na GTX graças a Miro e Mato Konopka, mais Mat’o Homola, com um Lamborghini Huracán Super Trofeo. Dominique Bastien/Gavin Pickering, sem oposição, ganharam na 991 dos Porsche Cup, terminaod em sétimo, logo atrás do Lambo vitorioso na GTX.

Na TCR, a Red Camel Jordans-nl obteve uma vitória surpreendente, recuperando uma diferença de quatro voltas durante a disputa. Ivo e Luc Breukers, que conduziram o Cupra TCR DSG com o dorsal #101 também foram em parte muito beneficiados pela falha mecânica que reteve a Brutal Fish by KCMG nos últimos 40 minutos da prova, com várias paradas nos boxes.

Os então líderes foram superados e acabaram em 3º, duas voltas atrasados, com a Autorama Motorsport by Wolf Power Racing herdando a segunda posição. O grupo TCX teve vitória da Autorama Motorsport, num distante 18º posto geral.

Apesar do quorum baixo, porém melhor que nas 24h de Portimão, o índice de quebras foi excelente. Somente quatro carros não viram a bandeira quadriculada.

Acompanhe tudo o que aconteceu nas 12h de Monza nos vídeos abaixo.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames