Super Formula: Hirakawa ganha na abertura

S

RIO DE JANEIRO – No atípico ano de 2020, até a abertura da Super Formula japonesa neste último domingo teve outro formato. Prova mais curta em Twin Ring Motegi com duração de apenas 35 voltas, sem reabastecimento obrigatório e troca de pneus – obrigando os pilotos a lidar com o desgaste do equipamento em meio a um calor infernal: fez 40ºC à sombra na hora da corrida.

Ecos da Pandemia…

E quem soube lidar bem com a adversidade foi o pole position Ryo Hirakawa. Já dono de três pontos extras – de acordo com o novo sistema da categoria – pela autoria do melhor tempo do grid de 19 pilotos, o representante da Impul sustentou bem a pressão de Kenta Yamashita (Kondo) e faturou os primeiros 20 pontos de uma temporada que terá sete provas e seis eventos.

Atual campeão da agora Super Formula Lights – a antiga Fórmula 3 local – o franco-argentino Sacha Fenestraz estreou muito bem na categoria com o 3º lugar final após o segundo posto no grid. Com os pontos obtidos na abertura, a Kondo Racing larga na frente entre as escuderias, com 29 pontos contra 23 da Impul e 13 do Vantelin Team Tom’s, que teve Kazuki Nakajima em quarto e Nick Cassidy em sexto.

Aliás, o neozelandês confirmou que, com a passagem dele para o ABB FIA Fórmula E como substituto de Sam Bird na equipe Envision Virgin, esta será sua última temporada – por enquanto – no automobilismo nipônico. Cassidy é piloto Toyota tanto na Super Formula quanto no Super GT.

Somente três pilotos em carros com motor Honda terminaram no top 10 e o melhor deles, com a 5ª colocação, foi Nirei Fukuzumi, da Dandelion. Tomoki Nojiri (Mugen) foi sétimo e Tadasuke Makino (Nakajima) chegou em nono lugar.

A colombiana Tati Calderón (Drago Corse) estreou com a 12ª posição e foi a única a ‘furar’ a bolha de estrangeiros na prova por conta da Pandemia. O estoniano Jüri Vips, o brasileiro Sérgio Sette Câmara e o francês Charles Milesi, por exemplo, não puderam disputar a corrida. O substituto de Sette, o local Teppei Natori, nem largou.

O próximo evento do calendário está marcado para Okayama, no próximo dia 27 de setembro.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

1 Comentário

  • Rodrigo, o Cassidy confirmou que não disputa a SF depois desse ano, quanto ao Super GT, ainda existe a possibilidade de calendários compatíveis e até de se não se fazer todas as provas.

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames