Le Mans 2020: Toyota nada de braçada no treino oficial; quatro carros de brasileiros vão para a Hyperpole

L
Sobrou na turma: a Toyota foi absoluta na definição das vagas à Hyperpole e Kamui Kobayashi fez o giro mais rápido do fim de semana até agora (Foto: Marius Hecker/AdrenalMedia.com/FIA WEC)

RIO DE JANEIRO (Uma barbada…) – A Toyota nadou de braçada no treino oficial de 45 minutos de duração que definiu os 23 carros para a Hyperpole de sexta-feira, definindo assim o grid completo da 88ª edição das 24h de Le Mans. Sem nenhum susto, os dois TS050 Hybrid precisaram de muito poucas voltas para provar e exibir toda a sua superioridade sobre Rebellion e ByKolles.

Kamui Kobayashi sacou uma daquelas voltas estonteantes a bordo do #7 e cravou a melhor volta da sessão e do dia em 3’17″089, pouco mais de dois décimos abaixo da marca do compatriota Kazuki Nakajima, este no carro #8 – evidentemente.

Com um novo motor Gibson V8 montado no carro #1 após a troca da unidade no segundo treino livre, a Rebellion ficou com a terceira marca – porém a mais de quatro segundos do melhor tempo do dia – 3’21″598. A ByKolles não fez nem cosquinha, mas ficou com o quarto lugar – enquanto o #3 de Romain Dumas/Nathanaël Berthon/Louis Déletraz só vem enfrentando problemas e ficou em quinto, com 3’24″632.

Na LMP2, a disputa foi frenética e o Racing Team Nederland estabeleceu o melhor tempo porque o #26 da G-Drive Racing, com Jean-Éric Vergne a bordo, teve sua volta mais rápida deletada por excesso de track limits. O #29 assistido pela equipe francesa TDS Racing marcou 3’26″648, três décimos melhor que o #37 da Jackie Chan DC Racing, melhor dos cinco carros da classe com pneus Goodyear.

Líder do WEC, a United Autosports ficou com o 3º melhor tempo e também a quinta posição, sendo assim a única da classe com dois carros na Hyperpole – se bem que o #26 do trio Jean-Éric Vergne/Roman Rusinov/Mikkel Jensen também é assistido pela TDS Racing que cuida do carro dos holandeses.

A sexta e última vaga, numa briga de foice no claro, ficou com a High Class Racing, que avançou com o tempo de 3’27″611. Já a bicampeã da prova Signatech-Alpine Elf, bem que tentou e, num último esforço de Thomas Laurent, quase buscou a vaga mas não foi o suficiente. Por um décimo de segundo, o #36 ficou em 10º na classe e fora da briga pela Hyperpole.

Ale Pier Guidi levou a Ferrari #51 da AF Corse à Hyperpole na última tentativa; carro é da mesma tripulação campeã da prova ano passado que tem o tricampeão da Stock Car Daniel Serra (Foto: Harry Parvin/AdrenalMedia.com/FIA WEC)

Na LMGTE-PRO, a muito custo, os três times oficiais de fábrica avançaram e tiraram de esquadro as equipes estadunidenses WeatherTech Racing e Risi Competizione. E foi a muito custo, mesmo: o #51 de Daniel Serra/James Calado/Ale Pier Guidi avançou na bacia das almas, com uma volta sensacional do italiano da AF Corse – 3’51″244, terceiro colocado da categoria.

A Aston Martin sobrou – se preparem porque vai vir BoP extra… – e fez 1-2 na classe com o #95 do Dane Train de Nicki Thiim e Marco Sørensen, mais Richard Westbrook, marcando a melhor volta em 3’50″872 contra 3’50″925 do #97.

A equipe do #98, com Augusto Farfus entre os integrantes, levou as honras com o melhor tempo da LMGTE-AM (Foto: Harry Parvin/AdrenalMedia.com/FIA WEC)

Os dois Porsche oficiais avançaram, mas virando na casa de 3’52”, a exemplo dos melhores LMGTE-AM: o #98 do trio Ross Gunn/Augusto Farfus/Paul Dalla Lana marcou 3’52″778 e é o favorito à pole amanhã na categoria.

Mas a luta será encarniçada. A TF Sport está muito bem e o #90 estabeleceu o segundo tempo com 3’52″961, apenas nove milésmos abaixo do Porsche #86 da Gulf Racing.

A grande surpresa do dia foi a Luzich Racing avançando à Hyperpole: a equipe de Oswaldo Negri foi para o top 6 da divisão com grande performance de Côme Ledogar, marcando 3’53″292. Foram também para o treino decisivo o Porsche #77 da Dempsey Racing-Proton e o #56 do Team Project 1.

A gratíssima surpresa da sessão foi o 4º tempo da Luzich Racing, equipe do brasileiro Oswaldo Negri, com equipamento cuidado pela AF Corse (Foto: Marius Hecker/AdrenalMedia.com/FIA WEC)

Felipe Fraga e os parceiros Jeroen Bleekemolen e Ben Keating ficaram com o 9º melhor tempo da categoria – 3’53″838. O #72 da Hub Auto Racing, que terá Marcos Gomes a bordo ao lado de Morris Chen e Tom Blomqvist ficou em 13º entre 22 carros inscritos, com 3’55″808.

O pior tempo entre os 57 carros na tomada de tempo foi da Ferrari #52 de Steffen Görig/Christoph Ulrich/Alexander West – 4’01″217. Além dele, apenas a #62 da Red River Sport e o Porsche #89 do Team Project 1 rodaram além de 4 minutos na sessão classificatória.

A disputa da Hyperpole acontece amanhã às 11h30 locais (6h30 de Brasília), com transmissão apenas no site oficial do WEC – streaming pago.

O Fox Sports 2 transmite a 88ª edição das 24h de Le Mans a partir de 9h30 de sábado (um pouco antes, claro) com a largada e as quatro primeiras horas, até 13h30. Depois, teremos um flash ao vivo após o beisebol e antes da Nascar em Bristol – repito: sinceramente, até torço pra ter chuva por lá. E a chegada será exibida ao vivo a partir de 8h da manhã.

A escala não saiu – ainda, mas espero estar nos comentários da transmissão. Um alívio danado para quem, como eu, estava lá in loco, enlouquecido com tudo o que vivi e senti. A melhor experiência terrena em 22 anos de televisão e quase 24 de profissão.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

9 Comentários

    • É…mas “carreras son carreras”…Esse ano já teve Alpha Tauri e Gasly no degrau mais alto do podio na F1. Surpresas podem acontecer…ainda mais em provas de 24 horas.
      A Toyota perdeu pra Porsche faltando 2-3 voltas pro fim…
      O normal será ela ganhar…mas eu sou louco pra ver um LMP2 ganhar na geral

  • É, bem que poderiam deixar a Xfinity de lado nesse final de semana… afinal Nascar todo final de semana, o que é bom, mas Lemans é 1 vez no ano! Outras etapas da Xfinity foram ignoradas, como recentemente uma na sexta-feira.

    Vamos acompanhar e ficar na torcida.

  • Depois de todo o belíssimo trabalho de informação do blog sobre as 24 horas, só se o responsável pela escala for louco para não te botar na parada, não precisa nem narrador, você da conta da transmissão sozinho!!!!

  • Boa noite Rodrigo
    quero saber hora das transmisões das 24 Horas de Leman de 2020 ,pela Fox Esports no Sabado e Domingo

    a tenciosamente
    Irineu
    de Petrópolis RJ

  • Voce TEM de estar escalado !!! A FOX não é nem louca !!!! Pelo menos espero que não….
    Sobre a pre classificção, sem ver os videos, apenas olhando as tabuas de tempo durante os cerca de 38 dos 45 minutos:
    – Me surpreendeu a velocidade e constância do Come Ledogar
    – Quase que o Ale Pier Guidi não leva o 51 pra Hyperpole: foi só na ultima volta dele, no finalzinho. Não entendo porque não deixaram o Daniel qualificar o carro. Ou o Calado. O italiano, em velocidade pura não é melhor que eles…ao contrario.
    – O De Vries cada dia confirma mais o que acho dele: rapido, muito rapido, o unico a baixar de 27. O Vergne também baixou, 3/10 abaixo dele, mas teve o tempo deletado. Pra mim são os 2 melhores pilotos na LMP2 esse ano.
    – Queria ter visto o Montoyucho mais a frente.
    – Idem o Fraga, que nós sabemos que é muito rápido. Espero que o carro esteja bom na corrida e no trafego.

    Agora vamos esperar se os temos caem na hora que for pra valer….Mas parece que tá longe de alguém chegar nos 2:14 do recorde.

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames