Para quem não viu: 24h Series, Hankook 16h de Hockenheim

P

RIO DE JANEIRO – Os holandeses da Creventic têm tido grandes dificuldades para cumprir o calendário da temporada 2020 da 24h Series. Não obstante a falta de carros inscritos em boa quantidade nas corridas realizadas, algumas anteriormente programadas foram canceladas de forma irremediável por conta da Pandemia do Covid-19.

Já foram três provas canceladas este ano – 12h de Spa-Francorchamps, 9h de Le Castellet e 24h de Barcelona. Também ‘caíram’ as 12h de Imola e as 24h do COTA, em Austin.

Como paliativo, além das provas já realizadas em Dubai, no Algarve e em Monza, a quarta etapa foi um evento de 16h de duração em Hockenheim, válido pelo Campeonato Europeu e pelo Campeonato dos Continentes organizado pela categoria para a GT Series e TCE Series.

Só que o quorum na corrida da Alemanha foi muito baixo: apenas 15 carros largaram e a favorita da disputa, a Mercedes-AMG GT3 da CP Racing, ganhou com seis voltas de vantagem a primeira parte do evento e, na segunda, a equipe perdeu 28. Assim, terminaram em 7º lugar na geral.

Venceu a NKPP Racing by Bas Koeten Racing: o time da Holanda alinhou um Porsche 991-II Cup para Gijs Bessem/Marcel Van Berlo/Harry Hilders completarem um total de 470 voltas pelos 4,554 km do traçado de Hockenheim. Os russos Stanislav Sidoruk/Andrey Mukovoz/Sergey Peregudov vieram a seguir e na 3ª posição geral, vencendo na TCE Series, terminou o Volkswagen Golf TCR guiado por Christoph Lenz/Yannick Mettler/Rhis Lloyd/Jasmin Preisig/Constantin Kretzler, com 20 voltas a menos que os vencedores.

A p´róxima prova, em outubro, será a Coppa Florio, com 12h de duração no circuito de Enna-Pergusa, na Sicília. Dezenove carros constam da relação prévia de participantes.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames