24h de Spa: Lambo e Caldarelli lideram primeira sessão livre

2

RIO DE JANEIRO – Começou mais um clássico do automobilismo mundial em 2020. A 72ª edição das 24h de Spa-Francorchamps está a pleno vapor, três meses após a data original. Excepcionalmente disputada sem público, a corrida vale como 3ª etapa do GT World Challenge Europe Endurance e do Intercontinental GT Challenge – neste último, registrando a presença recorde de 39 inscrições na competição paralela, representando os construtores envolvidos na competição.

Com início às 11h10 locais (6h10 de Brasília, enquanto não acaba o horário europeu de verão), os 56 carros inscritos ganharam o traçado de 7,004 km de extensão para a primeira sessão com 1h30min de duração. E o mais rápido foi o Lamborghini Huracán da Orange 1 by FFF Racing Team, com Andrea Caldarelli a bordo.

O italiano marcou o melhor tempo em 2’19″030, num asfalto que veio secando após a umidade da noite, cortesia – para variar, né? – da chuva. O atual campeão da série Endurance Cup da competição da SRO (até o ano passado com o nome dos relógios Blancpain) foi 0″146 mais rápido que a BMW da Walkenhorst Motorsport guiada pelo austríaco Philipp Eng – é o carro do brasileiro Augusto Farfus, inclusive.

Maro Engel, com a Mercedes-AMG da equipe HRT de Hubert Haupt foi o terceiro, estabelecendo 2’19″207, melhor que dois Porsches – o #12 da GPX Racing guiado por Matt Campbell e o #99 da ROWE Racing conduzido por Nick Tandy.

O melhor carro Pro-Am do treino foi o #20 da equipe CrowdStrike/SPS Automotive Performance, guiado por Dominik Baumann – 6º mais rápido da sessão. A Madpanda Motorsport, com Ricardo Sánchez, figurou à frente na classe Silver Cup, com o 18º tempo.

Rodrigo Baptista colocou o melhor Bentley do lote com o sétimo tempo – 2’19″383, enquanto Felipe Fraga, com a Mercedes-AMG do Team AKKA-ASP ficou logo atrás, cravando 2’19″417.

Em contrapartida, as Ferrari 488 GT3 EVO dos dois outros brasileiros não ficaram bem colocadas. Tom Blomqvist levou o carro da HubAuto a um modesto 39º tempo – 2’21″301 e a #52 da AF Corse que terá Daniel Serra numa inscrição Pro-Am se envolveu numa das duas bandeiras vermelhas da sessão. Esse carro ficou somente em 48º com 2’21″981.

Apenas o #107 da CMR, com o trio Pierre-Alexandre Jean/Seb Morris/Nelson Panciatici não fez tempo no treino livre #1.

A lista de inscritos apresentou mudanças de última hora: a Audi optou por não liberar seus pilotos do DTM para disputar a prova belga, para que eles foquem na final daquele campeonato em Hockenheim. René Rast, Nico Müller e Robin Frijns, anteriormente indicados pela marca dos quatro anéis, tiveram que ceder seus postos a Matthieu Vaxivière, Dennis Marschall e Dorian Boccolacci, respectivamente.

Outro piloto que fica fora da prova é Mirko Bortolotti: doente, o italiano da Audi não corre em Spa e seu lugar será ocupado pelo austríaco Ferdinand Habsburg no carro #30 que dividirá com Marschall e Vaxivière.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames