Para quem não viu: GT World Challenge Europe Sprint, rodada de Barcelona

P

RIO DE JANEIRO – Foi dramático o encerramento da temporada 2020 do GT World Challenge Europe em sua versão Sprint, condensada em quatro eventos e com a realização de inéditas rodadas triplas – duas em seu total, sendo a última e decisiva no fim de semana passado em Barcelona, na Espanha.

Três duplas diferentes chegaram ao topo do pódio na classificação geral: Albert Costa/Giacomo Altoè (Emil Frey Racing Lamborghini) ganharam a segunda seguida no ano após o triunfo da prova #2 em Zandvoort e teriam repetido a dose na Catalunha, o que lhes faria ganhar três seguidas e entrar de vez na batalha pelo campeonato.

Mas uma penalização pós-prova por incidente verificado no pit stop obrigatório custou à dupla o primeiro lugar. E não só a eles: Maro Engel/Luca Stolz, do time de Hubert Haupt, também foram igualmente punidos. Fréderic Vervisch/Nicholas Schöll (Attempto Racing Audi) ganharam a corrida, que decidiu também o título das classes Silver Cup e Pro-Am.

A dupla formada por Simon Gachet/Steven Palette, que defendeu a Saintèloc Racing e conduziu o Audi R8 LMS do time francês, faturou o troféu na Silver Cup, enquanto Chris Froggatt/Eddie Cheever III venceram a Pro-Am com a Ferrari 488 GT3 da Sky-Tempesta Racing.

Na prova #3, a última do campeonato, a tensão esteve no ar durante toda a disputa, ganha por Timur Boguslavskiy/Raffaele Marciello a bordo do Mercedes-AMG do Team AKKA-ASP. Mas o 2º lugar bastou para Dries Vanthoor/Charles Weerts – e assim a dupla do Belgian Audi Club Team WRT levou o título da divisão com 89 pontos contra 85 de Boguslavskiy e 75,5 do terceiro colocado Marciello.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames