IMSA: Penske vence e dupla Taylor/Castroneves é líder antes de Sebring

I
Na frente: com a quarta vitória nas últimas cinco corridas com os protótipos DPi, Hélio Castroneves e Ricky Taylor vão à Sebring líderes da série IMSA

RIO DE JANEIRO – O Acura Team Penske chegou à quarta vitória no IMSA Weathertech SportsCar Championship nas últimas cinco provas com a participação dos protótipos DPi. Aos triunfos consecutivos em Road America, Mid-Ohio e nas 6h de Road Atlanta – não necessariamente nessa ordem – somou-se o triunfo em Laguna Seca no último domingo. E sempre com a mesma dupla: Hélio Castroneves/Ricky Taylor, com direito à ordem de equipe para inverter posições com Juan Pablo Montoya/Dane Cameron, foram ao topo do pódio na 10ª etapa do campeonato.

Com isso, os pilotos do #7 chegaram ao total de 242 pontos – dois à frente de Renger Van der Zande/Ryan Briscoe, que completaram a disputa de domingo somente na 6ª posição e com nove a mais que Pipo Derani, terceiro colocado em Laguna Seca junto a Felipe Nasr. A situação do campeonato será resolvida entre eles. Pipo não depende só de si para chegar ao título, mas tem um trunfo: ninguém sabe melhor do que ele como é vencer nas 12h de Sebring entre os envolvidos na batalha pela taça.

Na LMP2, a fatura foi liquidada já na largada. Bastava o solitário carro da PR1/Mathiasen cruzar a bandeira verde inicial que Patrick Kelly já levava o título antecipado de pilotos como também um convite automático para as 24h de Le Mans de 2021. Ele e Simon Trummer não terminaram a corrida, mas o objetivo mais importante do ano foi alcançado. Tomara que a categoria de motor ‘spec’ tenha mais carros no próximo ano nos EUA, com a adoção do regulamento Pro-Am.

A Porsche, que se despede da série IMSA com equipe oficial no fim deste ano, emplacou mais uma vitória após o suado triunfo na Petit Le Mans. Embalados pelo triunfo nas 24h de Spa-Francorchamps na parceria com Nick Tandy, Earl Bamber e Laurens Vanthoor enfim levaram o #912 ao Victory Lane.

Mais um caneco para a Corvette Racing, com Antonio Garcia/Jordan Taylor vencendo de forma antecipada a temporada da classe GTLM

Mas o título está mais do que garantido para Antonio Garcia/Jordan Taylor: o 2º lugar na pista e a posterior eliminação do pódio para a dupla Oliver Gavin/Tommy Milner (o carro da dupla tinha irregularidades no difusor traseiro), que terminara em terceiro, bastou. Com 35 pontos de vantagem – o máximo aferido nas corridas – afora cinco vitórias contra somente uma dos rivais e colegas de equipe, a dupla do #3 pôde comemorar a conquista antecipada.

E outra categoria que vai para uma final de arrepiar em Sebring é a GTD. Porque deu tudo certo e no momento certo para a dupla da Meyer-Shank Racing formada por Mario Farnbacher/Matt McMurry. Pole com o Acura NSX-GT3 EVO nos treinos e segunda vitória no ano, escudados por Robby Foley/Bill Auberlen e Álvaro Parente/Misha Goikhberg.

O detalhe é que Ryan Hardwick/Patrick Long, com o Porsche da Wright Motorsport, chegaram apenas em 6º lugar – mas o pior aconteceria a Aaron Telitz/Jack Hawksworth, que não foram bem e finalizaram em décimo-primeiro. Isto deixa Farnbacher/McMurry com vantagem de nove pontos sobre Long/Hardwick, dez para Telitz e 12 sobre Hawksworth para uma decisão e tanto no próximo dia 14 de novembro.

Contudo, Telitz/Hawksworth e a AIM Vasser Sullivan não saem de mãos abanando neste ano: eles venceram o IMSA Weathertech Sprint Cup, competição paralela e exclusiva da GTD nas provas de até 2h40min, superando por sete pontos (206 a 199) os vice-campeões Robby Foley/Bill Auberlen.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

3 Comentários

  • Grande Helinho…força Helinho…putz…como torço e torcerei para o “homem aranha’ levantar esta taça de campeão…mais do que merecido…quem sabe no ano que vem, Helio Castroneves conceda uma entrevista ao diretor-geral do A MIL POR HORA, lá, direto de Le Mans.
    Grande vitória da PORSCHE…linda…maravilhosa…não fosse a pandemia, o campeonato da GTLM teria outro destino…uma outra história a ser contada.
    FORÇA PORSCHEEEEE!

  • Poxa, que pena que a FOX não conseguiu transmitir esta corrida, bem numa hora chave do campeonato. Tomara que transmitam as 12h de Sebring, porque o bicho vai pegar!
    Quero muito assistir o desfecho desta temporada.

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames