BMW vence e Farfus é campeão do IGTC

B
A Walkenhorst Motorsport levou a vitória das 9h de Kyalami e o título de pilotos ficou com Augusto Farfus e Nicky Catsburg (Foto: Dirk Bogaerts/SRO)

FORTALEZA – A Walkenhorst Motorsport conquistou o título da temporada 2020 do Intercontinental GT Challenge com a vitória nas 9h de Kyalami, prova disputada neste sábado por apenas 12 carros no circuito sul-africano.

O trio Augusto Farfus/Nicky Catsburg/Sheldon Van der Linde faturou uma disputa inteiramente dominada pelo Honda NSX GT3 EVO de Bertrand Baguette/Mario Farnbacher/Renger Van der Zande em praticamente toda sua totalidade, até uma chuva torrencial – igual a 2019 – cair na pista sul-africana e a corrida foi encerrada em regime de Safety Car.

A trinca percorreu um total de 277 voltas e o título parou nas mãos de Farfus e Catsburg, que tinham vencido as 8h de Indianápolis há alguns meses. O brasileiro e o holandês foram os únicos a vencer duas vezes no IGTC, somando assim um total de 50 pontos.

Fréderic Vervisch, Charles Weerts e Mirko Bortolotti terminaram a disputa em 2º lugar com o Audi da equipe Audi Sport Team WRT. Foi a corrida de despedida de Bortolotti como piloto do construtor de Ingolstadt: o italiano deve regressar à Lamborghini em 2021.

Além da trinca do dominante Honda – que acabou em quarto – as grandes derrotadas do fim de semana foram as tripulações Porsche. Earl Bamber e Laurens Vanthoor acabaram com o 7º lugar da disputa sul-africana na trinca com Kévin Estre, enquanto Mathieu Jaminet/Matt Campbell/Patrick Pilet, inscritos via GPX Racing, terminaram no pódio e acabaram com o vice-campeonato, depois de sofrerem um furo de pneu na altura da 6ª hora.

Se serve de consolo, os pontos somados nesta última etapa deram à Porsche o troféu de campeã entre as marcas somando 100 pontos contra 76 da BMW e 74 da Audi.

A trinca Maxime Soulet/Jordan Pepper/Jules Gounon também estava no páreo entre os pilotos e foi a primeira a dizer adeus: o Bentley da M-Sport desistiu após completar 63 voltas, perto do fim da segunda hora de disputa. Foi o único abandono registrado das 9h de Kyalami.

Sem concorrência alguma, a Lechner Racing – que perdeu nesta semana o fundador Walter Lechner Sr. – venceu na Pro-Am com o trio formado por Dylan Pereira e os locais Saul Hack e Andre Bezudenhout. A Car Collection, mesmo onze voltas atrasada, ganhou na Silver Cup com Milan Dontje/Dennis Marschall/Martin Lechmann.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

4 Comentários

  • Vi uma parte da corrida e o BMW de Farfus esteve muito tempo na P3, sempre na jogada. O Honda NSX parecia imbatível. Grande vitória e com um carro que aparentemente é menos competitivo que Audis e Porsches, pelo menos.
    Farfus nós já conhecemos e se a BMW investisse mais no WEC quem sabe poderiam ir mais longe em um campeonato mundial com chancela FIA.

    • Mas a Intercontinental ja é o mundial de GT3 , a questão que não tem o nome “WEC” . Embora sem ausencia dos pilotos Mercedes ( Maro Engel e Raffaele Marccielo) . Embora o Endurance Cup seja muito mais concorrido que a Intercontinental .

      • Até onde eu sei, um certame só é considerado oficialmente “mundial” se tiver a chancela da FIA. Independente de ser intercontinental.
        E foi neste ponto que me referi ao WEC, onde a BMW construiu um carro novo (M8 GTE) mas desistiu do projeto na primeira temporada.

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames