Campeão de tudo: Yamamoto leva título da Super Formula em Fuji

C

RIO DE JANEIRO – Naoki Yamamoto “copou” em 2020 e coroou no último domingo o maior ano de sua carreira de piloto de competição. Além do título do Super GT, conquistado de forma dramática, o japonês de 32 anos levou o terceiro troféu de campeão do Super Formula, com o 5º lugar conquistado na corrida final disputada no mesmo circuito – o Fuji Speedway – onde há semanas, vencera em dupla com Tadasuke Makino a competição de Grã-Turismo.

A vitória na corrida, disputada em 40 voltas, ficou com Sho Tsuboi, da Inging, apenas seis décimos à frente de Toshiki Oyu, da Nakajima. Nobuharu Matsushita completou o pódio com o carro da B-Max.

A exemplo do que aconteceu no Super GT, Ryo Hirakawa também foi relegado ao vice-campeonato: o piloto da Impul não conseguiu o resultado suficiente – chegou em 6º lugar e, com isso, ficou com 60 pontos na classificação, dois atrás do campeão Yamamoto.

Tsuboi, cuja irregularidade lhe cobrou a conta, fechou o ano como o maior vencedor da temporada, mas apenas em 3º lugar, com os mesmos 50 pontos que Nick Cassidy – porém, com um triunfo a mais. Esse foi o último ano do neozelandês, de partida para o ABB FIA Fórmula E Championship – na série.

Os outros vencedores do ano – Tomoki Nojiri e Toshiki Oyu, ambos pilotos da Honda, fecharam os seis primeiros da classificação deste ano atípico do qual o brasileiro Sergio Sette Câmara participaria por completo e, na única prova de que tomou parte, em Sugo, fez a pole e acabou abandonando – com isso, o piloto fechou o ano apenas em 20º na classificação final.

Ao todo, 28 pilotos foram inscritos para a temporada. Vinte e seis largaram em pelo menos uma prova no Super Formula 2020.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

1 Comentário

  • Saudações Rodrigo Mattar ! seu livro chegou…

    Flavio Gomes me levou as lágrimas com a apresentação (merecida) e lá fui eu matar saudade das pequenas…O Livro está belíssimo, cheio de detalhes mas fiquei curioso com o Chris Amon, que em 1967, não aceitou pilotar a a Mc Laren, após Bruce sofre um acidente. Além de azarado (merecido) traiu seu amigo no momento mais difícil, preferindo a Ferrari…
    Amanhã, Andrea Moda e assim por diante !!!

    SHOW!!!

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames