Para quem não viu: Super Formula, rodada de Suzuka

P

RIO DE JANEIRO – Amigas leitoras e amigos leitores do blog, por conta dos autógrafos de “Saudosas Pequenas” quase não dei atenção a este espaço e também não me atentei que a Super Formula teria rodada dupla de corridas nas madrugadas brasileiras de sexta pra sábado e, consequentemente, de sábado para domingo.

Isto posto, trago a íntegra dos vídeos das duas etapas, que apontaram para uma decisão ainda totalmente em aberto para a última etapa no dia 20, em Fuji. Com a necessidade do descarte dos dois piores resultados de um total de sete e um máximo de 23 em jogo, cinco pilotos têm chances.

Kenta Yamashita é o que está em pior situação porque, com 34 pontos e uma prova a menos – que não disputou por cumprir quarentena após às 24h de Le Mans, depende de uma monstruosa combinação de resultados. Os demais têm a matemática mais favorável e agora há um empate em pontos entre Ryo Hirakawa e Naoki Yamamoto, que somam 55 pontos contra 47 de Tomoki Nojiri e 46 do atual campeão, Nick Cassidy, que está de saída para a Fórmula E.

Três destes quatro – Yamamoto, Cassidy e Hirakawa – têm abandonos a jogar fora. Nojiri, não, pois pontuou em todas as seis provas, com um 10º lugar como pior resultado. Neste momento, ele tem 46 pontos líquidos, o mesmo total de Cassidy.

Depois, os piores resultados de cada são um 13º de Yamamoto, um 12º de Hirakawa e um sétimo de Cassidy – sendo o neozelandês aquele em pior situação quanto a descartes, dependendo de como for seu desempenho em Fuji.

Neste fim de semana, Yamamoto se apresentou para a batalha do título ganhando sábado (madrugada de sexta, claro, para nós) e no domingo, venceu Toshiki Oyu, piloto da equipe TCS Nakajima Racing.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames