Fraga de Aston Martin no WEC 2021

F

RIO DE JANEIRO – A terça-feira segue ‘dinâmica’ no Endurance: hoje foi a vez de Felipe Fraga ser confirmado como o segundo brasileiro a tempo pleno no FIA WEC 2021 e o terceiro nas 1000 Milhas de Sebring, pois pelo menos na corrida inicial do campeonato Hélio Castroneves defenderá a equipe alemã Inter Europol Competition.

Fraga, de 25 anos, será o piloto de graduação Ouro da trinca da TF Sport, que terá via Prodrive um dos Aston Martin AMR Vantage V8 com motor Mercedes-AMG biturbo usados na temporada bienal 2019/20 da competição continental. O brasileiro não disputou a temporada completa devido a compromissos primeiro com a Stock Car e depois por Covid-19 teve de se ausentar da etapa final.

A equipe de Tom Ferrier vai sublocar o esquema para Ben Keating, que rompeu a parceria com o Team Project 1, que perdurou durante o último campeonato. Sem Jeroen Bleekemolen, que busca outros caminhos neste ano, o milionário texano chamou Fraga e também aproveitou o piloto luxemburguês Dylan Pereira para compor a tripulação.

Descendente de portugueses, mas nascido no Grão-Ducado fronteiriço com Bélgica, França e Alemanha, Dylan, de 23 anos, é um especialista das provas de Porsche Supercup. Ano passado, defendeu a BWT Lechner Racing na temporada de oito rodadas, ficando com o vice atrás de Larry Ten Voorde. Estreou no lugar de Fraga no WEC na última etapa do campeonato, no Bahrein, deixando muito boa impressão.

Atual campeã das 24h de Le Mans na LMGTE-AM, a TF Sport, que estará também no ELMS em 2021 na classe LMP2 com o nome fantasia de Racing Team Turkey com Harry Tincknell, Salih Yoluç e Charlie Eastwood deve confirmar até quinta a formação do segundo carro previsto para o Mundial de Endurance.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

7 Comentários

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames