ROAR Before The Rolex 24: Nasr é pole da corrida classificatória

R

RIO DE JANEIRO – Felipe Nasr, com o Cadillac DPi-V.R, é o pole position para o Motul Pole Award 100, o evento classificatório que definirá o grid da edição 2021 das 24h de Daytona, marcadas para o próximo fim de semana. No treino de qualificação que aconteceu hoje à tarde, o brasileiro da AX Racing/Whelen Engineering estabeleceu a melhor volta da sessão em 1’34″311, um décimo melhor que o Mazda RT24-P DPì guiado por Oliver Jarvis.

Na corrida deste domingo, com 1h40min de duração, a equipe de Nasr escalou Mike Conway para dividir a pilotagem. Harry Tincknell dividirá o #55 da Mazda Motorsports com o compatriota Jarvis.

A terceira marca foi de outro Cadillac com Tristan Vautier (JDC-Miller Motorsports), seguido por Kevin Magnussen (Chip Ganassi Racing) e Ricky Taylor foi o quinto com o melhor Acura, a 0″385 de Nasr. Completaram o plantel dos DPi o segundo Acura com Dane Cameron (Meyer-Shank Racing)  e Jimmie Johnson, que levou 1″377 de Nasr no carro #48 da Action Express.

O pole da LMP2, que obrigatoriamente contou com os pilotos bronze na definição de posições, foi Ben Keating no Oreca 07 LMP2 da PR1/Mathiasen Motorsports ao marcar 1’37″368, mais de um segundo inteiro abaixo do dinamarquès Dennis Andersen, da High Class Racing. Roberto Lacorte andou bem com o Dallara da Cetilar Racing e ficou com a 3ª marca da classe, seguido por John Farano e Salih Yoluç, este no único Ligier JS P`217 inscrito na categoria em Daytona.

Na LMP3, com bastante horas de voo no circuito durante todo o fim de semana – inclusive, ganharam mais cedo neste sábado a prova inicial da temporada 2021 do IMSA Prototype Challenge, Moritz Kranz e Laurents Hörr partem da pole para a corrida classificatória na nova divisão do Weathertech SportsCar Championship.

Com o protótipo Duqueine M30-D08 da Mühlner Motorsports America, Kranz fez a melhor volta em 1’42″384, mais de um segundo abaixo de Ryan Norman, da Forty7 Motorsports, com outro bólido construído pelo ateliê francês que adquiriu os direitos sobre a antiga marca Norma. Rasmus Lindh, da Performance Tech, ficou com a 3ª posição, seguido pelo carro da CORE com Jonathan Bennett e a Sean Creech Motorsports, com Lance Willsey.

A exemplo da LMP2 e da GTD, na LMP3 a presença de pilotos bronze ou prata, inclusive os com menos de 30 anos, é obrigatória nas sessões classificatórias.

O desempenho dos LMP3 foi bastante similar ao dos principais GTLM, com a BMW marcando 1-2 no pelotão de seis carros. Marco Wittman marcou a melhor volta da sessão dos Grã-Turismo com 1’42″980, enquanto o antigo piloto de F1 Timo Glock virou em 1’43″343, quase três décimos melhor que Alexander Sims, o novo recruta da Corvette e que até há bem pouco tempo atrás servia à BMW.

Jordan Taylor foi o quarto mais rápido com o outro Corvette, seguido pela Ferrari da Risi Competizione e do solitário Porsche da Weathertech Racing – equipamento inclusive que pertencia à Porsche GT North America em seu esquema IMSA até o ano passado.

E por falar em Porsche, o melhor tempo da GTD foi de Ryan Hardwick, piloto bronze da equipe Wright Motorsports. Com o #16, o estadunidense fez o tempo de 1’46″831, à frente da Ferrari de Simon Mann (AF Corse) e do Lamborghini da Paul Miller Racing conduzido por Corey Lewis, com o Mercedes-AMG tripulado por Russell Ward em quarto e o Aston Martin #23 da The Heart of Racing com Ian James em quinto.

Portanto, cinco marcas diferentes no top 5 desta classe, com 10 carros dentro do mesmo segundo e seis construtores distintos nesse top 10, já que a BMW ficou em 8º graças a Robby Foley.

O melhor Lexus foi 12º no plantel de dezenove inscritos, duas posições à frente do solitário Audi, com o único Acura inscrito em 16º entre 17 GTD que andaram – não foram para a pista o Mercedes-AMG da Alegra Motorsports (em razão de um acidente mais cedo) tee tampouco o Porsche do Team Hardpoint EBM. A Riley Motorsports não fez tomada entre os carros da LMP3.

O Motul Pole Award 100 será às 14h, hora da Flórida, 16h de Brasília. E deve ter pelo menos transmissão ao vivo via streaming no site da IMSA. Aguardemos.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames