AsLMS, 4h de Abu Dhabi – Jota adia decisão do campeonato

A

RIO DE JANEIRO – O Team JOTA adiou a decisão da temporada 2021 do Asian Le Mans Series: após duas vitórias seguidas da G-Drive Racing e do carro #26 de Yifei Ye, Ferdinand Von Habsburg e Rene Binder, o #28 deu o troco na equipe rival: Tom Blomqvist e Sean Gelael venceram a primeira das duas provas em Abu Dhabi, no circuito de Yas Marina.

A equipe britânica fez um excelente trabalho nas garagens, após a saída de pista de Blomqvist nos treinos livres, obrigando os mecânicos a reconstruir o protótipo por inteiro. O carro ficou pronto para o treino oficial, ofertando à dupla o quinto tempo. E na disputa, após 114 voltas percorridas pelo circuito de 5,554 km de extensão, venceram com uma volta de vantagem sobre a G-Drive.

O #26 largou em 3º e acabou com o segundo lugar, somando mais 18 pontos na classificação. A conquista da pole para este sábado deixa Ye/Von Habsburg/Binder com 16 de vantagem para Gelael, que pode ser campeão sozinho. A matemática mostra que o #25 com Rui Andrade/John Falb/Franco Colapinto – pole nesta sexta e terceiro colocado hoje – ainda tem chances, assim como a Phoenix Racing, que foi quarta colocada com o trio formado por Kelvin Van der Linde, Simon Trummer e Matthias Kaiser.

Na LMP2 Am, a ERA Motorsport correu sozinha e já é campeã do Asian Le Mans Series. A Eurointernational, embora inscrita e tendo participado das sessões de treinos livres, não foi para a definição do grid e tampouco competiu nas 4h de Abu Dhabi.

A definição do título ainda está em aberto também na LMP3: dois dos três protótipos da United Autosports tiveram problemas mecânicos. O #2 de John Loggie/Robert Wheldon/Andy Meyrick nem se movimentou na abertura das voltas de formação para a corrida e o #23 de Manuel Maldonado/Rory Penttinen/Wayne Boyd saiu da pole e desistiu após completar apenas quatro voltas.

O #3 de Jim McGuire/Duncan Tappy/Andrew Bentley veio de último no início e salvou a honra do time de Zak Brown e Richard Dean para terminar em terceiro. A Nielsen Racing desta vez comemorou a dobradinha: venceu o carro #9 de Tony Wells/Colin Noble, seguido do #8 de Rodrigo Sales/Matt Bell. A dupla do #9 está a 10 pontos da dianteira (53 a 43) e cinco carros ainda têm chance de título – os três da United e os dois da Nielsen.

Neste sábado, a RLR MSport sai da pole com Malthe Jakobsen: o dinamarquês e seus parceiros Max Hanratty e Bashar Mandini terminaram em quarto na 3ª etapa, seguidos por Jean Glorieux/Laurents Hörr (DKR Engineering) e a ARC Bratislava, num distante 27º na geral, fez os pontos do sexto lugar na classe.

Entre os Grã-Turismo, a GPX Racing conquistou a segunda vitória seguida no campeonato com o trio Julien Andlauer/Axcil Jefferies/Alain Ferté, que terminou em décimo-primeiro na geral. Os pilotos do #40 vão para a final com oito pontos de vantagem para Alfred, Robert Renauer e Ralf Böhn, da Precote Herberth Motorsport, que terminaram em segundo nesta sexta-feira.

Pole para as duas provas em Abu Dhabi, a HubAuto Corsa perdeu o 3º lugar no pódio por conta de uma penalização por abuso de track limits. Esse pênalti de 30 segundos fez Marcos Gomes/Liam Talbot/Raffaele Marciello terminarem em quinto na corrida, atrás das Ferrari da Formula Racing e Rinaldi Racing.

A trinca formada por Oswaldo Negri, Alessandro Pier Guidi e Francesco Piovanetti salvou os pontos do oitavo lugar na categoria – o melhor resultado deles na competição, que os deixa em 12º na tabela, com cinco pontos.

O título será, de qualquer jeito, da GPX ou da Precote Herberth – a terceira colocada, Rinaldi Racing, está a 28 pontos dos líderes e, com 25 em jogo já que a pole está definida para a HubAuto, a Porsche fará a campeã da GT. Na GT Am, a Rinaldi Racing ganhou as três corridas e abriu 26 pontos da Kessel, levando o título antecipado.

A corrida final, mais uma disputa das 4h de Abu Dhabi, será neste sábado, com transmissão AO VIVO aqui no blog a partir de 8h55 de Brasília, 15h55 locais.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames