Com Corvette, sem Glickenhaus – e sem público: abertura do WEC terá 32 carros em Portimão

C

RIO DE JANEIRO – Divulgada oficialmente a primeira prévia de inscritos para a abertura da temporada #9 do Campeonato Mundial de Endurance (FIA WEC). A série larga em abril para a primeira de seis etapas – as 8h de Portimão – com a participação de 32 carros de acordo com a lista de entradas.

Para nenhuma surpresa, a Scuderia Cameron Glickenhaus renunciou à primeira etapa com seu Hypercar, que só nesta semana fez seu primeiro rollout no circuito italiano de Vallelunga, perto de Roma, com Romain Dumas a bordo. Alegadamente, a ausência do SCG 007 LMH, que não correrá com sistemas híbridos, é não só por falta de testes mas também por problemas de homologação.

Mas se o novo Hypercar não estará presente em Portugal, devendo fazer sua estreia na etapa seguinte em Spa, a Corvette Racing é a novidade para o evento do Algarve: um C8.R será inscrito para Antonio Garcia e Oliver Gavin disputarem a prova de abertura do campeonato. Segundo se sabe, é um pré-requisito para ter uma inscrição aceita nas 24h de Le Mans, da qual o construtor dos EUA se ausentou em 2020 por conta dos problemas de logística decorrentes da Pandemia do Covid-19.

Assim, a LMGTE-PRO se apresenta com cinco carros na etapa inaugural e a LMGTE-AM, com treze, tem o maior plantel do grid em Portugal. O total de protótipos e Hypercars é de catorze, cabendo a Alpine ser a única oposição ao GR010 Hybrid da Toyota, além de onze LMP2 – um Ligier e dez Oreca – sendo cinco desses onze LMP2 carros da subclasse Pro-Am, com pilotos bronze.

Nesta sexta, com a revelação da entry list inicial das 8h de Portimão, mais quatro nomes foram confirmados para o campeonato: a equipe belga WRT completou a tripulação do LMP2 com o dorsal #31 contratando o austríaco Ferdinand von Habsburg e o francês Charles Milesi, este de graduação prata.

A Dempsey Racing-Proton fechou pelo menos a trinca do seu Porsche #77 na LMGTE-AM: Christian Ried, patrão, engenheiro e piloto, terá a companhia de Matt Campbell e de Jaxon Evans, que defendeu a equipe na etapa final da última temporada no Bahrein.

Outro nome novo é o de Dennis Olsen no #46 do Team Project 1: o norueguês aparece no lugar que deveria ser do veterano Jörg Bergmeister.

Faltam ainda 13 nomes a serem conhecidos – dois na LMP2, que serão os parceiros de Miro Konôpka no único Ligier do grid e onze na LMGTE-AM.

Dos quatro brasileiros confirmados para o WEC 2021, Pipo Derani não estará na abertura: correrão André Negrão pela Alpine Elf Matmut (Alpine A480 Gibson da LMH), Daniel Serra pela AF Corse (Ferrari 488 GTE EVO da LMGTE-PRO) e Felipe Fraga via TF Sport (Aston Martin Vantage AMR da LMGTE-AM).

Também foi anunciado que tanto a prova de Portimão quanto as 6h de Spa, marcadas para maio, serão com portões fechados, sem a presença de público por conta da Pandemia do Covid-19.

“Infelizmente existem muitas preocupações que permanecem sobre a saúde e segurança públicas em Portugal e na Bélgica”, assentiu Fréderic Lequien, CEO do WEC. “Gostaríamos de agradecer a todos por seu apoio e vamos levar a ação às casas de nossos fãs por meio dos nossos vários acordos de transmissão, pelo aplicativo oficial do FIA WEC e também nossas mídias sociais”, finalizou o dirigente.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

1 Comentário

  • Sempre muito bom ter Corvette na pista e é uma pena as ausências, ainda que até previstas pelos recentes projetos. No mais, sobre a ausência de público, ainda não vejo outro cenário que não este para todo este ano, mesmo na Europa, onde já há planos mais avançados de vacinação. Diferente de nós, eles não tem uma mula falante e genocida na presidência.
    Enfim, mais um ano no qual a principal missão da categoria, assim como as demais, será sobreviver e cumprir seu calendário, que já está enxuto.
    Lembrando também que, Portimão é um circuito excelente e certamente vai propiciar uma ótima corrida. Vou dar uma jeito de assinar o streamming oficial. Respeito muito os que ficaram no grupo Disney (aquele Fox Sports tão bacana que foi a casa da velocidade não existe mais), mas não creio que teremos WEC por lá.

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames