G-Drive em “back to back” no Asian Le Mans Series

G
Bis: nova vitória do trio formado por Yifei Ye, René Binder e Ferdinand Von Habsburg na segunda disputa do Asian Le Mans Series em Dubai

RIO DE JANEIRO – No jargão do automobilismo, duas vitórias consecutivas configuram o que se chama de ‘back to back’. E foi o que a G-Drive Racing fez no Asian Le Mans Series, que neste ano excepcionalmente disputa um campeonato de tiro curtíssimo em somente duas pistas, com duas provas em cada.

Neste domingo, foi realizada a 2ª etapa no traçado de Dubai e o time de bandeira russa não deixou escapar a chance de mais uma vitória – em dobradinha, desta vez. Novamente o #26 com Yifei Ye/René Binder/Ferdinand Von Habsburg foi superior, mas quem chegou em segundo foi o #25 pole position com Franco Colapinto/John Falb/Rui Andrade, tendo terminado na mesma volta dos vencedores.

Outra vez a Phoenix Racing foi ao pódio com um novo 3º lugar, beneficiada por mais uma desastrosa corrida de Sean Gelael no carro da JOTA. O indonésio bateu com um retardatário da classe LMP3, provocou danos em seu Oreca e teve que trocar toda a seção traseira. Além do conserto, Gelael foi punido com stop & go pela direção de prova, por conta da infeliz manobra. Não obstante, Stoffel Vandoorne nada pôde fazer para devolver o carro à luta pelas posições mais à frente e a dupla terminou sete voltas atrasada e em 6º lugar na geral.

Com o abandono do Ligier JS P217 da Eurointernational, que ficou na disputa por apenas 20 voltas, a ERA Motorsport conquistou mais uma tranquila vitória na subclasse LMP2 Am, beneficiada também pelos problemas da JOTA – o que deixou Kyle Tilley/Andreas Laskaratos/Dwight Merriman num ótimo 5º lugar final.

A G-Drive não foi a única a fazer ‘back to back’ em Dubai. A United Autosports confirmou o favoritismo e faturou na LMP3 novamente com o carro #23 guiado por Manuel Maldonado/Rory Penttinen/Wayne Boyd. Os vencedores da classe, com o 7º lugar na geral e 117 voltas completadas, chegaram com mais de 1’16” de vantagem sobre outro protótipo Ligier JS P320 da equipe de Richard Dean e Zak Brown, este o #2 de Robert Wheldon/John Loggie/Andy Meyrick.

Rodrigo Sales (que apesar do nome, não é brasileiro e tampouco português) e Matt Bell apagaram a frustração da prova da véspera faturando o 3º lugar na LMP3 com a equipe Nielsen Racing, seguidos por Jean Glorieux/Laurents Hörr – outra dupla que abandonou no sábado e conseguiu o melhor resultado entre os raros não-Ligier do lote, mesmo tendo sofrido uma punição por excesso de velocidade na área de pit stops.

Na GT, mesmo com um BoP que impôs um lastro adicional de 20 kg, nova vitória dos modelos Porsche 911 GT3-R no Asian Le Mans Series – só que, desta vez, com a GPX Racing, que não deixou a chance do triunfo escapar. Axcil Jefferies, o veterano Alain Ferté e Julien Andlauer completaram em 14º lugar na geral e cumpriram 115 voltas – uma à frente da Ferrari da Rinaldi Racing guiada por David Perel/Davide Rigon/Rino Mastronardi.

O pódio foi completado pela Garage 59 com um bom 3º posto de Alexander West/Maxime Martin/Valentin Haase-Clot, seguidos pela Mercedes-AMG GT3 da HubAuto, com o brasileiro Marcos Gomes junto a Raffaele Marciello e Liam Talbot. A trinca somou seus primeiros 12 pontos na competição.

Vencedores da véspera, Alfred e Robert Renauer, mais Ralf Böhn, acabaram em 5º com o Porsche da Precote Herberth Motorsport, tendo a McLaren da Inception w/Optimum em sexto, enquanto o #34 da Walkenhorst Motorsport deu adeus à disputa na sexta volta.

A Ferrari de Oswaldo Negri/Alessandro Pier Guidi/Francesco Piovanetti outra vez ficou longe dos pontos, terminando em décimo-quarto lugar na categoria. Melhor equipe representante de Maranello na véspera, a Formula Racing teve duas penalidades – tempo mínimo de reabastecimento não cumprido e excesso de velocidade nos boxes – jogando o carro #60 ao 16º lugar final.

Na GT Am, ganhou de novo a Rinaldi Racing com Patrick Kujala/Manuel Lauck/Christian Hook, seguidos pela Ferrari da Kessel Racing e a BMW da Walkenhorst Motorsport. Dos 36 que largaram, somente quatro – outra vez – ficaram pelo caminho.

No próximo fim de semana, dias 19 e 20, será disputada a rodada final em Abu Dhabi, com mais duas provas de 4h de duração.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

2 Comentários

  • Assisti o vídeo da corrida aos pedações, e considerei a prova meio chata…talvez a pista não ajuda as disputas.
    Também acredito que a G Drive errou na escalação do carro 25, deixando Colapinto pra fazer o ultimo turno, quando já não havia mais recuperação possível para o carro.
    Se tivessem escalado o veloz argentino para o primeiro turno, talvez o carro tivesse aberto uma vantagem inicial que tornasse o resultado menos previsível. Enfim, estrategias de equipe.
    O Porsche numeral 40 resistiu bravamente na liderança, não dando chances as Ferrari e Aston, fizeram um bela prova.
    No geral, uma prova morna. Esperava mais disputas.
    Antonio

  • Esse fim de semana não consegui parar para ver os vídeos dessas corridas, mas ontem a noite vi um pedaço. No caso dos vencedores pela LMP2, parecem dominantes perante os demais times, lembrando que este sem dúvida será o caminho mais curto – literalmente – para uma vaga direta nas 24h de Le Mans. Tudo indica que a G-Drive irá conseguir.
    Da LMP3, destaco o modelo da Ginetta, de longe o mais bonito dos três e em relação à classe GT, que disputa com modelos GT3, temos ao menos 5 marcas no grid, bem diferente do ELMS, IMSA na classe GTLM e do próprio WEC.
    Assim que possível vou conferir os vídeos das corridas, bem como acompanhar as próximas.

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames