Super GT: campeonato 2021 abre com 44 carros em Okayama

S

RIO DE JANEIRO – Vai começar no próximo dia 11 de abril – tudo dentro dos conformes – a temporada 2021 do Super GT japonês. O campeonato do ano passado foi concentrado em três pistas apenas e os eventos cancelados e previstos anteriormente para Okayama, Sugo e Autopolis desta vez estão no calendário planejado pela GTA, organizadora da competição.

Os testes foram realizados com uma certa ‘normalidade’, mas novamente as medidas restritivas quanto à Pandemia do Covid-19 desfalcam o grid da primeira etapa, que mesmo assim estará lotado: serão 44 carros na pista de Okayama – a antiga TI Aida, de duas provas de F1 nos anos 1990. Confirmados 29 inscritos na GT300 e os demais na GT500.

Dos quatro pilotos de fora do Japão confirmados na GT500, somente Sacha Fenestraz não disputa a etapa #1. O franco-argentino não teve ainda seu ingresso permitido no país e também não participa da etapa de abertura do Super Formula no próximo fim de semana, no Fuji Speedway. Em seu lugar no #37 da KeePer Tom’s estará Sena Sakaguchi, dividindo a guiada com Ryo Hirakawa.

Também um dos atuais campeões, Tadasuke Makino, não está ainda em condições de competir: convalescendo de Covid, o piloto do #1 do Stanley Team Kunimitsu dará lugar ao veterano Hideki Mutoh, que assim será o parceiro de Naoki Yamamoto. Em contrapartida, dos ‘gaijins’ estão confirmados Ronnie Quintarelli (Nissan), Bertrand Baguette (Honda) e Heikki Kövalainen (Toyota).

Na GT300, que congrega carros dos regulamentos JAF-GT300MC (para os ‘Mother Chassis’ de motor Nissan e construção Dome), JAF-GT300 (para Subaru e Toyota Prius) e FIA GT3, serão nada menos que 13 modelos diferentes compondo a lista de entradas. E mais uma vez lá está o carro #56 de João Paulo de Oliveira e Kiyoto Fujinami, defendendo as cores da Realize Nissan Automobile Technical College e o título do ano passado.

Uma das novidades em relação à lista oficial de entradas da temporada 2021 é que o lugar do tailandês Nattapong Hortungkum será ocupado por Giuliano Alesi. A equipe Arto Panther Team Thailand será – e é, aliás – a única do grid a não cumprir a obrigatoriedade de um piloto japonês inscrito.

Outras substituições por motivo de força maior são a troca de Sena Sakaguchi por Hibiki Taira no Lexus RC-F GT3 da K-Tunes Racing, além das trocas de Tayou Iida no Nissan da NILZZ Racing por Ryuchiro Tomita e de Yudai Uchida no posto de Atsushi Tanaka no #360 da Tomei Sports.

Na Pré-Temporada realizada neste mês de março, a GTA organizou duas sessões de testes coletivos, levando pilotos e equipes a Okayama e Fuji, onde serão as duas primeiras etapas.

Na pista-sede da abertura do campeonato, a Red Bull Mugen liderou a folha de tempos no primeiro ensaio com 1’18″261. A Saitama Toyopet Green Brave foi a melhor da GT300, marca de 1’26″185.

O segundo dia de treinos teve liderança do TGR Team SARD, que registrou o melhor tempo do fim de semana em 1’18″181. Na GT300, Natsu Sakaguchi, com um dos dois Huracán da JLOC, estabeleceu a melhor volta dos testes em 1’26″138.

Em Fuji, realizou-se a última bateria de treinos coletivos e no primeiro dia o Au Team Tom’s estabeleceu a volta mais rápida com 1’27″760 e Sho Tsuboi a bordo. João Paulo de Oliveira levou o Nissan da Realize à melhor volta na GT300, marcando 1’36″476.

Nas sessões finais, a Nissan pôs as manguinhas de fora na GT500 e Ronnie Quintarelli foi o mais veloz com 1’28″397 – sem contudo superar o tempo de Tsuboi na véspera. “Oribeira” outra vez deu à sua equipe o melhor tempo da GT300 – 1’37″128. Os tempos mais altos se deveram às condições desfavoráveis de pista úmida e pouco emborrachada por causa da chuva.

Como novidade para a temporada deste ano, foi estabelecida pela GTA uma nova tabela de compensação de peso, o chamado “Success Weight”: até a 6ª etapa, a tabela contempla 2kg/ponto na GT500 a cada prova e 3kg/ponto na GT300. Na sétima etapa, a razão será de 1kg/ponto na GT500 e 1,5kg/ponto na GT300 – sem lastro adicional na finalíssima, como é praxe na categoria.

Vocês seguirão acompanhando todas as provas do Super GT aqui no blog e lá no canal teremos melhores momentos pós-fim de semana. Quem sabe, também, live com o nosso João Paulo de Oliveira.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

6 Comentários

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames