W12: o carro de ‘oito patamá’?

W

RIO DE JANEIRO  – A pergunta que não quer calar é: no atual regulamento técnico haverá alguém capaz de bater a Mercedes-Benz?

A julgar por 2020, não.

Porém, o discurso de Lewis Hamilton no lançamento do W12 ontem em Brackley, na sede da equipe, na Inglaterra, é algo como ‘pode ser diferente’ e ‘estamos empolgados porque tem competição’.

Típico caso de jogo sendo escondido. Ninguém mostrou ainda ao que veio, até porque os tais treinos de 100 km de shakedown normalmente não são filmados ou fotografados para que os segredos que as equipes guardam a sete chaves não sejam revelados. A Mercedes certamente tem os dela e está preparada para, na pior das hipóteses, ser campeã pela 8ª vez seguida.

E o próprio Hamilton também sabe que pode ser octa. Despistando, ainda, sobre sua situação futura. “Poderemos renovar por mais um ano”, desconversou.

Confiram abaixo o vídeo que trouxe no meu canal.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames