No retorno do GT World Challenge Europe Endurance a Monza, o “Bis” da Dinamic Motorsports

N

RIO DE JANEIRO – Há dois anos, quando conquistaram a vitória nas 3h de Monza, que abriram o certame da SRO – ainda conhecido como Blancpain Endurance Series – ninguém conhecia ou punha fé na equipe Dinamic Motorsports. Bem… o tempo passou e a equipe de bandeira italiana evoluiu dentro da competição e agora, de volta ao lendário circuito italiano, apronta e vence novamente – agora na abertura do Fanatec GT World Challenge Europe.

O carro #54 guiado por Chris Engelhart/Klaus Bachler/Matteo Cairoli emergiu da 12ª posição do grid e ganhou uma disputa difícil, dura e acirrada, principalmente pelas condições ruins do tempo. Choveu em grande parte da corrida e os momentos-chave foram os períodos de Safety Car – quatro no total, fora as deflagrações de FCY (Full Course Yellow).

Os treinos já davam uma amostra do que seria a corrida: dos 42 inscritos, 27 se classificaram dentro do mesmo segundo – com a FFF Racing levando a pole por escassos 0″007 sobre o Team AKKA-ASP. Vinte e dois dos 32 carros que viram a quadriculada estavam na mesma volta e os quatro primeiros terminaram separados por menos de quatro segundos.

A trinca Raffaele Marciello/Jules Gounon/Dani Juncadella terminou em 2º lugar com o Mercedes-AMG da equipe chefiada por Jerôme Policand, com o pódio sendo ocupado no último degrau pela Emil Frey Racing com o Lamborghini Huracán guiado por Alex Fontana/Rolf Ineichen/Ricardo Feller – vencedores da Silver Cup.

Em boa estreia na competição, a Iron Lynx ficou com a quarta e quinta posições, tendo o carro #71 do novato Callum Illott, que divdiu a guiada com Antonio Fuoco e Davide Rigon adiante do #51 de Ale Pier Guidi/Nicklas Nielsen/Côme Ledogar.

No final, foram cinco marcas diferentes no top 6, já que o Team WRT teve seu melhor Audi R8 LMS GT3 em sexto com James Pull/Stuart Hall/Benjamin Goethe, 2º lugar também na Silver Cup. O pódio desta divisão teve ainda o trio da Winward composto por Russell Ward/Phillip Ellis/Mikaël Grenier com o 7º posto a bordo de mais um Mercedes-AMG.

A Garage 59 fez as honras na divisão Pro-Am com um convincente 14º lugar do trio formado por Jonathan Adam/Alexander West/Chris Goodwin a bordo do Aston Martin Vantage GT3 do time britânico. A segunda colocação da classe foi da Barwell Motorsport, que fechou a disputa em 21º com Henrique Chaves/Miguel Ramos/Adrian Amstutz. Nico Bastian/Oliver Grötz/Florian Scholze, com o 26º posto geral, ficaram em terceiro na Pro-Am com a Mercedes-AMG #2 da GetSpeed Performance.

A próxima etapa do campeonato é outro clássico do Endurance: os 1000 km de Paul Ricard, que serão disputados no final de maio.

Em paralelo com a prova real, houve também em Monza a disputa virtual – o Fanatec eSports GT Pro Series, na plataforma Assetto Corsa Competizione. A corrida foi disputada com duração de 60 minutos com setup pré-definido e obrigatoriedade de um pit stop.

Ganhou Arthur Rougier, que estava numa das Lamborghini da Emil Frey Racing neste fim de semana, compondo tripulação com Jack Aitken e Konsta Lappalainen. Dani Juncadella foi o 2º colocado e Nicklas Nielsen foi o terceiro. É parte de uma estratégia ousada da SRO e de Stéphane Ratel contar pontos no virtual e no real de sua competição patrocinada pela Fanatec em 2021.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

1 Comentário

  • Muita gente que disputava ou estava próxima de disputar a ponta teve problemas. O pneu traseiro esquerdo furado também atrasou a vida de outros. O carro que para mim tinha uma das trincas mais fortes, um Porsche que era guiado por Earl Bamber, teve problemas acho que antes de se concluir a primeira hora e não conseguiu nem retornar…
    Mais do que nunca, venceu quem conseguiu aliar consistência com resistência, isso considerando que para endurance, uma prova de 3h é tiro curtíssimo e a chuva deu aquele tempero.
    Deveremos ter brasileiros como Serra e Farfus (talvez outros) escalados em alguns eventos como as 24h de Spa.

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames