Oficial: Indy 500 com 40% de torcedores

O

RIO DE JANEIRO – A IndyCar avança no objetivo de colocar o máximo possível de público – desde que respeitados os protocolos sanitários – em suas corridas nesta temporada. Já na abertura – que vocês acompanharam domingo passado na TV Cultura comigo e Geferson Kern – 20 mil pessoas puderam ocupar as dependências do Barber Motorsports Park e presenciar uma bela corrida com a estreia de Álex Palou.

Para este domingo – 13h30 de Brasília, outra vez ao vivo na tela da Cultura – o GP de St. Pete, no circuito urbano montado naquela localidade da Flórida, haverá venda de ingressos e possivelmente também para a rodada dupla do início de maio, no Texas.

E para a cereja no bolo da série de monopostos estadunidense, Roger Penske, dono da categoria e do Indianapolis Motor Speedway, tem ambições bem maiores. Claro que não é o ideal – o ideal seria nossas vidas de volta – mas é melhor uma Indy 500 com público do que com as arquibancadas vazias.

Assim, o jornal IndyStar, em sua versão online, trouxe matéria anunciando que haverá 135 mil espectadores presentes – 40% da lotação máxima do complexo, onde cabem tranquilamente mais de trezentas mil pessoas.

Detalhe: o IMS confirmou também que foram 170 mil os bilhetes vendidos e é claro que o público nutria esperanças de que a capacidade não fosse tão limitada. Mas Penske decidiu não arriscar e seguirá os protocolos sanitários, disponibilizando menos lugares e espaços para os espectadores.

Na última quinta-feira, os adquirentes dos bilhetes foram informados que têm de confirmar quantos planejam usar em 30 de maio, quando o evento será realizado – em sua data normal, diferente de 2020, quando a corrida aconteceu em pleno verão do Hemisfério Norte. O Indianápolis Motor Speedway oferecerá àqueles que usarem os bilhetes – perfazendo um total de 35 mil a menos – um crédito para ser usado na Indy 500 de 2022.

A expectativa para a edição deste ano é grande. Além do retorno da plateia, poderemos ter repescagem, o antigo “Bump Day” ou “Bubble Day”. Já existem pelo menos 33 carros confirmados e podem haver mais – além dos 24 regulares, com mudanças feito Ed Carpenter guiando para sua própria escuderia e os brasileiros Tony Kanaan e Pietro Fittipaldi substituindo respectivamente Jimmie Johnson e Romain Grosjean nas equipes Ganassi e Coyne, há ainda as seguintes inscrições extras:

JR Hildebrand e Charlie Kimball (Foyt), Marco Andretti (Andretti Herta-Haupert Motorsport w/Marco Andretti & Curb-Agajanian), Juan Pablo Montoya (McLaren), Conor Daly (ECR), Hélio Castroneves (Meyer-Shank Racing), Sage Karam (Dreyer & Reinbold Racing), Simona de Silvestro (Paretta Autosport) e Santino Ferrucci (Rahal Letterman Lanigan). Possivelmente o #52 da Dale Coyne alinhado em parceria com a RWR terá Cody Ware e assim fecharíamos 33 nomes – e existe a expectativa por mais inscritos nos próximos dias.

A ver…

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

1 Comentário

  • Mesmo essa capacidade reduzida de público, que de fato é melhor que nenhum, só é possível porque o país avança bem na imunização da população. Assim, o público regular deve ser retomado em breve. Sorte a deles, onde a maioria agiu com sensatez nas urnas em 2020 para que isso acontecesse.

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames