Para quem não viu: DTM 2021, rodada de Monza

P

RIO DE JANEIRO – A nova fase do Deutsche Tourenwagen Masters, o popularíssimo DTM, começou no último fim de semana na Itália, em Monza. Uma das mais icônicas pistas do automobilismo mundial recebeu a categoria – que durante décadas foi uma das mais tecnológicas do esporte em termos de competição de carros de Turismo, dando uma guinada de 180º para o uso de modelos enquadrados no regulamento GT3, para que a competição não morresse.

Presidida por Gerhard Berger, a ITR – organizadora do certame – ainda conseguiu um razoável número de inscritos para a temporada, ainda que faltem mais construtores. Foram representados cinco fabricantes e ainda existe a chance de participações pontuais de uma McLaren 720S GT3 com um antigo piloto de Fórmula 1 a bordo, o austríaco Christian Klien.

Entre os 19 pilotos que deram a largada para o campeonato deste ano no último fim de semana, muitos rostos conhecidos do próprio DTM no regulamento antigo, vários pilotos com passagem pela Fórmula 1, feito Timo Glock e o tailandês Alex Albon e duas mulheres: Sophia Flörsch num Audi e Esmee Hawkey, que não chegou a um acordo para integrar as “Iron Dames” da Iron Lynx e que foi encaixada na série a bordo de um Lamborghini Huracán da equipé T3 Motorsport.

As vitórias no fim de semana foram de Liam Lawson – na estreia da Ferrari, o piloto da Fórmula 2 deu um show no sabado – e de Kelvin Van der Linde, que completou 25 anos no dia da corrida do último domingo. O sul-africano comemorou em grande estilo e ainda teve a companhia do irmão Sheldon, que defende a BMW.

Kelvin inclusive saiu de Monza liderando o campeonato com 36 pontos, contra 27 de Lawson, 22 de Nico Müller e 21 do monegasco Vincent Abril. Albon, que foi quarto e sétimo nas duas provas respectivamente, é o quinto com 18.

Em princípio, o DTM terá sete rodadas duplas no calendário e a próxima está marcada para Lausitz, nos dias 24 e 25 de julho.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames