Para quem não viu: FIA WEC, temporada 2021 – 8h de Portimão

P

RIO DE JANEIRO – Fim de semana retrasado o blogueiro estava muito mal, na pior fase do
Covid – mesmo com sintomas leves – e foi muito difícil tentar acompanhar a contento a disputa da 2ª etapa do Campeonato Mundial de Endurance (FIA WEC) – aliás, não escrevi crônica alguma a respeito e peço desculpas por não ter condições para tanto.

Por isso me penitencio com a íntegra das 8h de Portimão, disputadas no dia 13 sem a presença de público no Autódromo Internacional do Algarve – para o evento de Monza, é planejado pela organização franquear entradas em número limitado e o ACO já confirmou que as 24h de Le Mans, em agosto, terão plateia restrita a 50 mil pessoas.

Sem muitas surpresas, a Toyota alcançou sua segunda vitória no campeonato com seu modelo GR010 Hypercar, mas é bom que se diga que a Alpine com seu A480 LMP1 foi melhor em ritmo de classificação, liderou pontualmente a disputa, mas os ciclos de reabastecimento e troca de pneus e pilotos foram melhores para os japoneses que os franceses. Mesmo assim, foi bom ver os três primeiros na mesma volta, ainda que com o #36 do trio André Negrão/Nico Lapierre/Matthieu Vaxivière a 1min08s597 dos vencedores, que foram Brendon Hartley/Sébastien Buemi/Kazuki Nakajima, ao cabo de 300 voltas percorridas pelos 4,653 km do traçado português.

Na LMP2, o Team JOTA desbancou com autoridade a United Autosports, atual campeã em título e venceu em dobradinha, com o #38 de Roberto Gonzalez/Anthony Davidson/Antonio Félix da Costa à frente do #28 de Sean Gelael/Stoffel Vandoorne/Tom Blomqvist.

A United correu duplamente desfalcada: Filipe Albuquerque estava em Detroit no mesmo fim de semana e Fabio Scherer foi substituído por Wayne Boyd por motivos de Covid. Assim, o pódio conquistado pelo trio que teve ainda Phil Hanson e Paul di Resta não foi de todo mau.

A destacar o bom 9º posto geral e o sexto posto na classe para o trio da Richard Mille Racing formado por Beitske Visser/Tati Calderón/Sophia Flörsch. Prova super competitiva das meninas do carro #1. Na Pro-Am, ganharam Esteban Garcia/Norman Nato/Mathias Beche (este, substituindo Loïc Duval), com o carro da RealTeam Racing.

Entre os quatro LMGTE-PRO inscritos, os Porsches 911 RSR-19 padeceram de crônicos problemas de desgaste de pneus e não foram páreo para as Ferrari da AF Corse. Na luta interna entre os vermelhos, venceu o #51 de Ale Pier Guidi/James Calado, com Daniel Serra subindo ao pódio em segundo junto ao espanhol Miguel Molina.

Na subclasse LMGTE-AM, a Cetilar Racing teve uma corrida perfeita e ganhou de novo com o trio Roberto Lacorte/Giorgio Sernagiotto/Antonio Fuoco, suplantando o Porsche do Team Project 1 inscrito para Matteo Cairoli/Riccardo Pera/Egidio Perfetti. Aliás, um pódio praticamente composto por pilotos italianos ou descendentes de – já que o 3º lugar foi ocupado por Thomas Flöhr/Francesco Castellacci/Giancarlo Fisichella.

Augusto Farfus e Marcos Gomes ajudaram Paul Dalla Lana a levar o #98 da Aston Martin Racing ao 4º lugar da divisão, com o trio completando na mesma volta dos três primeiros colocados. Já Felipe Fraga e os parceiros Dylan Pereira e Ben Keating tiveram uma disputa bem mais atribulada, completando a corrida em 8º na divisão – atrás da Ferrari das “Iron Dames” e sétimo para efeito de pontos, pois a Kessel Racing (em parceria com a CarGuy) fez as 8h de Portimão como teste para as 24h de Le Mans.

A prova portuguesa marcou também a estreia do Hypercar da Glickenhaus. Com um único chassi pronto, o time estadunidense alinhou Ryan Briscoe/Romain Dumas/Richard Westbrook no fim de semana e o carro, embora tenha evoluído, padeceu de falta de velocidade. Na definição do grid ficaram em 11º na geral, atrás de sete protótipos LMP2. E na corrida, além de se envolverem numa carambola com um Porsche e um Aston Martin da LMGTE-AM, tiveram que recorrer às garagens numa longa parada para troca de embreagem.

O resultado foi que o Glickenhaus 007 LMH completou apenas 246 voltas, fazendo o restante da corrida como treino para as 6h de Monza, onde a equipe terá inclusive dois carros, confirmando seu trio do segundo chassi com Pipo Derani/Gustavo Menezes/Loïc Duval.

A próxima corrida está marcada para 18 de julho.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

2 Comentários

  • Fala Mattar,

    Surpresa não ver vc nos comentário da Indy ontem, em Elkhart Lake…

    E mais surpreso ainda ao ouvir o Geferson desejando “melhoras” pra vc!!!

    Diariamente entro aqui no blog e tava achando estranho a ausência de postagens, com a corrida de ontem, me preocupei.

    Espero que estava tudo bem com vc!!!

  • Boa tarde, mestre. Não precisa se desculpar não…sabemos que não é uma “gripezinha” como alguns (ainda) acham. No seu caso ainda teve o agravante das frequentes visitas a São Paulo nos fins de semana para as transmissões da Indy…este ano realmente tivemos outono aqui em Sampa, com grandes variações de temperatura ao longo de um mesmo dia e que certamente dá uma diferença em relação ao clima do Rio. O importante agora é se recuperar plenamente e voltar a todo vapor tanto aqui no blog quanto no YouTube, muito embora por conta de um novo desafio profissional não venho conseguindo acompanhar as lives ao longo da semana…
    Provavelmente só no sábado vou conseguir ver o vídeo completo dessa corrida do WEC e, caso tenha alguma live também marcarei presença.
    Força e muita saúde!!

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames