Tarquini e Vervisch vencem em Aragón no WTCR

T

RIO DE JANEIRO  – No último fim de semana, no circuito Motorland Aragón, na cidade espanhola de Alcañiz, foi disputada a 3ª rodada dupla da temporada 2021 do FIA WTCR. E a competição segue equilibrada: mais dois vencedores diferentes foram conhecidos e o rol aumenta para seis em seis provas cumpridas.

Desta vez, as honras couberam a Gabriele Tarquini e Fréderic Vervisch (foto acima). Na prova #1, com inversão dos 10 primeiros do Q2 definindo as posições de partida, o veterano da Hyundai, do alto de seus 59 anos, mostrou que tem muita lenha ainda para queimar. “Para mim, é o melhor piloto de carros de tração dianteira do mundo”, comentou Augusto Farfus – que dividiu boxes com Tarquini na competição, há dois anos e que participou de live com este que vos fala na última sexta-feira.

Além de marcar a melhor volta em 2’07″023, Tarquini veio da pole com a inversão do grid e dominou as 10 voltas previstas, completando a disputa com pouco menos de dois segundos de frente para o Cupra do espanhol Mikel Azcona, enquanto Tom Coronel levou seu Audi não-oficial ao 3º lugar geral, no primeiro pódio do simpaticíssimo holandês em 2021.

A equipe Comtoyou ainda teve outros dois Audi entre os seis primeiros, com Nathanaël Berthon em quarto e Gilles Magnus em 6º lugar. Espremido entre eles, veio o atual campeão Yann Ehrlacher, com o melhor dos Lynk & Co. preparados pela Cyan Racing na corrida #1.

Após o discreto 8º posto na primeira prova, Vervisch repetiu a receita de Tarquini. Partiu da pole position com seu Audi ornado nas cores da bandeira de seu país e com o dorsal #22, para liderar o sueco Thed Björk e o compatriota Gilles Magnus no pódio.

Jean-Karl Vernay chegou em 4º lugar e com este resultado passou ao total de 82 pontos e à liderança do campeonato. O piloto da Engstler, na verdade, já assumira a ponta entre os pilotos do FIA WTCR após a corrida #1. Ele só consolidou a vantagem, que subiu para oito contra o compatriota Ehrlacher, 7º colocado na prova #2.

Com dois resultados discretos, Yvan Muller é o terceiro somando 67 e o uruguaio Santi Urrutia, outro que também ficou devendo em Alcañiz, é o quarto com 60.

A etapa seguinte a esta da Espanha seria a da Itália, em Adria. Todavia, as obras de remodelamento da pista não foram ainda encerradas e o circuito não pôde receber ao menos a homologação FIA B. A corrida está adiada ‘sine die’ e a 4ª rodada dupla, oficialmente, será dia 22 de agosto no Hungaroring, em Budapeste.

Classificação do FIA WTCR após seis corridas e três rodadas:

1. Jean-Karl Vernay – 82 pontos
2. Yann Ehrlacher – 74
3. Yvan Muller – 67
4. Santi Urrutia – 60
5. Gabriele Tarquini – 58
6. Attila Tassi – 57
7. Estebán Guerrieri – 56
8. Tiago Monteiro – 54
9. Thed Björk – 52
10. Nathanaël Berthon – 51
11. Fréderic Vervisch – 49
12. Gilles Magnus – 48
13. Néstor Girolami – 46
14. Norbi Michelisz – 40
15. Luca Engstler – 39
16. Tom Coronel – 34
17. Mikel Azcona – 31
18. Rob Huff – 20
19. Jordi Gené – 5
20. Bence Boldizs – 3
21. Jessica Backman – 2
22. Andreas Backman – 1

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

1 Comentário

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames