Super GT: a volta do Team Impul ao topo do pódio

S

RIO DE JANEIRO – Surpresa das surpresas na 5ª etapa do Super GT realizada no último fim de semana no circuito Sugo Sportsland. Numa corrida difícil para as duplas da GT500 – não me recordo de ter visto tantos abandonos, aliás – foram seis, ao todo – ganhou o Team Impul, após cinco anos de jejum.

Desde a 4ª etapa de 2016, quando Hironobu Yasuda e o brasileiro João Paulo de Oliveira venceram em 7 de agosto no Fuji Speedway, que o time formado pela lenda Kazuyoshi Hoshino não via o Nissan azul do dorsal #12 receber a quadriculada na frente. Façanha conquistada após 83 voltas por Kazuki Hiramine e Nobuharu Matsushita, por quase nove segundos de frente sobre Naoki Yamamoto e Tadasuke Makino, da equipe atual campeã- a Stanley Team Kunimitsu.

A dupla vitoriosa em Sugo beneficiou-se não só do elevado número de abandonos como também da tabela de lastro adicional. Com poucos pontos somados até o evento, levaram somente 16 kg extras. A Drago Corse, por exemplo, tinha somente 4 kg de lastro no Honda de Hiroki Otsu e Takuya Izawa, mas só chegou em oitavo.

Vencedores no evento anterior em Suzuka, adiado por conta da alta dos casos de Covid-19 no Japão, Ronnie Quintarelli/Tsugio Matsuda tiveram de usar o terceiro motor dentro da competição, quando o regulamento permite um limite de dois propulsores apenas. Assim, a dupla do #23 teve que pagar um pênalti compulsório na disputa e terminaram em 7º, apesar dos percalços, com tempos relativamente competitivos.

Na GT300, o Subaru BRZ de motor boxer preparado pela R&D Sport chegou ao topo do pódio com Takuto Iguchi/Hideki Yamauchi derrotando o Honda da ARTA guiado por Shinichi Takagi/Ren Sato por pouco mais de onze segundos. Kiyoto Fujinami e o brasileiro João Paulo de Oliveira completaram o pódio, somando bons pontos – é que a vitória deixou Iguchi e Yamauchi na liderança da tabela com 39 pontos – mas o “Oribeira” e seu parceiro na equipe Realize Advan Kondo estão a um dos ponteiros do campeonato.

Naoki Yamamoto lidera sozinho na GT500 porque Tadasuke Makino estava infectado por Covid e não fez a primeira etapa. Eles estão separados por três pontos na tabela e os rivais mais próximos são Koudai Tsukakoshi e Bertrand Baguette, com 41.

A próxima etapa do campeonato será em Autopolis, no dia 24 de outubro.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

1 Comentário

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames