Para quem não viu: Michelin Le Mans Cup, rodada de Spa-Francorchamps

P

RIO DE JANEIRO – ‘Bora’ dar aquele confere em corridas na íntegra, para abrir o fim de semana? Então vamos de penúltima etapa do Michelin Le Mans Cup, que foi realizada como preliminar do European Le Mans Series após a rodada dupla do Road To Le Mans.

A corrida disputada em Spa-Francorchamps no último dia 18 de setembro contou com a participação de 29 carros – foram apenas três os GT3, com duas das Ferrari 488 da Iron Lynx e o Porsche de Niki Leutwiler/Julien Andlauer, contra uma alcateia de protótipos LMP3 – e olha que ganhar a LMP3 não garante vaga às 24h de Le Mans 2022 em divisão nenhuma…

O carro #5 da Phoenix Racing tripulado por Hamza Owega e Finn Gehrsitz largou da pole position para a disputa com o tempo de 2’13″704, mas ao fim de 45 voltas numa disputa que foi prematuramente encerrada com oito minutos antes do estouro do cronômetro porque a corrida acabou estourando o prazo limite de atividades de pista, que seriam encerradas naquela oportunidade às 18h locais de sábado, levou a melhor a dupla formada por Josh Skelton e Antoine Doquin, com o carro #37 da COOL Racing.

E em dobradinha, já que o #69 de Matt Bell/Maurice Smith acabaria a disputa em 2º lugar, com Leonard Weiss e Thorsten Kratz completando o pódio a bordo do #11 da WTM Powered by Phoenix. O brasileiro Daniel Schneider e seu parceiro Andy Meyrick, mais uma vez a bordo do #23 da United Autosports, não terminaram a corrida, saindo da disputa na 24ª volta.

Na GT3, a Iron Lynx venceu e garantiu o título de escuderias, dando ao time italiano uma vaga direta nas 24h de Le Mans 2022 na divisão LMGTE-AM. Paolo Ruberti e Gabriele Lancieri ofertaram o título à equipe, mas Niki Leutwiler e seu parceiro Julien Andlauer chegaram logo após e é Leutwiler quem vai para a decisão no Algarve com mais pontos somados entre os pilotos – 89 contra 74 de Andlauer e 71 de Ruberti.

Na classificação de pilotos LMP3, o 5º lugar mantém Colin Noble e Tony Wells no comando da tabela com 73 pontos, enquanto o argentino Nicolas Varrone e o parceiro Alexander Mattschull somam 62. Matematicamente, Bell/Smith ainda têm chances de título: estão em 3º com 59 e podem ainda alcançar 85, desde que atinjam a pontuação máxima em Portugal.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames