Para quem não viu: Stock Car Pro Series, rodada dupla de Goiânia

P

RIO DE JANEIRO – Dois dias, dois traçados, quatro corridas: assim a Stock Car Pro Series chegou, em quarenta e dois anos de história, à marca de 500 provas disputadas. A mais tradicional categoria do automobilismo brasileiro comemorou o número ‘redondo’ com rodada dupla disputada no Autódromo de Goiânia, usando dois circuitos – o normal com 3,835 km de extensão e o anel externo, de pouco mais de 2,5 km e muito veloz.

Acabou que, com os resultados dessas corridas, a categoria conheceu um novo líder: Gabriel Casagrande, com o #83 da equipe AMattheis Vogel Motorsport chegou a 278 pontos e abriu dezesseis para Daniel Serra, da RC Eurofarma – não foi uma das melhores jornadas para o tricampeão da categoria entre 2017 e 2019.

Com sua segunda vitória no campeonato, Rubens Barrichello, que defende a FullTime Sports de Maurício Ferreira, alcançou a 3ª posição na tabela com 234 e Ricardo Maurício, com um desempenho incrível, venceu as três provas disputadas em sequência – as duas com peso menor e uma das baterias da chamada Chevrolet 500, onde o ‘Little Richard’ somou o máximo de pontos possíveis – 32.

Foram ao todo 91 pontos de 112 distribuídos nas quatro corridas que o piloto do #90 somou. E sem ter disputado uma das rodadas duplas – com Covid, foi substituído por Antonio Félix da Costa – Ricardo ainda pode sonhar com mais um campeonato. É o quarto no certame, com 231. Cesar Ramos é o 5º na classificação e Ricardo Zonta completa os seis primeiros.

A primeira prova do fim de semana, no sábado, teve um acidente múltiplo que tirou diversos pilotos de esquadro na corrida #2 realizada no traçado normal. Dois pilotos não voltaram mais para o restante do fim de semana: Christian Hahn e o novato Raphael Teixeira. O grid teve 31 carros – Nelsinho Piquet deixou o campeonato antes do seu término e o que era a MX Piquet Sports virou a Scuderia CJ, onde só Sergio Jimenez correu naquele fim de semana.

A 10ª rodada será no Velocitta, em Mogi-Guaçu, pelo menos dentro da previsão de calendário, que ainda conta com Santa Cruz do Sul e, em princípio, Brasília. O rumor de uma corrida no Rio de Janeiro, no Aeroporto do Galeão, chegou a ganhar força, mas nesse momento não existe qualquer confirmação nesse sentido.

Acompanhe as transmissões pelo canal oficial da categoria no YouTube, com Osires Junior na narração, Bruno Vicaria e Hélio ‘Pingo’ Saraiva nas análises.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames