WTCR: Vervisch e Vernay vencem na França e Ehrlacher segue líder

W

RIO DE JANEIRO – O FIA WTCR disputou no fim de semana passado sua 6ª e antepenúltima rodada dupla da temporada 2021, no circuito de Pau-Arnos, distante 20 km da cidade dos Pireneus famosa por seu circuito urbano que teve no passado provas de Fórmula 2 e Fórmula 3000, além do WTCC e do Europeu de Turismo e outros eventos de menor porte.

Inaugurada em 1986, a pista recebeu seu primeiro evento de cunho internacional com as duas provas da competição mundial de Turismo que tem optado pelo continente europeu para fechar seu calendário por conta das restrições da Pandemia do Covid-19 que impediram a caravana do WTCR de seguir rumo ao Oriente e cumprir as provas marcadas para Coreia do Sul, China e Macau – esta não será realizada pelo segundo ano consecutivo.

Na prova #1 da programação, com o grid invertido do top 10 do Q2, ganhou o Audi de Fréderic Vervisch, que triunfou pela segunda vez no campeonato. Ele controlou a disputa, que se encerrou com 20 voltas completadas, do início ao fim, com pouco mais de um segundo de vantagem para o sueco Thed Björk da equipe Cyan Racing com seu Lynk & Co., além do Hyundai do veteranaço Gabriele Tarquini.

Por falar em veteranos, Yvan Muller, outra das lendas da categoria, fez a pole position para a prova principal, porém acabou batido inapelavelmente pelo Hyundai guiado por outro compatriota, Jean-Karl Vernay, que com os pontos conquistados em Pau-Arnos segue firme na briga pelo título. O uruguaio Santi Urrutia, com outro carro da Lynk & Co., fechou o pódio da 12ª prova do campeonato.

Com a próxima etapa marcada para Adria no dia 7 de novembro, o campeonato mostra Yann Ehrlacher ainda líder, porém com vantagem reduzida em vista do 8º lugar na prova #1 e a quinta posição na corrida #2: o atual campeão tem margem de 16 pontos sobre Vernay (160 a 144). Estebán Guerrieri (Honda) é o terceiro na tabela com 138, seguido por Vervisch com 131,  Muller com 126 e Urrutia com 125. Ou seja: tudo ainda em aberto.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames