IMSA, 12h de Sebring – Derani lidera 1-2 da AX Racing no treino livre #2

I

RIO DE JANEIRO – Em mais um treino preparatório para a disputa da 60ª edição das 12h de Sebring, a Action Express finalmente apresentou armas e fez 1-2 na segunda sessão livre: há pouco, Pipo Derani registrou o incrível tempo de 1’45″750 – uma volta praticamente em ritmo de classificação e nada menos que 0″376 melhor que Mike Rockenfeller, que como falei no post anterior, está acertando sozinho o carro #48 nas cores da Ally.

Alex Lynn, um dos impedidos por contrato de fazer ‘double duty’ entre WEC e IMSA neste fim de semana, ficou com a 3ª marca no Cadillac #02 da Ganassi que dividirá com Earl Bamber e Neel Jani – o substituto de Kevin Magnussen, de volta à Fórmula 1. O melhor e único Acura que andou à tarde foi o #10 da Konica Minolta WTR – quarto colocado.

O angolano (de licença portuguesa) Rui Andrade estabeleceu a melhor volta da LMP2 – mais um treino liderado pela Tower Motorsport na Flórida: o piloto marcou 1’49″684, 0″235 melhor que o tempo de Mikkel Jensen a bordo do #52 da PR1 Mathiasen Motorsports. Sebastián Montoya, estreando em provas longas ao lado do pai, ficou com a terceira marca da categoria.

Na LMP3. Cameron Shields liderou a folha de tempos com 1’57″786, quase dois décimos abaixo do dinamarquês Malthe Jakobsen, da Sean Creech Motorsport. Kay Van Berlo, companheiro de Felipe Fraga na Riley Motorsports, estabeleceu a terceira marca da segunda sessão.

Entre os GTD PRO, deu Lamborghini e TR3 Racing: Mirko Bortolotti marcou 2’00″861, somente 0″091 abaixo do tempo da BMW #24, outra vez bastante rápida e com Phillip Eng desta vez. Outra equipe que começa bem o fim de semana é a Risi: terceira colocada neste treino com o italiano Davide Rigon.

A prova de que o BoP para Sebring na GTD foi bom para o construtor da Bavária é que a Paul Miller Motorsports, no primeiro fim de semana com o carro novo, está performando bem: Bryan Sellers estabeleceu uma volta em 2’01″123, quase três décimos melhor que o Mercedes-AMG da Gilbert-Korthoff Motorsports conduzido pelo espanhol Dani Juncadella. A exemplo da GTD PRO, o plantel teve três marcas diferentes no top 3: a Ferrari da Cetilar Racing deu o ar da graça e ficou em terceiro com Giorgio Sernagiotto.

Dois Mercedes-AMG GT3 e um DPi não andaram no TL2: além da Meyer Shank Racing, que não foi vista na sessão, o #57 da Winward Racing (mais rápido da GTD de manhã) e o #97 da Weathertech Racing não andaram um metro sequer, possivelmente poupando as máquinas para a terceira sessão livre, que começa às 20h45 de Brasília, após o treino classificatório do FIA WEC. Já o Acura da Racers Edge, que pouco andou mais cedo, foi à pista e ficou com a oitava posição do lote da GTD PRO, que conta nesta etapa com onze bólidos inscritos.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames