Para quem não viu: 24h Series, temporada 2022 – 12h de Mugello

P

RIO DE JANEIRO – Mais uma íntegra de corridas aqui no blog A Mil Por Hora – e nesta sexta-feira, é a vez da 24h Series: a categoria organizada pela holandesa Creventic disputou na Itália a terceira prova de seu calendário – as 12h de Mugello.

Por restrições de barulho, a competição foi dividida em duas partes. A primeira teve duração de 5h30min com as demais 6h30 restantes cumpridas no dia seguinte, após o regime obrigatório de parque fechado.

A corrida foi disputada por 39 dos 40 carros inscritos para o evento e houve um ótimo índice técnico, porque somente sete veículos não viram a quadriculada final – pela primeira vez exibida para o novo modelo M4 GT3 da BMW, que conheceu seu primeiro triunfo desde que foi lançado e desenvolvido exaustivamente pelo brasileiro Augusto Farfus.

A pequena equipe ST Racing, da canadense de origem asiática Samantha Tan, mais o compatriota Nick Wittmer e o estadunidense Bryson Morris venceram a prova completando um total de 330 voltas pelos 5,245 km de extensão da pista localizada na região de Firenze.

Em 2º, duas voltas atrás, concluiu a Phoenix Racing com o Audi R8 LMS GT3 EVO2 guiado por Pierre Kaffer, Elia Ehrart, Michael Doppelmayr e Swen Herberger. A Mann Filter-Team Landgraf completou o pódio com o terceiro construtor diferente: Alexander Hrachowina, Martin Konrad e o veteraníssimo Bernd Schneider – ele mesmo, a lenda do DTM e de pouco sucesso na F1, hoje com 57 anos – chegaram em 3º após uma vigorosa primeira metade de corrida do Mercedes-AMG com o dorsal #25.

Todas as formações que ocuparam o pódio Overall são da divisão Pro-Am da GT3. Entre as equipes de pilotos diletantes, a CP Racing levou o quarto posto e a Juta Racing, organização da Lituânia, ficou em quinto com um Audi R8 LMS GT3 da geração anterior, levando a melhor entre os times GT3 com dois ou mais pilotos graduados na 24h Series como Pro ou Semi-Pro.

Nas demais subclasses, a Red Camel-Jordans, da Holanda, foi 7ª geral e triunfou na 992 (só de Porsches) com Ivo, Rik e Luc Breukers. Outra tripulação de sobrenomes idênticos – a da Red Ant Racing, ganhou na 992-II com Ayrton, Bert e Yannick Redant. A HRT Performance levou a vitória na divisão GTX e a BBR, com um Cupra León Competición TCR, ganhou na TCR com o Ligier JS 2R da SK Racing triunfante na TCX.

A próxima prova do campeonato será agora em abril, com a disputa das 12h de Spa-Francorchamps.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames