IMSA: Acura na pole com recorde de Ricky Taylor em Laguna Seca

I
No clique de Jake Galstad, Ricky Taylor quebrou os cronômetros na definição do grid da IMSA em Laguna Seca (Foto: IMSA)

SÃO PAULO – Em Long Beach, os Cadillac eram melhores. Mas, como diz o novo dito do Carnaval carioca, cada dia é um momento inédito. Em Laguna Seca, os Acura foram dominantes em todos os treinos e confirmaram esse predomínio na definição do grid para a Hyundai Monterey SportsCar Championship, 4ª etapa do campeonato que acontece neste domingo com a participação de quatro categorias – só a LMP3 não está presente – e um grid de 32 carros.

Ricky Taylor conseguiu uma volta avassaladora em 1’13″924, quebrando o antigo recorde da categoria DPi para o traçado da Califórnia que tem pouco mais de 3,6 km de extensão e a lendária curva ‘Saca-Rolha’. O piloto da WTR bateu o Acura gêmeo da Meyer-Shank Racing guiado por Oliver Jarvis na sessão classificatória por apenas oitenta e nove milésimos de segundo.

Alex Lynn, colíder do campeonato junto a Earl Bamber, extraiu tudo o que pôde do Cadillac #02 da Cadillac Racing/CGR para ficar a menos de 15 centésimos da pole position. Sébastien Bourdais fecha a segunda fila, com Tristan Vautier em quinto e Tristan Nunez, que qualificou o #31 da Whelen Engineering/AX Racing, fechando a raia da classe principal com um tempo 1″652 mais alto que a pole.

Steven Thomas foi o mais rápido dos pilotos bronze que compulsoriamente qualificam entre os LMP2: o piloto do #11 da PR1/Mathiasen marcou 1’17″521, um décimo abaixo do outro carro do time de Bobby e Lisa Oergel mais Ray Mathiasen, guiado por Patrick Kelly, este de volta à categoria. Henrik Hedman, da DragonSpeed, foi o terceiro mais rápido da divisão.

Na GTD Pro, pole para o Porsche da Pfaff Motorsports triunfante em Daytona: Mathieu Jaminet estabeleceu 1’23″142 (novo recorde da categoria) num último esforço, superando o Mercedes-AMG da Weathertech Racing guiado por Dani Juncadella pela escassa margem de vinte e dois milésimos de segundo. A The Heart of Racing, vencedora da última etapa em Long Beach, classificou-se bem e ficou em terceiro no grupo, via Alex Riberas.

Russell Ward levou a Mercedes-AMG da Winward Racing à pole na GTD, a mais numerosa classe do plantel com 14 carros: o piloto virou em 1’23″567 – quarto melhor tempo entre os modelos Grã-Turismo. Nota positiva para o excelente desempenho da equipe NTE/SSR – 2ª colocada na subclasse numa ótima volta de Jaden Conwright superando a BMW tripulada por Robby Foley. Na sequência, fecharam Roman De Angelis no outro Aston Martin da The Heart of Racing e Robert Megennis, numa boa volta a bordo do #39 da CarBahn with Peregrine Racing – os últimos três citados virando próximos e na casa de 1’23″8.

A corrida de Laguna Seca da IMSA será transmitida sem geoblock para o Brasil no site oficial da categoria, a partir de 16h10 de Brasília, com duração de 2h40min. Se não fosse o compromisso profissional com a Fórmula Indy, faria o registro em português para o canal do YouTube – mas vou deixar isso para o WEC, no próximo sábado.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames