IMSA: “quina” dos Acura em Mid-Ohio

I

SÃO PAULO – Deixou de ser novidade: mais uma vitória dos protótipos Acura ARX-05C DPi no circuito de Mid-Ohio em provas da IMSA pelo Weathertech SportsCar Championship – já são cinco consecutivas, três com o Team Penske e duas com a Wayne Taylor. O carro montado na plataforma do LMP2 da Oreca realmente funciona bem demais no seletivo traçado de Lexington.

Numa corrida onde – fato raro na categoria – ninguém abandonou e só houve um período de neutralização com a entrada do Pace Car, Filipe Albuquerque e Ricky Taylor conquistaram a segunda vitória consecutiva para o #10 da WTR, resultado que desempatou a briga pela liderança entre eles e os pilotos da Meyer-Shank Racing, Oliver Jarvis e Tom Blomqvist. Agora, a dupla vencedora da etapa deste domingo lidera com 1707 pontos contra 1675 dos rivais.

Mas não foi tão fácil quanto se imaginava: nos treinos, o #01 da Cadillac Racing/CGR se destacou e Sébastien Bourdais não só largou da pole como liderou no seu turno de corrida. Taylor teve de jogar duro na única relargada e na disputa, seu carro tocou justamente com o #01 já guiado por Renger Van der Zande, que na rodada perdeu cerca de 20 segundos e qualquer chance de pódio.

Pipo Derani e Tristan Nunez salvaram a pele da Cadillac na prova de Mid-Ohio e o brasileiro fez uma excepcional corrida a bordo do #31 com um stint triplo e atacando todo o tempo. Chegaram à frente dos carros da Ganassi e da JDC-Miller, no terceiro pódio da dupla em cinco corridas. No entanto, estão em 5º na tabela, com 1575 pontos somados.

Juan Pablo Montoya foi direto de Indianápolis – e de uma batida na corrida da Fórmula Indy no misto daquele traçado – para a vitória na LMP2 com Henrik Hedman no #81 da DragonSpeed, apesar de um incidente com o carro rival da PR1/Mathiasen guiado então por Jonathan Bomarito, que custou uma penalização drive through ao colombiano. Montoya não se vexou e voltou a superar o adversário, vencendo com 13″652 segundos de diferença para o #11 que também contou com Steven Thomas a bordo.

No melhor resultado do ano, Dennis Andersen e Anders Fjördbach levaram o #20 da High Class Racing ao pódio da divisão. A vitória deu também a Hedman e Montoya a liderança na classificação com 972 pontos, nove à frente de Dwight Merriman e Ryan Dalziel.

Entre os protótipos LMP3, vito´ria da CORE Autosport com Jonathan Bennett e Colin Braun finalizando a disputa com uma volta inteira de frente para a dupla da Jr III formada por Ari Balogh e Garett Grist, novos líderes do campeonato. O pódio ainda teve Gabby Chaves e Jarrett Andretti, desbancando o campeão do ano passado Gar Robinson e o brasileiro Felipe Fraga, que estão em 6º na tabela com 583 pontos.

A GTD teve vitória na pista do McLaren da Inception Racing guiado por Brendan Iribe e Jordan Pepper, que para economizar combustível e não precisar fazer um splash & dash extra ficou por 1h25min da prova – com duração de 2h40min – no último stint. Mas o carro #70 foi desclassificado do resultado final por se encontrar abaixo do peso mínimo de acordo com o BoP, ficando em último entre os 11 carros da divisão.

Assim, o triunfo foi reivindicado pela Turner Motorsport e o #96 de Bill Auberlen/Robby Foley, naquele que é o 65º triunfo de “Bill Power” defendendo a marca da Bavária. Os modelos M4 GT3 fizeram 1-2 já que a Paul Miller foi 2ª colocada graças a Bryan Sellers/Madison Snow. A Vasser Sullivan ficou com o terceiro degrau do pódio, resultado alcançado por Frankie Montecalvo e Aaron Telitz.

Mesmo com o 6º lugar na classe, Stevan McAleer voltou à liderança do campeonato com 1237 pontos, doze a mais que Jan Heylen/Ryan Hardwick, que desta vez ficaram em nono na categoria. Após três etapas válidas pela IMSA Weathertech Sprint Cup, Bryan Sellers e Madison Snow lideram esta classificação paralela com 1045 pontos, contra 1011 de Foley/Auberlen e 889 de Heylen/Hardwick.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames