Ferrari e Iron Lynx triunfam nos 1000 km de Paul Ricard

F

RIO DE JANEIRO – Vencedora das 24h de Spa ano passado, dando à Ferrari a primeira vitória naquele clássico do Endurance em mais de 15 anos, a Iron Lynx deu ao construtor de Maranello mais um triunfo histórico: em 1-2, o time italiano faturou sábado a disputa dos 1000 km de Paul Ricard, válidos como 2ª etapa do GT World Challenge Europe Endurance.

O trio formado por Antonio Fuoco/Davide Rigon/Daniel Serra administrou a disputa e o triunfo que deixa os pilotos do #71 na liderança do campeonato com 38 pontos somados, depois dos problemas enfrentados pelos principais rivais.

Principalmente o Audi #32 vencedor na abertura do campeonato em Imola: o carro do Team WRT conduzido por Charles Weerts/Dries Vanthoor/Kelvin Van der Linde apresentou primeiro um dechapamento decorrente de um furo de pneu. Depois, o belga, no afã de recuperar posições, pois tentava furiosamente se aproximar dos líderes, bateu com a Mercedes-AMG da Madpanda Motorsport, com o argentino Franco Girolami a bordo. Bastou: a equipe belga ficou fora da prova.

Não obstante, três dos Lamborghini Huracán que lutaram na linha de frente tiveram também problemas com furos de pneus, principalmente o #63 de Jack Aitken/Albert Costa Balboa/Mirko Bortolotti, que ainda seria chamado a box para reparar a luz traseira que não funcionava. Como resultado, o trio da Emil Frey Racing conseguiu apenas o 6º lugar, certamente um resultado que não imaginavam.

Também o trio do Mercedes-AMG da Akkodis-ASP Racing formado por Jules Gounon/Raffaele Marciello/Dani Juncadella foi apeado da luta pela vitória ao sofrer uma penalização de tempo na ordem de 15 segundos, por irregularidade numa das janelas obrigatórias de pit stop. Assim, o carro #88 perderia o segundo posto para a outra Ferrari da equipe comandada por Andrea Piccini e guiada por Miguel Molina/Nicklas Nielsen/James Calado.

Outros destaques além da vitória da Ferrari foram o ótimo 4º lugar da ROWE Racing com o trio júnior da BMW formado por Max Hesse/Neil Verhagen/Daniel Harper, logo à frente do Audi do trio Valentino Rossi/Fred Vervisch/Nico Müller, no melhor resultado do “Doutor” desde que passou das motos aos carros.

A equipe fez uma estratégia perfeita para esse carro: Rossi abriu o primeiro stint e em bom ritmo, chegou a andar em 8º, não muito longe do pelotão da ponta. Com o tempo mínimo de pilotagem cumprido pelo antigo astro da MotoGP, Nico Müller pegou o volante e veio de décimo-quarto para um turno de recuperação sensacional. Depois, Vervisch só manteve o #46 em boa posição. O trio foi um dos únicos sete que completou 176 voltas na disputa.

A bordo da segunda BMW M4 da ROWE, Augusto Farfus e os parceiros Nick Yelloly e Nicky Catsburg passaram mais uma vez raspando na zona de pontuação. Terminaram em 11º lugar, uma volta atrasados.

Nas demais subclasses, a Silver Cup teve vitória da Al Manar Racing by HRT, com o ótimo sétimo lugar absoluto do Mercedes-AMG guiado por Al Faisal Al Zubair/Fabian Schiller/Acxil Jefferies. Com Thomas Drouet na vaga de Konstantin Tereschenko, Casper Stevenson e Tommaso Mosca completaram a tripulação que levou outro carro da marca da estrela de três pontas ao top 10 final, com o oitavo posto e o segundo na Silver Cup. O pódio da classe foi completado por Finlay Hutchison/Diego Menchaca/Lewis Proctor, num dos Audi da WRT.

Na divisão Gold Cup, o McLaren 720S GT3 da Inception Racing w/Optimum Motorsport foi um surpreendente nono colocado absoluto, vencendo a divisão com Brendan Iribe/Ollie Millroy/Frederik Schandorff, com as meninas da Ferrari Iron Dames, conduzida por Rahel Frey/Sarah Bovy/Michelle Gätting em segundo e o Audi dos irmãos Arnold e Maxime Robin, mais Ryuchiro Tomita, fechando o pódio.

Com quatro inscritos, mediante o forfait da CMR por quebra de motor do Bentley Continental inscrito nesta etapa, a Pro-Am foi decidida na última volta: ganhou a SPS Automotive Performance, com Martin Konrad/Dominik Baumann/Valentin Pierburg superando o McLaren de Henrique Chaves/Alexander West/Miguel Ramos. A AF Corse pescou o último degrau do pódio com Andrea Bertolini/Louis Machiels/Stefano Costantini.

Próximo desafio da série: as 24h de Spa-Francorchamps, dias 30 e 31 de julho.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames