Novo Cadillac LMDh é apresentado para 2023

N

RIO DE JANEIRO – Agora é realidade: a Cadillac apresentou com este vídeo curtinho no YouTube, além de fotos divulgadas na imprensa, as linhas do que será seu novo protótipo dentro do regulamento LMDh que será usado na classe GTP da IMSA em 2023 e na Hypercar, em toda a temporada do FIA WEC e também nas 24h de Le Mans contra Porsche, Toyota, Peugeot, Ferrari e outros possíveis construtores – com Glickenhaus e Vanwall/ByKolles podendo se imiscuir entre os grandes nomes aí elencados.

A Alpine, que está na Hypercar com um vetusto LMP1, prepara o terreno para 2024 e terá também a companhia da Lamborghini – já é sabido que das marcas LMDh, a Acura negou veementemente ter interesse em disputar apenas e tão somente as 24h de Le Mans.

Quanto à Cadillac, duas equipes estão praticamente certas para representar a marca na IMSA e uma velha conhecida volta ao WEC: a Ganassi já tem status de Cadillac Racing na série estaduidense ainda no atual regulamento DPi e deve seguir com ele em 2023. Mas a Action Express seguirá defendendo a marca pelo menos nos EUA. Assim, Ganassi e Penske, velhas rivais da Fórmula Indy há muitos anos, se defrontarão nas fileiras do Endurance.

O projeto aerodinâmico foi concebido na base de um chassi Dallara LMP2, assim como já o fez a BMW. A mecânica, que é de cada construtor – somente o sistema híbrido é padronizado – será 5,5 litros DOHC V8, totalmente nova e já desenvolvida em banco de provas na unidade da Cadillac no estado de Michigan, na cidade de Pontiac.

A executiva de projetos de motorsport do grupo General Motors, Laura Wontrop Klauser, garante pelo menos três carros prontos para a próxima temporada: dois na IMSA e um no WEC, via CGR.

Em princípio, é o que há, mas não estaria descartada a possibilidade de carros extras nas 24h de Daytona e em Le Mans na corrida do Centenário da clássica prova francesa. A Cadillac Racing só esbarra num importante detalhe, pelo menos para janeiro: podem faltar peças a tempo de se inscrever carros novos na abertura da IMSA. Para La Sarthe, a marca dependeria da boa vontade do ACO em mandar um convite para um Cadillac LMDh extra.

Nas fotos e imagens inicais do novo Cadillac alguns detalhes saltam aos olhos, especialmente quanto ao trabalho de pesquisa aerodinâmica, o refino das linhas e o que os designers chamaram de ‘liberdade interpretativa’ das regras, num exercício muito semelhante ao Hypercar da Peugeot, que não apresenta aerofólio traseiro.

O LMDh da Cadillac possui a peça (falo do aerofólio, claro), mas vocês notam na imagem acima a ‘ausência’ de um item: o espelho retrovisor. Por ser apenas um modelo de demonstração, acho difícil que um carro de competição, por mais moderno que seja, não venha a abrir mão de um importante artefato de segurança.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

3 Comentários

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames