24h de Spa: lista definitiva contempla 66 carros

2

RIO DE JANEIRO – A SRO comunica oficialmente que o total de carros na lista definitiva para a edição 2022 das 24h de Spa-Francorchamps foi encorpado com a adição de mais um inscrito na subclasse Gold Cup, atingindo portanto 66 inscritos.

O Team GetSpeed, com as cores da Race Taxi, vai colocar mais uma Mercedes-AMG GT3 na disputa: será a número #44 com Patrick Assenheimer, Axel Blom, Michael Blanchemain e Jim Pla. O total de carros dessa divisão aumenta para 15 – ainda menor que o da Pro Cup com 23 inscritos e a Silver Cup, que conta com dezoito entradas.

Das equipes constantes da entry list das 24h de Spa, ainda há assentos por definir: a Dinamic Motorsport, que tem um carro na Gold Cup, não definiu o quarto integrante da tripulação que já conta com Mauro Calamia, Marius Nakken e Giorgio Roda no Porsche #56.

As dúvidas também estão presentes em dois times Pro-Am: no Porsche #24 da Herberth Motorsport, constam Alessio Picariello, Niki Leutwiler e Stefan Aust – faltando, portanto, um quarto tripulante. E no único Bentley do plantel, da Classic & Modern Racing (CMR), o piloto belga Nigel Bailly, que tem mobilidade reduzida, está garantido junto a Antonin Borga e ao compatriota Stéphane Lemeret. Matthieu de Robiano, que se acidentou em Imola na abertura do certame, não está ainda garantido.

Pelas regras da SRO, do GT World Challenge Europe Endurance e do Intercontinental GT Challenge, em eventos de duração superior a 6h as tripulações das classes Pro-Am e Bronze correm obrigatoriamente com quatro pilotos. Na Silver e na Gold, de três a quatro participantes são permitidos. Somente na classe Pro podem se revezar três nomes em caráter oficial.

Por falar em três nomes, o Brasil estará representado por três pilotos em três construtores diferentes: vencedor em Paul Ricard e líder do GTWC Europe Endurance, Daniel Serra defende a Ferrari e a Iron Lynx, atual campeã das 24h de Spa; Augusto Farfus vai com a BMW #98 da ROWE Racing com o modelo M4 GT3 que ele exaustivamente desenvolveu; e Felipe Nasr foi chamado pela Porsche para andar no #74 da australiana EMA Motorsport com seus colegas de triunfo em Daytona e futuros integrantes do programa Porsche-Penske LMDh – Matt Campbell e Mathieu Jaminet.

Outro destaque, como já dito anteriormente, é a presença de seis mulheres – uma tripulação inteira no #85 das Iron Dames com Doriane Pin junto ao trio do WEC e ELMS formado por Michelle Gätting, Rahel Frey e Sarah Bovy, além da canadense Samantha Tan com sua própria organização junto a Nick Wittmer, Maxime Ooster e Harry Gottsacker e da saudita Reema Juffali, que alinha num dos dois inscritos da Bronze Cup pela SPS Automotive Performance junto a George Kurtz, Valentin Pierburg e Ian Loggie.

Pilotos de 37 nacionalidades diferentes – mais que na disputa das 24h de Le Mans deste ano – vão compor o grid. E ainda há Alexander Malykhin inscrito como ‘neutro’ por conta das sanções à Rússia e Seb Priaulx, curiosamente, aparece com a bandeira das Ilhas Guernsey, que pertencem ao Reino Unido.

Além do Brasil com Serra, Farfus e Nasr, Argentina (Ezequiel Pérez-Companc), Venezuela (Manuel Maldonado), Colômbia (Óscar Tunjo) e Chile (Benjamin Hites) representam a América do Sul e o México engrossa a delegação latina com a participação de Luis Michael Dörbecker e de Diego Menchaca.

Nove marcas vão disputar a corrida, que se realiza pela 74ª vez: Mercedes-AMG, antes empatada com a Porsche no total de carros inscritos, com a participação de mais um carro da GetSpeed sobe para 14 e se isola no topo da relação. A casa do cavalinho empinado de Stuttgart tem 13 carros confirmados e outra marca alemã – a Audi – comparece com 12.

Lamborghini (do Volkswagen Auto Group, feito Audi e Porsche) tem nove carros. Ferrari e BMW, cinco cada. McLaren, quatro. Aston Martin, três e Bentley, cujo Continental nem é mais desenvolvido oficiosamente, um. Desta vez, não temos nenhum dos construtores japoneses – seja Toyota (via Lexus) ou Honda (via Acura).

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames