Tag1970

Há 50 anos: a estreia de Emerson fittipaldi na F1

H

RIO DE JANEIRO (Long, long time ago…) – Dia 18 de julho de 1970. Autódromo de Brands Hatch, Inglaterra. Aquele dia marcaria para sempre a história de uma personagem e também do automobilismo brasileiro dali para a frente. Sétima etapa do Mundial de Fórmula 1, o GP da Grã-Bretanha de 50 anos atrás assistiu à estreia de um jovem talentoso que em menos de um ano conquistara a Inglaterra...

Discos históricos: Live at The Fillmore (1973)

D

RIO DE JANEIRO – Este é um registro histórico que demorou alguns anos para ser resgatado e vir finalmente à tona. E que, décadas depois de seu lançamento, ganhou edição no formato de Compact Disc nos anos 1990. Trata-se dos shows do grupo Derek and The Dominos, que tinha como frontman o guitarrista Eric Clapton, então saído do Cream e que já tinha disco solo e tocara com Delaney, Bonnie...

Direto do túnel do tempo (465)

D

RIO DE JANEIRO – Morto há oito anos, no dia 15 de janeiro de 2012, Gianpiero Moretti foi um piloto italiano mundialmente conhecido não por seus feitos dentro das pistas (e olhe que alcançou alguns bastante significativos) – mas fora delas. A lendária marca de rodas e artigos de competição Momo (sigla para as iniciais de Moretti-Monza) foi criada por Gianpiero em 1966 e a primeira...

Pequenas maravilhas – especial 24 Horas de Le Mans: Matra-Simca MS670B (1973)

P

RIO DE JANEIRO – Nove construtores franceses têm a glória de uma conquista ao menos nas 24 Horas de Le Mans. Foram e continuam sendo inúmeras as tentativas, mas somente duas dessas marcas ganharam na geral três vezes. Uma é a Peugeot. A outra, a Matra-Simca. A inesquecível junção da Matra Sports com a Simca – que depois seria absorvida pela Chrysler e depois pelo grupo PSA (virando...

Direto do túnel do tempo (414)

D

RIO DE JANEIRO – Dia 6 de julho de 1970. Braço direito erguido, Gianclaudio “Clay” Regazzoni comemora o triunfo no GP da Itália. É a primeira vitória do ítalo-suíço na Fórmula 1. Na véspera, o piloto da Ferrari, então campeão europeu de Fórmula 2, completara 31 anos de idade – num dia de nenhuma comemoração. Foi o dia em que Jochen Rindt sofreu seu acidente fatal a bordo...

Direto do túnel do tempo (372)

D

RIO DE JANEIRO  (Varandão da saudade…) – Tremendo contraste entre a modernidade e o passado na disputa da X Mil Milhas Brasileiras, em fins de 1970, no Autódromo de Interlagos. A prova organizada pelo Centauro Motor Clube trouxe – a exemplo da edição anterior realizada em 1967 – duplas vindas de fora, mais precisamente da Itália: Luciano Pasotto/Luigi Cabella num Fiat...

Outubro, 1970

O

RIO DE JANEIRO – Quatro de outubro de 1970. Há quarenta e seis anos, o Brasil – que antes daquele ano só tivera Chico Landi, Fritz d’Orey e, vá lá, Hernando da Silva Ramos e Gino Bianco nos compêndios históricos, passava ao mapa-mundi da Fórmula 1. Era apenas a quarta corrida de Emerson Fittipaldi na categoria máxima e o piloto, então com 23 anos de idade, conquistou uma vitória...

Pequenas maravilhas: Lotus 72D Gold Leaf (1970)

P

RIO DE JANEIRO – O Luiz Iritani atendeu ao pedido que fiz no post da foto do Patinho Feio enviada pelo Rian Assis. E caprichou: ele mandou para o blog a foto do Lotus 72D com a pintura Gold Leaf, de um momento marcante para os fãs do automobilismo – em especial os brasileiros. Ele montou um kit Tamiya em escala 1:12 do carro com que Emerson Fittipaldi venceu sua primeira prova na...

Direto do túnel do tempo (321)

D

RIO DE JANEIRO – Muito antes de chegar à Fórmula 1 em 1993, Peter Sauber e sua equipe já tinham grande reputação dentro do automobilismo. E uma história enorme a ser contada. História que começou em 1970, com o carro que ilustra este post: este é o C1, o primeiro Sauber Esporte-Protótipo, construído com motor Cosworth de apenas 1000cc e quatro cilindros, lubrificado a cárter seco –...

CCR, 1970

C

RIO DE JANEIRO – Movido pelo chamado “espírito natalino”, estou bonzinho. Não trago para ser o clip da semana apenas uma música. Mas um show inteiro. Creedence Clearwater Revival, uma das minhas bandas favoritas, quebrando tudo no Royal Albert Hall em Londres, 1970. John e Tom Fogerty, mais Doug Clifford e Stu Cook aqui no auge, indubitavelmente, desfilando num dos palcos mais...

Direto do túnel do tempo (303)

D

RIO DE JANEIRO – Em seu ótimo blog, o Continental Circus (recomendo a leitura sempre), o amigo português Paulo Alexandre Teixeira fez uma ótima retrospectiva da história do Campeonato de Fórmula 1 da África do Sul – que inclusive ajudou muito a levar pilotos daquele país a disputar provas da categoria máxima nos anos 1960 e 1970. Ironicamente, o principal representante sul-africano em...

Blue Rondo a la Turk

B

RIO DE JANEIRO – É claro que a velha guarda conhece a música “Blue Rondo a la Turk” como um clássico absoluto do jazz, especialmente se executada com a competência que sempre foi peculiar ao quarteto de Dave Brubeck, com Paul Desmond em seus solos de sax. Mas, por meu turno, conheci a mesma “Blue Rondo a la Turk” numa versão alucinante e matadora do trio de prog rock...

Isso sim é grid ilustrado…

I

RIO DE JANEIRO – O amigo Ricardo Bifulco compartilhou essa comigo no Facebook: aí estão TODAS as miniaturas – eu disse TODAS – que fizeram parte do grid de largada da edição de 1970 das 24 Horas de Le Mans. Aquela, aquela mesma, do filme de Lee H. Katzin estrelado por Steve McQueen e que completará no próximo ano 45 anos de lançamento… Invejei! Afinal, não basta ter apenas...

Equipes históricas – Tyrrell, parte II

E

RIO DE JANEIRO – O fim da parceria entre Ken Tyrrell e a Matra International precipitou uma nova situação para a temporada de 1970: decidido a se manter na Fórmula 1 (mesmo competindo contra os franceses), o britânico agiu rápido. Contratou o desenhista Derek Gardner e encomendou um projeto novo para a categoria, trancando-o em segredo numa saleta para que um carro com a grife Tyrrell...

Direto do túnel do tempo (177)

D

RIO DE JANEIRO – O ano é 1970. Peter Revson (esquerda) e Michael Delaney… ops… Steve McQueen comemoram o histórico desempenho da dupla nas 12 Horas de Sebring, na época válidas pelo World Sportscar Championship, o Campeonato Mundial de Carros Esporte. A bordo de um Porsche 908/02 inscrito pela Solar Productions – a mesma que produziu e colocou em cartaz o filme “24...

Discos eternos – Tim Maia (1970)

D

RIO DE JANEIRO – Enquanto nos anos 60, a Jovem Guarda dava seus últimos suspiros e Roberto Carlos partia célere para assumir o posto de artista mais popular do país, um mulato gordinho, que passou parte da adolescência nos EUA tentava a sorte na música cantando em inglês. E principalmente, investindo num gênero que ainda não tinha espaço por aqui: a Soul Music. O mulato gordinho em questão...

Direto do túnel do tempo (172)

D

RIO DE JANEIRO – Interlagos botando gente pelo ladrão na corrida que marcou a reinauguração do traçado paulistano após uma reforma que colocou o Brasil nos trilhos da Fórmula 1. A foto é uma cortesia do mestre Ricardo Divila, que a postou no twitter e resolvi compartilhar com vocês. Em março de 1970, a revista Quatro Rodas (nos bons tempos da publicação) fez uma bela cobertura do Torneio...

Jan e o Esquife

J

RIO DE JANEIRO – A foto acima traz figura inconfundível do querido Jan Balder ao lado de um dos carros mais folclóricos do automobilismo brasileiro: a BMW que ganhou o apelido de Esquife Voador. Originalmente, era uma BMW Schnitzer 2002 TI da equipe CEBEM (sigla para Companhia Brasileira de Empreendimentos), na qual o chefe de equipe era Aguinaldo de Góes. Foi o “Arguina”, com...

Fúria Fenemê

F

RIO DE JANEIRO – Este foi sem dúvida um dos carros que marcou a história do automobilismo brasileiro. Projeto de Toni Bianco, o Fúria vermelho número #26 correu com motor FNM 2 litros do JK durante o ano de 1970, sempre com excelentes resultados. Quem desfilava sua competência a bordo do protótipo era Jayme Silva, que durante muito tempo foi piloto Simca, ao lado de Ciro Cayres, Fernando...

Discos eternos – Layla and other assorted love songs (1970)

D

RIO DE JANEIRO – Este é um disco que permanece eterno na história do rock and roll. E pelo visto, continuará sendo por todo o sempre. Não é para menos: foi uma obra concebida com grande dose de paixão – a mola-mestra do blues, desde os primórdios. A paixão (fulminante, aliás) em questão era de Eric Clapton, por ninguém menos que Patti Boyd, a esposa do parceiro em “Badge” e amigo desde os...

Direto do túnel do tempo (153)

D

RIO DE JANEIRO – Diria o filósofo o seguinte: “o couro come e ninguém vê”. Mas na Fórmula 3 inglesa, em 1970, todo mundo via o couro comer em brigas históricas e homéricas. A foto é uma polaroide da competitividade que existia naqueles tempos. Detalhe que José Carlos Pace está aí, na Lotus 59 número #47. Alguns de seus rivais eram Alan Harvey no #17, Jürg Dubler no #25, Dave...

Bons tempos…

B

RIO DE JANEIRO – O automobilismo brasileiro já foi muito mais valorizado pelos patrocinadores. E sobretudo, muito criativo. Esse protótipo da foto é o Casari A-2 (a.k.a. Repe 227), construído pelas mãos habilíssimas de Renato “Martelinho de Ouro” Peixoto, tendo como base um chassi de Fórmula Ford que ficou por aqui quando do Torneio BUA, vencido por Emerson Fittipaldi. Todo com...

FIGHT!

F

RIO DE JANEIRO – Momento “vale tudo” no blog: flagrante de uma briga ocorrida em 1970 entre dois pilotos italianos. De um lado, Claudio Francisci. E do outro, provando que quem sai aos seus, não degenera, Ernesto “Tino” Brambilla, irmão mais novo de Vittorio Brambilla, o famoso “Gorila de Monza”. Essa cena aconteceu em Imola, durante uma corrida do...

Direto do túnel do tempo (137)

D

RIO DE JANEIRO – Um flagrante de como era a inspeção técnica dos carros para as 24 Horas de Le Mans de… 1970! Duas Ferrari 512S no instantâneo postado hoje no blog. A #5, no alto da plataforma, era de Jacky Ickx e Peter Schetty e a #6, no chão e em primeiro plano, era de Nino Vaccarella e do compatriota Ignazio Giunti.
Há 43 anos, direto do túnel do tempo.

“I am Iron Man…”

&

Homenagem do blog pela passagem do Black Sabbath no Brasil, com Ozzy Osbourne, Tommy Iommi e Geezer Butler, membros da formação original. Somente Bill Ward ficou de fora. “Iron Man”, na versão que ficou mundialmente conhecida em vídeo, com o grupo tocando ao vivo num estúdio em 1970, é o clip da semana.

Vídeos históricos – a primeira de 101 vitórias brasileiras na F-1 (1970)

V

[youtube=] RIO DE JANEIRO – Quatro de outubro de 1970. O dia em que tudo começou a fazer sentido para o automobilismo brasileiro, pelo menos no que dizia respeito a uma categoria chamada Fórmula 1. Depois dessa vitória de Emerson Fittipaldi no GP dos EUA, em Watkins Glen, tudo mudou. Além do significado que esse triunfo teve na ocasião, pois foi através dele que a Lotus foi campeã de...

Direto do túnel do tempo (127)

D

RIO DE JANEIRO – O ano é 1970 e a foto traz uma lenda do automobilismo nacional: esse era um dos Opalas de Pedro Victor De Lamare, um dos primeiros pilotos a marchar para o profissionalismo no Brasil dentro do esporte a motor. Com seus carros de cor azul-escura, PV montou uma equipe com bons patrocinadores (Banco Emissor, Eletroradiobraz, Zona Sul, Ideal Tintas) e fez história com seus...

Wild Thing

W

RIO DE JANEIRO – Há 43 anos, no dia 18 de setembro de 1970, desaparecia um dos maiores fenômenos do rock and roll em qualquer tempo. Jimi Hendrix, soterrado por uma overdose de barbitúricos, tornou-se um dos integrantes do famoso “Clube dos 27” – onde, por uma coincidência do destino, diversos roqueiros pereceram jovens – entre eles Jim Morrison, Janis Joplin, Brian...

Direto do túnel do tempo (120)

D

RIO DE JANEIRO – Neste dia 5 de setembro, se vivo fosse, o ítalo-suíço Gianclaudio “Clay” Regazzoni teria completado 74 anos de idade. Em sua lembrança, o blog traz a foto da Ferrari 312B com que o piloto venceu pela primeira vez na Fórmula 1. Foi no GP da Itália, disputado exatamente um dia após o 31º aniversário de Rega.  Naquele dia, aliás, morria o austríaco Jochen Rindt...

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames