Tag1984

Direto do túnel do tempo (468)

D

RIO DE JANEIRO – Gosto demais de fazer esse tipo de postagem e, em tempos de Covid-19 e confinamento, prometo tornar mais frequente a tag do Túnel do Tempo. Que volta alguns meses depois da última – quase dois, para ser mais exato – com uma foto de um Ralt RT3 Alfa Romeo da temporada europeia de 1984. O piloto a bordo do #3 amarelo é Gerhard Berger, jovem austríaco de 25 anos à...

Há 35 anos, o primeiro pódio de Senna

H

RIO DE JANEIRO (Saudade do que a gente viveu…) – Seria uma heresia de minha parte mencionar esta ocasião que é especial apenas como mais um post da seção Túnel do Tempo o que se viu há 35 anos, no dia 3 de junho de 1984. Naquela data, num pouco comum GP de Mônaco disputado neste mês, Ayrton Senna apresentava seu cartão de visitas à Fórmula 1. Aquele garoto de 24 anos fez o possível e...

Direto do túnel do tempo (374)

D

RIO DE JANEIRO (Viva o Rei!)  – No último dia 30, um dos que podemos – e devemos – chamar de lenda viva do automobilismo completou 80 anos de vida. Falo, é claro, de Richard “The King” Petty, um dos maiores nomes da história da Nascar. Com a icônica pintura da STP e o não menos histórico numeral #43, “The King” se colocou no panteão dos gigantes do...

Direto do túnel do tempo (317)

D

RIO DE JANEIRO – Ontem, fomos surpreendidos com a notícia de que Alexander Rossi, que servirá à equipe Andretti/Bryan Herta Autosport na Fórmula Indy, será reserva na Fórmula 1 pela Manor. Um piloto dividido entre as duas categorias não é novidade. E o pioneiro foi um italiano: Teo Fabi. Aniversariante de ontem, completando 61 anos, Fabi estreou na F1 em 1982 pela então pequena Toleman. Sem...

Equipes históricas – Ligier, parte V

E

RIO DE JANEIRO – A FIA provocou uma verdadeira revolução na F1 para a temporada de 1983, encerrando com o regulamento que permitia o efeito-solo, dando total liberdade de desenvolvimento para novos projetos com chassis de fundo plano. A criatividade estava de volta e a Ligier, após o fim da parceria com a Talbot, trazia muitas novidades para a sétima temporada de sua trajetória na categoria...

Direto do túnel do tempo (271)

D

RIO DE JANEIRO – Dos arquivos do chamado MIAU (Museu da Imprensa Automotiva) e tirada do Facebook, aí está o Voyage campeão em 1984 nos bons tempos do Brasileiro de Marcas e Pilotos. O carro #70 em questão, patrocinado pela Vodka Kovak e pela concessionária Bittig, hoje extinta, foi guiado pelo carioca Jayme Figueiredo e pelo paulista Xandy Negrão – a bordo no instantâneo registrado...

Pequenas maravilhas, especial Le Mans: Porsche 956 B (1984)

P

RIO DE JANEIRO – Mais um grande campeão das 24 Horas de Le Mans abrilhanta a série especial de miniaturas alusivas à clássica corrida aqui no blog. O Armando Vieira, plastimodelista de Goiânia, manda sua obra-prima: o Porsche 956 B vencedor da prova em 1984 com Klaus Ludwig e a lenda Henri Pescarolo. Naquela oportunidade, a Joest Racing, outra lenda da Endurance, alinhou dois carros: o...

Direto do túnel do tempo (257)

D

RIO DE JANEIRO – O colombiano Roberto Guerrero entrou para a história das 500 Milhas de Indianápolis, pelos mais diversos motivos. O maior deles, com certeza, foi rodar na volta de apresentação da corrida disputada em 1992, quando era o pole position com a média recorde de 232.482 mph (374,070 km/h). Mas o sul-americano, que teve curta passagem pela Fórmula 1 nas escuderias Ensign e...

Vídeos históricos – Festival Internacional de F-Ford (1984)

V

RIO DE JANEIRO – A Fórmula Ford foi durante décadas uma das maiores escolas do automobilismo mundial e porta de entrada para diversos pilotos talentosos ou pretensamente candidatos a um lugar ao sol. No berço do esporte na Europa, a Inglaterra, a categoria teve dezenas de campeonatos repletos de inscritos. E o ponto alto era o Festival Internacional no tradicional circuito de Brands Hatch...

Equipes históricas – Tyrrell, parte XVI

E

RIO DE JANEIRO – Teimosia e resistência: estes eram os lemas de Ken Tyrrell quando começou a temporada de 1984 do Mundial de Fórmula 1. As equipes se rendiam à evidência de que, sem motores turbo, não era possível um mínimo de competitividade. Mesmo quem não tinha tanto dinheiro, como as nanicas RAM, Osella, Spirit e ATS tinham os seus propulsores com a configuração moderna...

Direto do túnel do tempo (232)

D

RIO DE JANEIRO – Já dizia o ditado: como jogadores de futebol, ótimos pilotos. Essa turma se reuniu em 1984 para uma “peladinha” relaxante às vésperas de uma corrida da Fórmula 1. Foi no Canadá, num bate-bola contra – olha só – a turma da imprensa. Então vamos lá. Em pé, temos Stefan Bellof, Riccardo Patrese, Nigel Mansell, Andrea De Cesaris, Johnny Cecotto, Michele...

O irmão do Rocky

O

RIO DE JANEIRO – Provavelmente muitos de vocês não saibam disto, mas Sylvester Stallone, o eterno Rocky Balboa, tem um irmão que é ator… e cantor! Frank Stallone é quatro anos mais jovem que o mano famoso e além de fazer pontas e papéis secundários em filmes como “Rocky III” e “Os Embalos de Sábado Continuam”, ambos dirigidos por Sylvester, gravou o primeiro de...

Trinta anos de estreia

T

RIO DE JANEIRO – Vinte e cinco de março de 1984. Naquele domingo calorento de início de outono, uma história começava. Poucos dias após completar 24 anos, Ayrton Senna da Silva estreava na Fórmula 1 pela equipe britânica Toleman, com o modelo TG183B de motor Hart Turbo. Campeão de todas as categorias de monoposto que disputara entre 1981 e 1983, feito um rolo compressor, ele chegava na...

“… I think I love you”

&

RIO DE JANEIRO – Yvette Marie Stevens é dona de um dos gogós mais privilegiados da música estadunidense, há quase 40 anos. Mas existe um porém: ela não é conhecida por seu nome de batismo. Se eu falar que Yvette Marie Stevens é Chaka Khan, talvez melhore, não é mesmo? A cantora, nascida em 23 de março de 1953 em Chicago, no estado de Illinois, é afilhada musical de ninguém menos que Stevie...

Direto do túnel do tempo (131)

D

RIO DE JANEIRO – Num carro idêntico a este, um chassi Ralt RT3 com motor Toyota Novamotor, Ayrton Senna ganhou o título de campeão inglês de Fórmula 3 em 1983. Quem está a bordo do bólido vermelho #20 é o sucessor do brasileiro. O piloto em questão é John Colum Crichton-Stuart, o 7º Marquês de Bute, mais conhecido como Johnny Dumfries. Então com 26 anos de idade, o escocês nascido em...

Vídeos históricos – Conexão Internacional com Niki Lauda (1984)

V

RIO DE JANEIRO – Do alentado acervo de vídeos do Alessandro Neri, disponíveis no YouTube, aí está uma verdadeira pérola da televisão brasileira: o programa Conexão Internacional, da saudosa Rede Manchete, exibido em 1984. A atração, com apresentação de Roberto D’Ávila e direção de Walter Salles Jr., trouxe naquela ocasião uma entrevista com ninguém menos que Andreas Nikolaus Lauda, o...

Amarrado

A

RIO DE JANEIRO – Clique inusitado de Manfred Winkelhock a bordo de sua ATS nos anos 80. Notem o alemão amarrado aos cintos de segurança e o espartano volante do bólido germânico, que correu com motor BMW por dois anos, em 1983/84.
 

Direto do túnel do tempo (102)

D

RIO DE JANEIRO – Como diz a canção, ‘tá lá um corpo estendido no chão’. Ao lado da Lotus 94T com motor Renault, está Nigel Mansell, desmaiado pelo esforço dispendido para empurrar seu carro no GP dos EUA em Dallas, no Texas, para poder cruzar a linha de chegada em 8 de julho de 1984. Mesmo abandonando, Mansell ainda chegou na 6ª posição. Dica preciosíssima do leitor e amigo do...

Direto do túnel do tempo (96)

D

RIO DE JANEIRO – Os fabulosos tempos do Grupo B no Mundial de Rally. A foto é de 1984, no Rally de Portugal, com o inesquecível piloto finlandês Henri Toivonen a bordo do lendário modelo Lancia 037, avançando rumo à multidão ensandecida. Clique maravilhoso pertencente ao portfólio McKlein.
Há 29 anos, direto do túnel do tempo.

Direto do túnel do tempo (86)

D

RIO DE JANEIRO – Lindo registro do alemão Stefan Bellof com sua Tyrrell 012 contornando a La Rascasse no Grande Prêmio de Mônaco de 1984 onde ele e Ayrton Senna deram uma aula de pilotagem naquela corrida disputada no dia 3 de junho. O piloto terminou em 3º lugar, atrás de Alain Prost e Ayrton Senna – saindo da 20ª (e última) posição do grid. Ele e Martin Brundle, seu companheiro de...

Saudosas pequenas – Spirit, parte II (final)

S

RIO DE JANEIRO – Órfã da Honda quando esta se mudou de mala e cuia para a Williams, a Spirit não ficou a ver tantos navios assim. Os japoneses deram algum dinheiro para que a equipe pudesse prosseguir na Fórmula 1. E olha que na pré-temporada de 1984, John Wickham quase deu um golpe de mestre: nos testes de pneus que se realizavam em Jacarepaguá (que saudade daqueles tempos…), seu...

Saudosas pequenas – RAM, parte IV (final)

S

RIO DE JANEIRO – A RAM deixou para trás as dificuldades enfrentadas na temporada de 1983 e se preparou para encarar o Mundial de Fórmula 1 em 1984 com fôlego novo. John MacDonald conseguiu patrocínio para alinhar dois carros e, pela primeira vez, seus bólidos teriam motor turbo: o Hart 415T idêntico ao de Toleman e Spirit. Os dois RAM 02 pintados de verde e branco com o apoio da Skoal...

Saudosas pequenas – Toleman, parte III (final)

S

RIO DE JANEIRO – Após uma boa temporada em 1984 com Ayrton Senna conquistando três pódios para a escuderia britânica, a Toleman se viu entre a cruz e a caldeirinha para o Mundial de Fórmula 1 em 1985. A Michelin, com quem a equipe tinha contrato, caiu fora da categoria e a Goodyear avisou que daria preferência às suas clientes, além de Renault e McLaren. Restava a Pirelli – mas os...

Saudosas pequenas – Toleman, parte II

S

RIO DE JANEIRO – Após um primeiro ano bastante difícil e outro de afirmação, a Toleman encarou a temporada de 1983 para buscar resultados e pontuar na Fórmula 1. A mudança de regulamento, com o fim dos carros-asa, de certo modo ajudou o time britânico, pois Rory Byrne usou e abusou de criatividade para conceber o TG183B, o novo carro do time. Primeiro, adotou um duplo aerofólio traseiro, o...

Saudosas pequenas – Arrows, parte IV

S

RIO DE JANEIRO – O ano de 1983 começou, a Arrows mal tinha condições de andar com as próprias pernas – pois não havia dinheiro – e, pior, a mudança de regulamento obrigou a equipe a refazer o modelo A5 e criar, no menor tempo possível, um novo bólido. Dave Wass teve a tarefa de desenhar o A6, criado para funcionar com o fundo plano e dentro do peso mínimo de 540 kg, imposto para...

Saudosas pequenas – ATS, parte IV (final)

S

RIO DE JANEIRO – Numa época de ruptura de conceitos, quando a FIA determinou o fim do efeito-solo na Fórmula 1, projetistas e engenheiros podiam fazer o que bem entendessem com seus carros de fundo plano para a temporada de 1983. E mesmo sem muitos recursos, Gustav Brunner trouxe para Günther Schmidt uma ideia que conquistou até o mago Adrian Newey, tido como o melhor do seu ramo, hoje, na...

Saudosas pequenas – Osella, parte III

S

RIO DE JANEIRO – O revés causado pela morte de Riccardo Paletti não desanimou Enzo Osella, que na temporada de 1983 continuou com dois carros na Fórmula 1. Sem o patrocínio da Denim, o jeito foi arrumar um troco com empresas italianas. Vieram o fabricante de cosméticos Kelémata e o dentifrício PL3, que estampariam suas marcas nos carros da equipe de Volpiano. Com a saída de Jean-Pierre...

Direto do túnel do tempo (12)

D

Mil Quilômetros de Nürburgring, em 1984, dia 15 de julho. Meses após a reinauguração do circuito e de vencer de forma incrível uma corrida promocional com modelos Mercedes, Ayrton Senna disputa sua primeira e única corrida de Endurance. Foi com este Porsche 956 chassi #104 da Joest Racing, equipe que vencera as 24 Horas de Le Mans daquele mesmo ano. Os companheiros do futuro tricampeão de Fórmula...

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames