TagToleman

Há 35 anos, o primeiro pódio de Senna

H

RIO DE JANEIRO (Saudade do que a gente viveu…) – Seria uma heresia de minha parte mencionar esta ocasião que é especial apenas como mais um post da seção Túnel do Tempo o que se viu há 35 anos, no dia 3 de junho de 1984. Naquela data, num pouco comum GP de Mônaco disputado neste mês, Ayrton Senna apresentava seu cartão de visitas à Fórmula 1. Aquele garoto de 24 anos fez o possível e...

Direto do túnel do tempo (437)

D

RIO DE JANEIRO – Data redonda e especial: em 1984, no dia 25 de março daquele ano, Ayrton Senna da Silva estreava na Fórmula 1. O garoto nascido e criado no bairro paulistano de Santana chegava ao topo do esporte a motor via Toleman, após uma sequência avassaladora de títulos no automobilismo inglês. Após dois vice-campeonatos mundiais de Kart em 1979/80, Senna concluiu que o melhor era...

Direto do túnel do tempo (377)

D

RIO DE JANEIRO – O ano é 1980. Naquela época, um pequeno construtor britânico “chegou chegando” à Fórmula 2 europeia e causou tanta sensação que em menos de um ano naquela categoria, pularia logo para a Fórmula 1. Esse construtor era a Toleman, que tinha origem nos anos 1920 como uma firma de transportes e entregas sediada em Brentwood e que, muito tempo depois, tornou-se equipe...

Direto do túnel do tempo (280)

D

RIO DE JANEIRO – BUMMMMMMM! Fumaça na pista, motor quebrado. Bons tempos em que os motores turbo tinham pavio curto. Na foto que ilustra este post, Pier Carlo Ghinzani, a bordo da Toleman Hart TG185 decorada com o patrocínio da Benetton (a confecção italiana estava a ponto de adquirir a equipe integralmente), vê seu carro deixar o GP da África do Sul de 1985 em meio a uma densa nuvem no fim...

A busca desenfreada da santificação

A

RIO DE JANEIRO – Eu prometi a mim mesmo que não falaria absolutamente nada no blog sobre Ayrton Senna e os 20 anos de sua morte. Mas é impossível ficar calado diante de algo que se comentou neste dia 1º de maio. Na busca desenfreada da santificação do piloto brasileiro como o maior piloto da história, capaz de operar milagres e coisas que até Deus duvidava, chamou-se a Toleman, num canal de...

Trinta anos de estreia

T

RIO DE JANEIRO – Vinte e cinco de março de 1984. Naquele domingo calorento de início de outono, uma história começava. Poucos dias após completar 24 anos, Ayrton Senna da Silva estreava na Fórmula 1 pela equipe britânica Toleman, com o modelo TG183B de motor Hart Turbo. Campeão de todas as categorias de monoposto que disputara entre 1981 e 1983, feito um rolo compressor, ele chegava na...

Brian Hart (1936-2014)

B

RIO DE JANEIRO – O esporte a motor conheceu hoje a sua primeira perda em 2014. Morreu aos 77 anos o britânico Brian Hart, um dos mais criativos construtores de motor na chamada “Era Turbo” da Fórmula 1. Antes de enveredar para a engenharia mecânica, onde obteve sucesso, Hart foi piloto. Começou sua carreira em 1958, aos 22 anos, em categorias menores, como Fórmula Júnior...

30 anos do bi, parte V – GP de Mônaco de 1983

3

RIO DE JANEIRO – A temporada de 1983 chegou ao fim do seu primeiro terço com o tradicional Grande Prêmio de Mônaco, marcado para 15 de maio. Naquela altura, após quatro corridas, Nelson Piquet e Alain Prost, com uma vitória e um segundo lugar cada um, lideravam o certame somando 15 pontos contra 14 de Patrick Tambay e dez do austríaco Niki Lauda. Com seus 3,328 km de extensão, o circuito...

Outsiders: Bruno Giacomelli, o ‘gordinho’ veloz

O

RIO DE JANEIRO – Nesta terça-feira, um dos nomes que povoou a minha infância quando comecei a acompanhar a Fórmula 1, completa 61 anos de idade. Refiro-me ao piloto italiano Bruno Giacomelli, que esteve na categoria máxima de 1977 a 1983 e depois, em 1990. Nascido em 10 de setembro de 1952 na cidade de Brescia, Bruno começou a aparecer no automobilismo em 1976. Naquele ano, ele foi um dos...

Saudosas pequenas – Toleman, parte III (final)

S

RIO DE JANEIRO – Após uma boa temporada em 1984 com Ayrton Senna conquistando três pódios para a escuderia britânica, a Toleman se viu entre a cruz e a caldeirinha para o Mundial de Fórmula 1 em 1985. A Michelin, com quem a equipe tinha contrato, caiu fora da categoria e a Goodyear avisou que daria preferência às suas clientes, além de Renault e McLaren. Restava a Pirelli – mas os...

Saudosas pequenas – Toleman, parte II

S

RIO DE JANEIRO – Após um primeiro ano bastante difícil e outro de afirmação, a Toleman encarou a temporada de 1983 para buscar resultados e pontuar na Fórmula 1. A mudança de regulamento, com o fim dos carros-asa, de certo modo ajudou o time britânico, pois Rory Byrne usou e abusou de criatividade para conceber o TG183B, o novo carro do time. Primeiro, adotou um duplo aerofólio traseiro, o...

Saudosas pequenas – Toleman, parte I

S

RIO DE JANEIRO – Muita gente acha graça quando dizemos que a Lotus da Fórmula 1 dos dias de hoje nada tem a ver com a de Colin Chapman e que existiu entre 1958 e 1994. E não tem mesmo, a começar por sua gênese.  A Lotus já foi a Renault, que já tinha sido a Benetton, que por sua vez foi, entre 1981 e 1985, uma equipe britânica chamada Toleman. A história da Toleman começa nos anos 20, não...

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames