MENU

30 de abril de 2013 - 15:23Automobilismo Nacional, Indústria Automobilística

Wolfgang Sauer (1931-2013)

RIO DE JANEIRO - Abro o blog do Flavio Gomes, que sempre leio – afinal de contas, tenho enorme respeito pelo FG e o considero um companheiro de profissão, nunca um concorrente – e deparo com um post escrito por ele há poucos minutos, contando do falecimento do antigo presidente da Volkswagen do Brasil, o alemão Wolfgang Sauer.

wolfgang-sauer-volkswagen-blog-aiesec

O executivo, nascido em 1931 na cidade de Stuttgart, naturalizou-se brasileiro e foi presidente da sucursal da montadora de Wolfsburg entre 1973 e 1989. Foi em seu período no comando da Volkswagen que foi lançada a Brasília e o Passat, sucessos absolutos de público e ocorreu a renovação da linha de produção nos anos 80, com a vinda dos modelos Gol, Santana, Parati, Saveiro e Voyage.

JC Interlagos

Sauer também tem uma importância imensa dentro do nosso automobilismo. Foi com seu incentivo que nasceu a Fórmula Super Vê, depois Fórmula Volkswagen 1600, talvez a maior categoria de monopostos que este país já conheceu. Não obstante, a reboque da Super Vê, a Fórmula Vê (VW 1300 a partir de 1976) foi ressuscitada e criado o Torneio Nacional Passat, com apoio das revendas oficiais da montadora, quando acabou o Brasileiro de Divisão 1.

Homens como ele não existem mais, nem para as montadoras e muito menos para o esporte a motor no Brasil. A Wolfgang Sauer, nossa gratidão por tudo que fez e alcançou em seu cargo na Volkswagen do Brasil.

8 comentários

  1. Leonardo Gomes disse:

    Meu Pai, meu Tio e meu Primo mais velho trabalharam nessa época quando ele foi presidente, foi a melhor época da Wolkswagem para seus funcionários, um homem fundamental para a Industria Automobilística brasileira. Que descanse em paz.

  2. Renata disse:

    Caro Rodrigo, respeito muito seu trabalho. E não consigo entender como vc considera o FG um colega de trabalho. Desculpe, mas ele é no minimo um escroto.

  3. Renato de Mello Machado disse:

    Quem viveu,naquela época sabe o valor desse homem para o Brasil.infelizmente no país da impunidade,desmandos,roubos, propina,politica e politicos ladrões,teve que vir alguém de fora para mostrar como é que se faz

  4. Nino Achcar disse:

    O Sr. Wolfgang Sauer era sério, competente e presidente da maior montadora do país (à época). Atentamente êle enxergou o momento extremamente positivo e oportuno da repercussão do sucesso brasileiro na categoria tôpo do automobilismo mundial, a F1. Foi muito bem sucedido em sua jogada de mestre marketeiro na implantação da F.Super Vê e o retorno da F.Vê. Com a perda do suporte da VW ( graças aos protestos do sindicalista Lula na porta da VW ) a categoria declinou ao passar dos anos e foi ainda exposta junto às demais categorias à estupida e nefasta proibição de competições esporte-motorizadas imposta pelo governo em alegação a crise do petróleo. A F. Super Vê era uma verdadeira F.3, gerava muitos empregos em seu universo e periferias, Tinha “grids” com quase ou 40 monopostos, enchia arquibancadas, lapidou um tri-campeão mundial de F1 e por pouco um carro/chassis brasileiro ( 0 Polar ) não veio a ser massivamente exportado para os EUA justamente em função das dificuldades impostas à categoria. Em 1974 0 Brasil entrou em um sólido patamar no universo mundial do automobilismo graças a F.Super Vê, mas os descaminhos administrativos gerais obrigaram o automobilismo interno Brasileiro a descer do bonde para até então nunca mais….

  5. PEDRO REIS GALINDO disse:

    Mattar, o carro da foto era guiado pelo Troncon ou pelo Júlio Pinheiro (Chateau)?

Deixe uma resposta para Nino Achcar Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>