MENU

24 de junho de 2013 - 14:53Automobilismo Nacional

Da série ‘parabéns aos envolvidos’: mais um autódromo brasileiro com morte decretada

tn_620_600_AUTODROMO_albari_rosa_09-02-10

RIO DE JANEIRO - Aproveitem enquanto há tempo: o Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais, e o Kartódromo próximo ao circuito, vão ser desativados brevemente. A partir de 2015, a pista reinaugurada em 1989 com uma corrida de Stock Car, vai receber o chamado “beijo da viúva” e deixará de existir – tal como aconteceu com o Autódromo de Jacarepaguá.

Vence, mais uma vez, a especulação imobiliária, pois o terreno do autódromo será cedido para a construção de condomínios residenciais. Olhando no Google Maps, é realmente um terreno de extensão bem considerável, em torno de 657 mil metros quadrados. E, logicamente, a conta foi feita no seguinte prisma: se cabem muitos condomínios no terreno, para que ter um autódromo, não é mesmo?

É triste… Curitiba era uma das únicas duas pistas no padrão “FIA” no país e, desde que a MotoGP deixou de vir ao Brasil, sediava eventos internacionais como o WTCC e a AutoGP World Series, tal qual Interlagos, que tem a Fórmula 1 e o WEC e já recebeu também o ITC e o FIA GT.

A pista, inaugurada em 1967, permaneceu na ativa até 1973, quando foi desativada pela primeira vez. Com a iniciativa privada, o traçado foi reformado e reativado em 1989 com uma corrida de Stock Car (salvo engano, vencida por Chico Serra – o diligente Miltão Alves confirmou que eu estava certo), com intensa atividade desde então – com uma ligeira intervenção da CBA por falta de segurança na pista, o que acarretou o fechamento temporário do autódromo e o retorno das atividades em 1996.

O grupo Inepar foi o responsável pela manutenção da estrutura durante praticamente todo este período. Ocorre, também o seguinte: o Autódromo está estabelecido como pessoa jurídica sem fins lucrativos. “Arrendamos o local em 1994, com um contrato de dez anos, automaticamente renovado por mais dez”, conta Jauneval de Oms, o Peteco, presidente do AIC e da Inepar.

E desde o início do ano, choviam boatos sobre um possível fim do Autódromo, uma vez que o terreno estava penhorado havia 17 anos em decorrência de dívidas trabalhistas de uma empresa da qual o proprietário original, Flávio das Chagas Lima, já falecido, era sócio.

Boatos que, infelizmente, devem se concretizar.

#RIP Autódromo Internacional de Curitiba. #RIP Automobilismo Brasileiro.

92 comentários

  1. Pedro Reys disse:

    É sempre triste, como fã de automobilismo, ver um autódromo ser destruído.

    Mas há de se sermos realistas. Automobilismo no Brasil há muito não dá lucro. Autódromos são grandes, caros pra manter e, por aqui, dão prejuízo apenas.

    • ÉVERO .
      MANTER UMA ESTRUTURA DESSAS APENAS COM ARRANCADAS E CORRIDAS ESPORÁDICAS NÃO GERA LUCROS , SÓ DESPESAS.
      E A PISTA DA S.P.I.D. AINDA ESTÁ EMBARGADA PARA EVENTOS PÚBLICOS.

      • Diogo disse:

        Cara,
        eu ando de moto, e o grupo ao qual eu participo está organizando um Track Day no AIC, o valor da diária é R$10.000,00 (não tenho certeza, mas parece que é o 2º mais caro do país, atrás apenas de Interlagos) e não existe mais data disponível até o fim do ano, não estamos falando de fim de semana, mas de qualquer dia! O autódromo não tem receita apenas nas corridas e arrancadas ‘esporádicas’… ele aluga para track days, cursos de pilotagem, treinamentos… Se é mais rentável que construir condomínios eu não sei, mas que fatura bem, isso sem dúvida!

      • marcão disse:

        Então!! Reparem no que falou o Diogo logo abaixo…
        E ele está coberto de razão!!!
        Lucro dá, e muito lucro!!!
        Só resta saber se esse lucro todo está indo para os caminhos corretos!!!
        Pelo menos aqui em Interlagos o lucro fica com os promotores, e outros tantos que exploram até a aposentadoria da mãe….
        No automobilismo a máfia antiga ainda impera….Já roeram toda a carne, e estão agora no osso. E não querem largar…

    • Alessandro disse:

      Não dá lucro? R$ 10,000 reais por dia, tenta conseguir uma data pra alugar o AIC pra ver quando você consegue uma data, agora se você disser que não é bem administrado e que o dinheiro é desviado ou não é bem aplicado tendo a concordar com você, como diz o texto : ” Curitiba era uma das únicas duas pistas no padrão “FIA” no país e, desde que a MotoGP deixou de vir ao Brasil, sediava eventos internacionais como o WTCC e a AutoGP World Series, tal qual Interlagos, que tem a Fórmula 1 e o WEC e já recebeu também o ITC e o FIA GT.” quais outras estão no mesmo padrão? Outro comentou abaixo sobre corridas de arrancada e corridas esporádicas no AIC, só posso perceber que não conhecem o autódromo ou não frequentam o mesmo, pratico meu esporte favorito lá quase que semanalmente em um ambiente seguro e com infraestrutura,Lembro que o autódromo é um local seguro e adequado para a pratica de esportes a motor e que tirou muita gente da rua e corridas clandestinas , mas se o fechamento do AIC acontecer mesmo, convoco a todos novamente a praticarem seus esportes nas ruas e estradas desta cidade, ou vamos deixar de praticar nossos esportes por causa da especulação imobiliária?

    • São um bando filho da puta,se fosse um estadio de futebol te garanto jamais seria destruido, pelo contrario estaria reformado com poltronas almofadadas e muito mais, tudo de ultima tecnologia. Mais é autodromo trouxas somos nós que nos iludimos…

  2. Lamentável… já tive o prazer de sair aqui do Rio e andar de kart no Raceland (ao lado do AIC)…
    Será que a turma de Curitiba não consegue mudar isso? Algum tipo de mobilização que sensibilize, que chame a atenção de alguém? Pelo amor de Deus, meus amigos curitibanos, briguem até o final. Nós aqui no Rio sofremos com a falta da nossa pista, mas boa parte dos leitores desse blog, se nos serve de consolo, de alguma maneira, brigamos pelo nosso espaço, mesmo perdendo, nós tentamos. Existe algum papo de pista em outro lugar, aí em Pinhais?

    • Acho difícil reverter a situação Maurício, uma vez que o problema maior aqui, está sendo a dívida trabalhista que o dono tem, além do alto valor que teria com o loteamento do terreno que é bem grande. Logo ao lado do autódromo foram feitos alguns apartamentos e teve uma saída muito rápida, ou seja, a demanda pela área existiria tranquilamente. O que nos consola, é que aqui temos uma modalidade de automobilismo muito forte no sul, que é a Velocidade na Terra, mas claro, uma modalidade totalmente amadora.

      Se quiser e puder visitar o meu canal, lá mostro vários vídeos desta modalidade.
      http://www.youtube.com/user/deivicris

      #RIP Automobilismo em geral.

    • Alexandre disse:

      o aic é um patrimônio privado, então ñ podemos fazer nada…

    • Mauro Santana disse:

      Amigo Maurício!

      Neste nosso Brasil, infelizmente o automobilismo morreu, não tem mais volta.

      Essa é a realidade.

  3. Alvaro Ferreira disse:

    É um absurdo, enquanto isso os Pinteiros da vida ficam por aí falando dos feitos da CBA… O “legado” deles será o de terra arrasada. Triste, muito triste, prá quem gosta realmente do esporte.

  4. Lucas disse:

    Não esperava isso vindo da “turma” do sul, região com o maior número de autódromos do país.
    Infelizmente, o Brasil ainda carrega o estigma de “Pais do futebol”. É tudo para o futebol e nada para o “resto”… literalmente. Quero ver se algum dia vão desapropriar estádio prá fazer condomínio ou complexo poliesportivo. Lamentável…

  5. […] vale uma reflexão sobre Interlagos em meio à situação dos autódromos no Brasil. Hoje, o Rodrigo Mattar destacou em seu blog que o Autódromo Internacional de Curitiba deve fechar em 2015…. Ele era administrado de forma privada. Ao mesmo tempo, a pista paulistana tem uma reforma para […]

  6. JEAN disse:

    E o autódromo de Penha? poderá ser o salvador dos apaixonados?

  7. Daymon Marconcin disse:

    Espero que o projeto para um circuito de Rua aqui em Curitiba seja retomado, já que nosso querido AIC acabará!

  8. jdpaulista disse:

    Bom moro aqui perto, uns 20 min. Caro Pedro Reys. tudo se e caro de manter no brasil meu caro, Futebol e um, por que nao fecha o Maracanã, por que nao fecha o meu grande morumbi, enfim, Preferiria um Milhao de vezes que demolisse todos os estadios do brasil do que um Autodromo. Jacarapagua uma otima pista, infelismente Morta agora mais essa aqui em CTBA. Automobilismo e Automobilismo, agora minha unica Forma de Ja ir matando a Saudade que esta chegando e Continuar a correr atraves de Nossa liga de automobilismo, PQP ” stock car, wtcc meu DEUS acho que tenho que me mudar de pais….

  9. Moises Barcelos disse:

    Amigos, infelizmente isso não é tanta surpresa para quem vive naquele autodromo e que ama automobilismo.
    Aqui em Curitiba essa “fofoca” já vem de ano de que o AIC daria lugar a condominios residenciais ou mesmo industriais como já é comum em grandes terrenos ali da região de Pinhais, onde fica o AIC.
    Acontece também que automobilismo aqui só tem valor com a Stock Car e talvez a Truck, durante o ano passam várias categorias pelo AIC, Na Arrancada temos Curitiba como um templo da modalidade e que leva sempre em torno de 30 mil pessoas as arquibancadas, já em categorias de circuito eu cito como exemplo o Marcas e Pilotos, categoria tradicional em todos os estados a aqui do Paraná não tem divulgação alguma e não se encontra nem cachorro dormindo nas arquibancadas.
    Provas de longa duração, nunca puderam acontecer devido a um maldito decreto ambiental que proíbe competições no AIC após as 18hrs…detalhe é que pode ocorrem shows, cultos e raves no mesmo local após esse horario,,já automobilismo não.
    Enfim, se essa informação procede aí eu não sei,mas realmente o AIC vai na mesma linha do que aconteceu com o Rio.enquanto isso no futebol e nos estádios “elefante branco” os bolsos seguem enchendo….triste.

  10. Luciano Barcelos disse:

    Já disse e repito: No Brasil temos que fazer igual na Inglaterra —> autódromos em cidades pequenas e longe da capital de cada Estado! Enfim…

  11. Laszlo disse:

    Quem acha que é só por incompetência é ingênuo.

    É que automobilismo não dá voto. Quem financia campanha política são as empreiteiras. E ainda por cima é esporte da “elite branca capitalista reacionária”, como ando ouvindo por aí.

  12. …Bernie tava fazendo o que em tempos atras em Penha?!?!?! Tolinhos….. vem ai mais um empreendimento das organizações “Beto Carrero”.

  13. edison disse:

    O Brasil infelizmente é o país do futebol.Só para isto tem verbas,espaço nas mídias.Isso é lamentável.

  14. Takeo Goda disse:

    Triste mesmo….o circuito é muito bom. Mas em contra partida, um outro autódromo brasileiro foi reconhecido pela FIA e poderá receber eventos internacionais. Há um ano em funcionamento, o autódromo Vello Città, em Mogi Guaçu, SP ainda não tem estrutura para receber público, mas já foi sede de provas da Porche Cup, Mitsubish entre outras. Possui grande área usada como heliporto e há planos para construção de um hotel, arquibancadas e estacionamento para receber o público. Grandes pilotos, entre eles Valentino Rossi já estiveram por lá e elogiaram muito.

  15. Bom para os Estados Unidos da América (USA)!!!. Pior… para o Brasil!!!.

  16. Victor Mattos disse:

    Moro em Ponta Grossa, aproximadamente 120km de distância do AIC. Por inúmeras vezes fui acompanhar Stock-Car, WTCC, Brasileiro de motovelocidade, F-Truck, e principalmente arrancada, onde por anos Curitiba foi a nata da arrancada brasileira, agora perdendo o posto para o VeloPark, no RS. É com enorme tristeza que recebo essa notícia, principalmente pq achava que o AIC era a segunda pista mais importante do Brasil e também, pq estava recebendo provas internacionais…. Lamentável!
    Resta acompanhar as provas que acontecem esse ano ainda e torcer pra reverter a situação…

    Vai ficar na lembrança as ultrapassagens no final da reta nas categorias de turismo, principalmente os Stock, e também o desenvolvimento da arrancada brasileira, visto que o AIC era o laboratório de testes para os motores mais potentes que o país já viu. Camaros com 2000cv, Opalas com 1500cv, Dragster Top Fuel com 3500cv…

  17. […] Da série ‘parabéns aos envolvidos’: mais um autódromo brasileiro com morte decretada. […]

  18. von Braun disse:

    Muita sacanagem desses políticos safados, cambada de ladrões (povo idiota q vota neles) !!!
    Sou de Campo Grande-MS e mesmo com nosso autódromo por aqui, vamos ao AIC para andar nessa pista maravilhosa na companhia dos amigos da Motovelocidade de Curitiba e região.
    Sinto muito, vamos nos reunir para fazer alguma coisa???

  19. Magro Costa disse:

    Sinceramente gostaria de saber a fonte dessa notícia e qual é a real veracidade dela.

  20. Junior disse:

    Por isso me divirto quando o país do futebol leva pau. Torço contra, e muito.

  21. Bruno Andretta disse:

    Existe alguma forma de salvar ele, tipo a forma que o dinheiro fale mais alto? Da pra comprar este terreno da imobiliária ainda? Caso a resposta for sim, entrem em contato comigo por favor.

  22. Meu Deus q.essa notícia possa ser mudada q nunca venha acabar o autódromo daqui. e q Deus esteja no controle de tudo eu creio !

  23. MMS disse:

    Um contrato já foi assinado no valor de R$ 85 milhões com o grupo Inepar que esta por traz de tudo atravez mais especialmente o sr. Jauneval de Oms mais conhecido como Peteco, o que mais chama a atenção e’ que os herdeiros ligitimos do terreno os filhos do Flavio Chagas Lima “falecido” vao ficar sem nada.
    O governo estadual e municipal gastou milhões para fazer do AIC o que e’ hoje e uma empresa privada vai ficar com o lucro.
    Nao fico surpreso pois a mesma coisa esta acontecendo embaixo dos nossos olhos com o estádio do Atletico e copa do mundo e o sr. Mario Celso Petraglia vai herdar tudo, toda a reforma e desapropriações.

  24. Alisson disse:

    Taí um autódromo que eu nunca pensava ser demolido. O automobilismo em Curitiba para mim sempre foi muito forte, acho que é um dos melhores campeonatos de arrancada do país, fora os grandes eventos que ali foram sediados. E há quem diga que o autódromo de goiânia também será desativado para dar lugar a condomínios residenciais. Aqui em Brasília acho que nosso autódromo só não foi abaixo porque está em área tombada.

  25. Eu disse:

    Racha na rua!

  26. juliano disse:

    Voltaremos fortes pras ruas!! mais loucos que o padre do balão! relembrar os tempos das antigas!! acelera com os 2 pés….

  27. Joao Tratao disse:

    #foraDilma

  28. rafael gair disse:

    100 arrancadão é q o índice de note na capital e vizinhança vai aumentar

    !!!!!!!

  29. Mauro Santana disse:

    Sou Curitibano, estive neste corrida de 1989 da Stock (quem venceu foi o Ingo Hoffman com seu Opala Patrocinado pela TEBA Verde, branco e vermelho), e estouc chocado e muito triste com esta notícia.

    O que esta acontecendo neste país!?

    O que nós amantes do esporte a motor vamos fazer!?

  30. Diego disse:

    Governo burro !!!! Nao fazem campanha que lugar de acelerar e na pista ???? Mas qual pista ???? Se nosso único autodromo vai virar um condomínio de luxo !!!!
    E nosso governador Beto Richa ??? Nao se diz apaixonado por automobilismo ?? Ahhhh esqueci .. Ele pega sua comitiva e vai correr em interlagos volopark etc sem esquentar a cabeça !!!
    Depois nao reclamem se a av das Torres voltar a ser post de arrancada !!!!!

  31. andrefonceca disse:

    Cara se realmente se concretizar isso vai ser triste, eu sou vizinho do AIC fica menos de 1minuto da minha casa… minha infância foi ir ao AIC com meu tio ver as corridas …. realmente aqui em Pinhais nao se tem mais lugares para construção o negocio é vender nossa casa e ir embora desse lugar.

  32. Paulo Londrina disse:

    O de Londrina, feito graças a favorecimentos a determinado prefeito, serviu bem à região e ainda serve. Perdeu muitas competições graças a péssimos prefeitos que não viram nele vantagens politicas. O problema e que não se enxerga as vantagens econômicas que os autódromos trazem. Mas eles trazem. Atenção senhores donos do poder. Senhores que dirigem federações, atenção.

  33. Fui contratado (1995) para implodir e construir o novo Autódromo de Curitiba, obra que conseguimos inaugurar após 18 meses de muito trabalho, principalmente pela drenagem do solo. O administrei por mais oito anos, e posso lhe garantir que não é nada fácil ser um Autódromo privado no Brasil, sem contar com nenhum subsídio, e somente pagando Tributos ao Município.
    Se comercializar uma placa de patrocínio, venda de ingressos e outros, tem que pagar ISS.
    O IPTU desta área de 780 mil metros quadrados é algo quase impagável mês, a conta de energia também é gigante.
    Curitiba sempre esteve limpo, preservado e organizado, mas para isso paga um alto preço de manutenção.
    Eventos de grande porte são pouquíssimos no Brasil (Truck / Stock), portanto…………..chegou a hora do retorno para quem bancou sozinho e do bolso, por 20 anos, nos cedendo esta maravilhosa casa, para que pudéssemos pilotar as mais incríveis máquinas do esporte motor.
    Pilotei em prova de Mundial BPR pela Porsche , em muitos Brasileiros de Stock Car, Marcas , Sulamericano de Superturismo, Brasileiro de Truck, Mil Milhas e até um Brasil x USA de Dragster, ou seja gastei o que pude o asfalto do AIC.
    Levantem as mãos para o céu, pois não era para ter existido este autódromo, caso não existisse a possibilidade de valorização e especulação imobiliária, o final já estava estrategicamente programado a 20 anos atrás.
    Portanto aproveitem até 2015, e lembrem-se, é negócio….a oferta pode ser coberta.

  34. Antonio Seabra disse:

    Mais um dos desmandos nesse pais, onde escrupulo já virou palavra em desuso.
    E olh aqu eo governador do estado já correu de kart, e eu até já tive oportunidade de ver fotos dele guiando Ferrari 430 em pista de corrida, na California.

  35. george disse:

    este pais não apoia nem seus pilotos na F1 por alguém acha que se importaria com o automobilismo no Brasil este país e aficionado e movido por um grande numero de analfabetos em futebol e se consideram os melhores em que veja a reputação do fenômeno e as asneiras que fala sem qualquer nível de intelecto este país não valoriza nada que é bom só modinha

  36. Marlon disse:

    Sou de Curitiba e não gosto nem um pouco do governador do estado. Mas o que tem a ver criticar o governo neste caso? Se o Autódromo é privado e há uma questão de dívida trabalhista, não há o que fazer. Leram que já são 17 anos de penhor? A justiça é lenta, mas um dia define-se a questão.

    Não entendo também as críticas ao fato do Brasil ser o país do futebol. O esporte é o mais praticado no mundo em função de ser fácil improvisar qualquer coisa no lugar da bola e jogar na rua, escola, etc. Bola também é barata. Demolir estádios? Vocês estão sugerindo demolir estádios privados, que pertencem a clubes? Para que um esporte cresça é necessário minar outro? Não é por aí o caminho. Mas concordo com as críticas aos estádios elefantes brancos que foram feitos para a Copa. Felizmente não são todos. Mas em Manaus e Brasília por exemplo os times de futebol não tem representividade e construíram elefantes lá.

    Não esqueçam de considerar ainda o que o cara que trabalhou no Autódromo escreveu quanto ao elevado custo de manutenção e dos impostos. Clubes de futebol tem maior condição de levar grandes públicos a seus estádios, o que viabiliza o esporte. Só acho um grande absurdo os clubes terem as dívidas fiscais perdoadas, sendo que o mesmo incentivo não existe para outros esportes e também para empresas privadas, que se não estiverem com os impostos em dia podem quebrar e colocar na rua muitos empregados.

    Para quem é fã de automobilismo pq não criam uma associação nacional? Sozinhos, vai ser sempre reclamação, como nesta página. Juntos terão força para lutar por sua paixão. Assim poderão ter conhecimento do número de fãs em cada cidade / estado. Isso servirá até para que empresários possam ter ciência de onde conseguem investir e ter retorno.

  37. ARI PEREIRA disse:

    Não sou especialista no assunto, mas amante de automobilismo, ex-patrocinador, e já dei minhas voltinhas. Enfim, acredito que isso seja resultado da falta de alinhamento e más administrações de arrendatários, federações e governos locais. As federações quando assumem autodódromos se acham verdadeiros senhores feudais e só atendem a sua vaidade e de seus súditos. O resultado é isso ai !

  38. CTBA EXOTICS disse:

    NÓS CURITIBANOS IREMOS LUTAR PELO AIC.

  39. ARI PEREIRA disse:

    Os autododromos deveriam ser multi-funções – deveriam ter restaurantes e bares tematicos, mini-shoppings tematicos, museus de automobilismo do Brasil e do mundo, sediar associações, clubes e eventos de antigomobilismo (que tem publico fiel em todo mundo) Quem sabe um pequeno parque temático etc. e tudo isso funcionando 365 dias no ano. A maioria dos autodromos tem espaço e infra estrutura para isso. O mundo é movido a dinheiro e sem ele é dificil justificar enormes áreas (Brasilia tem 800 mil m²), para sediar um ou dois eventos anualmente.

  40. Elton Ogg disse:

    É só raciocinar um pouco. É fácil achar a resposta pra isso e o porquê Jacarepaguá já se foi.
    Brasileiro em sua grande maioria não gosta mais de automobilismo. Gosta de vencedores, não de competidores. Estes mesmo que adoram criticar e fazer piada desde os tempos da Coopersucar e ensinaram seus filhos a agir assim.
    Sinto muito amigos. Isso só é começo do fim.
    Queremos esporte à motor? Mudemo-nos para o pais de nossos “hermanos”. La eles dão valor.

    • Elton Ogg disse:

      É o absurdo dos absurdos. Quando vi Jacarepaguá ser destruida (definitivamente, pq já tinha sido mutilada) já doeu. Agora o nosso?! Com todos os méritos que tem?! Lotando arquibancadas em festivais de Arrancadas, Stock e F-Truck com 30.000, 40.000 pessoas?!

  41. Eliete disse:

    Nossa, moro há uns cinco minutos do Autodromo ! Nunca fui… mas ouço o barulho dos motores daqui de casa. Muito triste, afinal prefiro ver a galera correndo lá do que correndo e desabafando nas avenidas e ruas da cidade. Uma pena…. vou ir antes que destruam tudo. : /

  42. carlos calai campos novos sc disse:

    que pena pessoal,com a gente aqui do sul de santa catarina tambem acontecera isso, a nossa pista de fraiburgo grande conhecida de muitos pilotos ai de curitiba, sera dersativada em 2014 dando lugar para um grande condominio residencial.o que nos resta e protestar tambem

  43. julian karnopp disse:

    Nos aqui de joinville amamos este autodromo………….nao deveria de acabar nunca…….nao temos autodromos aqui….entao sempre tem gente daqui indo pra la……..joinville e apaixonado por carros em especial formula truck e as arrancadas……pessoal de curitiba lutem para este templo do automioblismo nao vir abaixo…..

  44. Julio H disse:

    Está acontecendo o mesmo com academias de tênis nos grandes centros, os terrenos
    valem pequenas fortunas
    .

  45. é uma pena que o pouco de pista que tem ta sendo destruída,pelo menos não vai ser construído mais uma porcaria de estádio de futebol,era só o que faltava ninguém mais aguenta o futebol e copa 24H por dia!

  46. ricardo disse:

    Nesse ritmo, e com todo esse “incentivo”, daqui uns anos, não existirá mais automibilismo no nosso país. Corridas? Só nas ruas e ilegais, e todos irão se perguntar porque…

  47. Mefistófeles disse:

    Vale lembrar que : Curitiba é propriedade privada, Cascavel era também e após a reforma ficou da Prefeitura. Londrina é da Prefeitura. Em São Paulo só Interlagos é da Prefeitura, Piracicaba é do Dito Giannetti e o Vello Cittá em Mogi Mirim é da Mitsubishi. Nos quatro autódromos do Rio Grande do Sul, apenas Santa Cruz do Sul é do governo, Tarumã é do Automóvel Clube do RS, VeloPark é privado e Guaporé também. Em Belo Horizonte também é privado. No Estados Unidos da América do Norte, todas as pistas são privadas até onde eu sei. Creio que é direito dos proprietários privados definirem o destino de suas pistas, pois em geral enxergam a relação custo / benefício e o retorno do Investimento. Devemos sim é batalhar pelo final dos Autódromos que sejam da Prefeitura ou Governo Estadual, pois estes sim , investiram e por administrar mal têm pouco retorno. A maioria dos autódromos privados, se esforça para ter retorno do capital investido ou, como no caso da Mitsubishi Brasil, de Edurado Souza Ramos, tem um retorno Instituciopnal e de Marketing.

  48. Mefistófeles disse:

    Esqueci de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Caruarú em Pernambuco, Fortaleza no Ceará e Goiania, que dizem estar sendo reformado e vive apenas da Fórmula Truck como grande evento. Brasilia é do DF e desde a inauguração em 1974 nada fez pela pista.

    • von Braun disse:

      Aqui em Campo Grande – MS, hoje quem administra o Autódromo é a prefeitura, porem as condições são péssimas. nao temos mais eventos nacionais e pouco se faz por aqui. Tanto a infraestrutura em geral como a pista necessitam de reparos e estamos trabalhando para isso !
      Sou piloto de motovelocidade e tenho feito a minha parte para contribuir nesta melhora… mas esta mto difícil, pois não temos apoio dos órgãos públicos municipais e nem estaduais.

      • Mefistófeles disse:

        Obrigado pela informação, Mas a propriedade continua privada ? Sei que existe um grande número de aficcionados e praticantes aí. Me lembro bem do atropelamento fatal de um fotógrafo que estava em local proibido, ocorrido em prova da Stock Car pelo carioca Gualter Salles, que escapou após toque na largada e pegou o rapaz que estava a frente da barreira. Aí foi falha da segurança, de pessoas e não da infra estrutura da pista.

  49. Roberto disse:

    vamos fazer uma manifestação contra o fechamento do AIC.

    • Thiago N. F. Luiz disse:

      sou totalmente a favor de uma manifestação… que inferno!! o automobilismo brasileiro já esta escasso por conta da máfia que é a CBA e agora no PR vamos ficar sem um autódromo para receber grande parte da agenda de esportes a motor do Brasil! por favor, vamos divulgar isso e cobrar algo também em relação ao automobilismo que, aliás só vejo críticas em relação aos nossos pilotos mas nada nunca é feito!!!!

    • ivete disse:

      Descaso total. No momento em que devemos acreditar e divulgar o Turismo Esportivo, Eis que chega esta bomba. Somos totalmente contra a desativaçao do AUtodromo e Kartodromo de Pinhais. O que pode ser feito para impedir esta especulaçao ridicula. Onde irao colocar tanta gente e tanto carro em cidades sem estrutura para tal. Ja estamos sofrendo um caos no transito de Curitiba.

  50. rodrigo disse:

    como pode onde vão se reuni as pessoa que ali ficavão o fim de semana nos eventos de arrancada, festival brasileiro de arrancada vai se aonde depois que desativarem esse autodromo eu como amante da velocidade e do automolismo vou ficar muito sentido eu torcendo que tivesse um aqui na minha cidade e outros querendo destruir o que ta pronto

  51. Ulisses disse:

    Uma pena não se tentar um projeto com os condomínios inseridos dentro do autódromo.
    Dessa forma seria criado um condomínio temático com hotel, pequenos comércios, shopping (que poderia ser voltado ao tema automóvel), e edifícios de apartamentos (alto padrão?). As ruas poderiam ser o próprio traçado, os boxes poderiam ser multi-funcionais … enfim, zilhões de opções e idéias. Do alto de minha ignorância, desconheço algo do gênero no mundo.
    Com esse projeto, preservaria-se o local para o esporte a motor, alem de ser um chamariz especial de venda.
    Daria uma vontade danada de comprar um ap lá dentro”!!!
    Né?

    • Fernando Amaral disse:

      mas é dificil pensar que vá perdurar por mais tempo – dá pra imaginar o quão cobiçado deva ser seu enorme terreno.

      bacana seria se houvesse um modo de provocar o tombamento do autódromo, afinal é um projeto do engenheiro-arquiteto paranaense Lolo Cornelsen, não é?
      aliás, também autor do finado Jacarépaguá – triste sina.
      o homem também projetou os do Estoril em Portugal (aquele mesmo, que sediou o GP de Portugal por bons anos) e de Luanda em Angola, inativo há décadas , mas ainda erguido , até onde sei.

  52. andre disse:

    o governo federal poderia desapropriar a area, acho que vale uns 150 milhoes no minimo. e pouco em relação ao 1,5 bi gasto no estadio de brasilia

  53. Diomar Campos disse:

    Infelizmente o terreno é privado, assim como o autodromo, a nós, fas do automobilismo só resta lamentar o fechamento de uma das poucas pistas padrao FIA (nao FIFA, rs) do pais…

  54. […] a informação de que o Autódromo de Pinhais, região metropolitana da capital paranaense, será desativado em 2015. O contrato de arrendamento da área é de 1994 e tinha extensão de 10 anos, renováveis por mais […]

  55. Carlos Eduardo disse:

    Ta de sacanagem…mais um indo embora e nenhum nascendo, assim fica difcil ter automobilismo no Brasil…

  56. Marcio Neves disse:

    Cadê os políticos pra defender o direito ao esporte e lazer? Cadê os empresários que faturam alto com o automobilismo? Cadê o governo que só faz promessas de novos locais para a pratica segura do automobilismo mas não intervem para o defesa popular diante deste fato? Quantas famílias vivem do esporte motor em todas as categorias do automobilismo paranaense? As equipes e pilotos já fazem muito e pagam caro pra trazer diversão para o publico. As ruas vão se encher de rachadores furiosos. E a segurança no transito que vai ser comprometida, sempre se falou em tirar os jovens das provas clandestinas, e agora?
    Se a prefeitura de Pinhais não consegue resolver, porque o governo não faz?! Deve ser mais barato do que as perdas das vidas nas ruas de Curitiba e região metropolitana”. Se fosse estádio estavam investindo.
    Meritíssimo Juiz, o povo precisa deste espaço.
    O Autódromo não pode fechar! Todos só temos a ganhar!!

  57. […] semana, dia 24-06, foi divulgado no blog do Rodrigo Mattar sobre o fechamento do AIC. E se espalhou rapidamente pelo facebook. Há pouco mais de 3 horas o presidente do AIC, Jauneval de […]

  58. Fabiano disse:

    Um absurdo! Não podemos deixar q isso realmente aconteça!

  59. […] DE JANEIRO – Eu bem que avisei aqui no blog, tanto que, com 27.543 cliques, é o post mais visitado da história do A Mil Por Hora em sua nova […]

  60. […] ano passado o jornalista Rodrigo Mattar, do site “A Mil Por Hora”, publicou um post prenunciando o fim do Autódromo de Curitiba (AIC), que seria vendido para uma incorporadora imobiliária e transformado em condomínios. Na […]

    • rmb37 disse:

      Tem certeza, Douglas? Pensa bem: é claro que eles vão desmentir e interessa desmentir. Mas a ressalva do “Se eventualmente acontecer uma proposta concreta” entrega a possibilidade do fim do autódromo.

  61. anderson lazaro costa disse:

    se isto acontecer onde é que eles vão fazer onde tem mavericks e mustangs

Deixe uma resposta para Últimos suspiros | A Mil Por Hora Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>